A renda fixa explicada de uma maneira fácil e rápida

A renda fixa se destaca por ser um investimento de baixo risco, além disso, é fácil e simples de contratar. Leia o texto e saiba mais!

Anúncios


renda fixa

Os investimentos em renda fixa estão entre os preferidos dos investidores de qualquer nível. 

Cartões mais recomendados

Com essa alternativa, o investidor sabe aproximadamente quanto vai receber ao final do resgate, por isso, as pessoas se sentem mais confortáveis em investir nos seus ativos.

No texto de hoje você descobrirá mais detalhes sobre esse modelo de investimento: o que é, como funciona, vantagens e muitos mais!

Não deixe de acompanhar! 


O que é renda fixa e como funciona?

A renda fixa é uma modalidade de investimento em que é possível negociar a rentabilidade no momento da contração. 

Em outras palavras, você faz seu aporte sabendo aproximadamente quanto receberá quando o produto vencer e ocorrer seu resgate. 

Anúncios


Ela se destaca pela sua segurança e rentabilidade garantida. Existem diferentes tipos de investimentos em renda fixa e cada um deles possui características distintas também. 

Os produtos podem ser emitidos por bancos, empresas, instituições financeiras e até mesmo pelo Governo.

Fora isso, os papéis podem ser contratados na modalidade de juros pós-fixados ou prefixados. Ainda existem modelos de ativos que seguem um modelo híbrido.  

Observe abaixo como cada modalidade de juros funciona:

#Juros prefixados

Os investimentos regidos por esse modelo de juros são previsíveis, pois os juros são fixos. Isso significa que o investidor saberá a rentabilidade do ativo até o momento do resgate.

Anúncios


#Juros pós-fixado

Nessa alternativa, a remuneração é atrelada a algum índice de referência, por exemplo, taxa Selic ou taxa CDI.

O investidor sabe qual é o indicador, no entanto, não sabe exatamente quanto receberá até o momento do resgate, pois a taxa pode variar.

#Juros híbridos

Nos papéis híbridos há uma combinação de aplicações pré e pós-fixadas, sendo assim, parte da remuneração fica atrelada aos juros prefixados, enquanto a outra parcela é atrelada a algum índice que pode variar conforme o tempo.


Como a sua rentabilidade funciona?

rentabilidade da renda fixa
Como funciona a rentabilidade dos investimentos nessa modalidade?

O cálculo da rentabilidade dos investimentos em renda fixa estão ligados a índices determinantes. A rentabilidade de cada investimento varia conforme o índice que ele está ligado. 

Por exemplo, o Tesouro Selic tem como índice de rentabilidade a taxa Selic. Os CDBs, por sua vez, usam a taxa CDI como índice de referência.

Além dessas duas taxas, o IPCA, IGP-M e a taxa referencial também servem como índices de referência para investimentos em RF.  


Quais são os tipos de renda fixa?

Em suma, atualmente esse modelo de investimento é classificado considerando seu emissor. 

Portanto, os tipos de investimentos dessa categoria podem ser emitidos em títulos públicos ou títulos privados. 

Observe abaixo quais os investimentos presentes em cada categoria:


Títulos públicos

São títulos emitidos pelo Governo e são bastante seguros. O investidor empresta dinheiro para o governo e recebe o dinheiro acrescido de juros. 

São eles:

1. Títulos do Tesouro Direto

Até o momento, há 5 títulos públicos disponíveis no Tesouro Direto, Tesouro:

  1. Selic;
  2. Prefixado;
  3. Prefixado com juros semestrais;
  4. IPCA+;
  5. IPCA+ com juros semestrais.

Cada um desses títulos possuem características específicas e diferentes fatores de rentabilidade. 


Títulos privados

Os títulos privados são emitidos por empresas, bancos e instituições financeiras. Nesse caso, o dinheiro é emprestado a essas instituições. 

No mercado existem títulos privados diversificados que atendem a diferentes perfis de investidores, prazos e objetivos. 

São eles:

  1. Poupança;
  2. CDBs;
  3. Debêntures;
  4. LCI e LCA;
  5. Letra de Câmbio;
  6. CRI e CRA;
  7. Fundos de renda fixa.

A poupança e o CDB são dois modelos de investimento em renda fixa muito populares entre os investidores. 

Fora isso, são mais simples e práticos de investir. 


Quais as vantagens de investir em Renda Fixa?

Esse modelo de investimento traz algumas vantagens para os investidores, inclusive, até mesmo os mais arrojados investem em ativos de renda fixa visando diversificar sua carteira e diminuir os riscos. 

A primeira vantagem para se destacar, que faz até mesmo alusão ao seu nome, é o fato dela ser previsível. 

O investidor consegue acompanhar o comportamento dos papéis e saber aproximadamente de quanto será a rentabilidade na hora da contratação.

Apesar dessa segurança, ele não está livre de riscos, mas ainda assim dá ao investidor uma noção do que esperar.

Outra vantagem interessante para os brasileiros é a variedade de produtos disponíveis no mercado. 

Cada produto possui características bem específicas e atende a diferentes objetivos e perfis de investidores.

Dessa forma, dá para diversificar a carteira e distribuir os investimentos em produtos variados. 

Ainda falando das vantagens oferecidas pelos ativos em renda fixa, podemos destacar a sua liquidez. 

A maioria dos investimentos que compõem essa categoria tem liquidez diária, por exemplo, CDBs e Tesouro Selic.

Dessa forma, os valores podem ser resgatados a qualquer momento, em caso de urgência ou necessidade, por isso, são boas alternativas para a reserva de emergência.

Por fim, outra vantagem que não poderíamos deixar de destacar sobre esse modelo de investimento é a sua facilidade de contratação.

Até mesmo investidores iniciantes conseguem escolher, aplicar e resgatar seus investimentos em poucos cliques, com muita facilidade, rapidez e praticidade.


Desvantagem 

A principal desvantagem dessa modalidade está ligada a sua principal vantagem. Por ser previsível, seu ganho é estável, ou seja, possui menos riscos. 

Entretanto, quando se trata de investimentos, sabemos que uma instabilidade pode vir a nosso favor e nos dá um retorno elevado imediatamente. 

Por isso, para investidores que gostam de arriscar, o ideal é a renda variável. 

Outra desvantagem que podemos destacar, que, aliás, também está ligada a umas das vantagens apresentadas no tópico anterior é a sua liquidez.

A liquidez envolve um risco quando se trata de renda fixa, isso porque ela tem prazo de validade.

Por exemplo, se você investe em um CDB com liquidez diária com prazo de 5 anos, mas precisa resgatar o valor antes do prazo vencer, pode perder dinheiro com essa ação.

Por isso, os especialistas sempre ressaltam a importância da diversificação da sua carteira de investimentos.

Ela deve conter títulos diferentes e com prazos de vencimentos diferentes também. 

Além disso, ambos precisam concordar com seus objetivos, sejam eles de curto, médio ou longo prazo, senão, você pode perder dinheiro sempre que precisar resgatar um título antes do tempo.

No caso dos títulos sem a cobertura do FGC, o investidor também enfrenta como desvantagem o risco de crédito, caso a instituição financeira apresente falência. 

Para finalizar falando das desvantagens, gostaríamos de citar as taxas e tributações que envolvem esse modelo de investimento, por exemplo, IOF, IR, taxa de administração e a taxa de custódia.

O ideal é procurar por instituições que cobrem menos taxas para que o investimento seja menos afetado. 


Como investir?

como investir em renda fixa

Se você deseja se tornar um investidor fazendo seus primeiros aportes em renda fixa, em primeiro lugar, precisa escolher um banco ou instituição financeira. 

Em seguida, você deve escolher um modelo de investimento conforme seus objetivos, normalmente, as corretoras e bancos fazem um teste de investidor para descobrir qual é seu perfil e recomendar os melhores investimentos. 

Assim que escolher o investimento ideal, efetue seu primeiro aporte e continue fazendo aportes mensais até conquistar seus objetivos.

Antes de escolher o título, não deixe de comparar e observar sua liquidez, prazo de carência e de resgate, tributação,  rentabilidade prevista, garantia do FGC e também se a empresa é de confiança.

Dessa forma, você pode investir com transparência e não ter nenhuma surpresa desagradável durante o processo.

Além disso, observe quais são as taxas cobradas pelo banco ou instituição financeira. No mercado encontramos muitas alternativas com taxas competitivas.

Caso se sinta muito perdido, você pode simular os rendimentos das aplicações com um simulador de investimentos renda fixa

Entre as empresas com os melhores simuladores do mercado, encontramos, por exemplo:

Com esses simuladores é possível comparar produtos do mercado, avaliar riscos e ver a rentabilidade aproximada.

Uma grande vantagem é que eles são fáceis e simples de usar, informando alguns dados sobre o seu possível investimento você consegue informações detalhadas e fáceis de compreender.

A partir disso, pode escolher a melhor alternativa de investimento para você. 


Vale a pena investir em renda fixa?

Esse modelo de investimento possui muitas vantagens que o torna uma boa opção de investimento para ter na carteira. 

Todavia, como todo investimento oferece algum tipo de risco e uma das suas vantagens é a variedade de produtos, aproveite e diversifique sua carteira.

Dessa forma, você aumenta seu patrimônio, diversifica a sua carteira e diminui os riscos. Caso seja um investidor mais conversador, os investimentos em renda fixa são ótimas alternativas para você. 

Então, a resposta é simples: vale a pena investir em renda fixa!

Entretanto…

Destine apena parte do seu capital para esse modelo de investimento, a outra parte deve ser destinada para investimentos mais arriscados, porém, com mais rentabilidade, como os investimentos em renda variável.


Conclusão

Neste texto você encontrou informações o suficiente para começar a investir em renda fixa e escolher o melhor produto.

Entretanto, você pode amadurecer seu conhecimento sobre o assunto conferindo nossos artigos isolados sobres produtos que compõem essa modalidade de investimento, por exemplo: Qual a melhor instituição para investir no Tesouro Direto?

Não deixe de acompanhar nossas notícias!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

recomendador empréstimo

Empréstimo Santander – Use casa

Já pensou poder receber um empréstimo de um banco seguro? Com o Santander você recebe o empréstimo podendo utilizar o dinheiro da forma que bem

recomendador cartões de crédito

Solicite o cartão Zoom do Banco Pan!

Primeiramente, você já soube do melhor cartão já existente? Estamos falando do cartão Zoom, que é internacional e tem diversos benefícios, como por exemplo: Anúncios