12 meses para montar uma reserva de emergência passo a passo

Saiba como montar a sua reserva de emergência!

Anúncios



Imprevistos podem acontecer a qualquer momento e, por isso, montar uma reserva de emergência é algo fundamental.

Cartões mais recomendados

Ao ter um dinheiro guardado para esses momentos, você consegue lidar com situações inesperadas com mais tranquilidade.

Quer começar 2022 com mais planejamento e organização? Então continue a leitura para saber como montar uma reserva de emergência!

12 meses para montar uma reserva de emergência passo a passo

O que é uma reserva de emergência?

Antes de qualquer coisa, é importante saber o que é uma reserva de emergência.

Pois bem, a reserva de emergência, também chamado de fundo de emergência ou colchão financeiro, é uma poupança guardada ao longo de um tempo para usar com gastos imprevistos ou situação de desemprego, por exemplo.

Ou seja, é um dinheiro que vai manter você mais seguro em momentos de dificuldade financeira.

Anúncios


O ideal é que esse valor corresponda a, no mínimo, seis meses do seu custo de vida mensal.

Entretanto, como falamos, esse dinheiro também pode ser utilizado para imprevistos, como por exemplo:

• Tratamento dentário inesperado

• Conserto no carro

• Conserto de eletrodomésticos

• Viagens de última hora que não sejam para lazer

Anúncios


Esses são alguns exemplos de imprevistos que podem acontecer de uma hora para outra.

Além desses problemas, é importante ter esse dinheiro guardado para caso você perca o seu emprego, algo que infelizmente, pode acontecer.

Desse modo, você garante o pagamento das suas despesas fixas por alguns meses, até encontrar outro trabalho.


Como montar uma reserva de emergência?

Agora que você já sabe do que estamos falando, está na hora de saber como montar a sua reserva de emergência.

Vamos à prática então?

Veja o passo a passo para montar a sua reserva no ano de 2022:


1. Elabore um planejamento financeiro

O primeiro passo é criar um planejamento financeiro.

Antes de fazer qualquer mudança na sua vida financeira, é preciso entender a sua real situação.

Ou seja, é necessário saber exatamente quais são os seus principais ganhos e gastos.

Assim, você consegue criar um planejamento financeiro.

O objetivo é criar uma estratégia para otimizar o uso do seu dinheiro e, assim, compor a sua reserva, pois desse modo, você terá mais facilidade para se organizar.


2. Separe o importante do supérfluo

Nessa etapa, é muito importante que você identifique quais gastos NÃO essenciais estão levando embora o seu dinheiro.

Assim que os identificar, comece a se organizar para eliminá-los ou, pelo menos, reduzi-los.

Com uma visão mais aprofundada da sua situação financeira, fica mais fácil identificar quais gastos podem ser cortados.

Claro que existem despesas que não podem ser eliminadas, como por exemplo, aluguel, condomínio, água, luz, entre outros.

Contudo, existem gastos que não são necessários e, que mesmo pequenos, quando acumulados, se transformam em uma grande bola de neve.

Algo que você pode fazer é listar em ordem crescente quais são os gastos prioritários.

Assim, vai conseguir ver o que pode eliminar do seu orçamento.

Claro que você não precisa fazer cortes demasiados ao ponto de deixar de se divertir e curtir seus momentos de folga.

Só cuidado para que esses gastos não comprometam a sua renda e a criação de uma reserva de emergência.


3. Estabeleça metas de economia para o mês

Com alguns gastos cortados, já é possível começar a poupar.

O problema é que guardar dinheiro não costuma ser uma tarefa que acontece naturalmente. Por isso, é essencial ter motivação e disciplina.

Como falamos, o ideal é que a sua reserva de emergência corresponda a 6 vezes os seus gastos mensais.

Por exemplo, se você gasta R$ 2.000,00 todos os meses com as suas contas, a sua reserva deve ser, de pelo menos, R$ 12.000,00.

E é nesse momento que as pessoas começam a se perder, pois elas pensam no valor total (R$12.000) e ficam em dúvida de como conseguir esse dinheiro.

Lembre-se de que estamos falando da construção da sua reserva. Ou seja, é algo que vai levar alguns meses. 

Por isso, se por enquanto, você só pode guardar uma pequena quantia, não tem problema algum, desde que tenha um objetivo claro e se comprometa a guardar um valor todos os meses.

A nossa recomendação é criar metas menores, pelo menos nos primeiros meses, até montar a sua reserva.

citação

4. Evite as compras por impulso

Em uma sociedade tão consumista, é muito comum que as pessoas gastem dinheiro com coisas que elas, na verdade, não precisam.

Mas se você está no caminho da construção da sua reserva de emergência e quer ter mais organização financeira em 2022, não tem jeito: vai ter que evitar as compras por impulso.

Afinal, elas podem levar boa parte dos seus ganhos.

Aprender a economizar agora vai permitir que, depois que o montante estiver completo, você possa começar a poupar para investir e fazer aportes frequentes.

Assim, vai ver o seu dinheiro render a mais.

Mas para isso acontecer, é necessário evitar as compras por impulso, principalmente no começo da construção da sua reserva.


5. Invista a sua reserva

Criar o hábito de poupar é essencial para ter mais tranquilidade financeira e acelerar o processo de criação da sua reserva de emergência.

Entretanto, poupar é apenas um dos pilares da organização financeira. Ou seja, para proteger o seu patrimônio da inflação e acelerar a criação do seu fundo de emergência, será preciso investir.

Como você pode precisar da reserva a qualquer momento, o ideal é que você invista o dinheiro em um investimento seguro e com alta liquidez, para que assim, possa resgatar o valor quando quiser.

Há algumas aplicações de renda fixa com essas características.

Entre as principais alternativas, tem o Tesouro Selic e o Certificado de Depósito Interbancário (CDB), com liquidez diária.

Os bancos e/ou carteiras digitais, como o Nubank e Picpay, também oferecem liquidez diária e rendimentos superiores ao da caderneta de poupança tradicional.

benefícios de montar uma reserva de emergência

Conclusão

Para criar e usar a sua reserva de forma adequada, além de planejamento e organização, é preciso ter inteligência.

Afinal, muitas pessoas, se deixam levar pelas compras impulsivas e desejos imediatos, gastando o dinheiro acumulado com itens não essenciais.

Por isso, se comprometa a utilizar o dinheiro da sua reserva apenas em momentos de necessidade.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu