Quais são os títulos de renda fixa atrelados à inflação?

Saiba quais são os principais títulos de renda fixa atrelados à inflação!

Anúncios



Os títulos de renda fixa atrelados à inflação podem ajudar a proteger o seu patrimônio e manter o poder de compra.

Cartões mais recomendados

Aliás, o aumento da inflação, que é um assunto recorrente no mercado financeiro, está chamando a atenção dos pequenos investidores brasileiros.

É que dependendo da rentabilidade do investimento, você pode, na verdade, estar perdendo o seu poder de compra.

Sendo assim, ter ao menos uma parte da carteira de ativos reservada para investimentos que ofereçam retornos reais, ou seja, acima da inflação, torna-se algo ainda mais importante no atual momento em que estamos vivendo.

Confira, abaixo, os principais títulos de renda fixa atrelados à inflação que vão proteger o seu capital do aumento de preços e da desvalorização da moeda.

quais são os títulos de renda fixa atrelados a inflação mais rentáveis

O que é inflação?

A taxa de inflação, basicamente, é o aumento no nível de preços.

Anúncios


Ela representa o aumento do custo de vida para o consumidor, que é resultante da elevação de preços e da desvalorização da moeda.

Quando a inflação aumenta em níveis muito altos e de forma acelerada, os consumidores e as empresas são prejudicados.

É  normal que haja um aumento de preços dentro de uma meta planejada. O problema é quando a inflação ultrapassa o percentual lançado.

No ano de 2021, a inflação no Brasil ultrapassou o teto da inflação (que fica em 5,25%) e chegou a (10,06%).

Consequentemente, o poder de compra do brasileiro diminuiu muito.


Títulos de renda fixa atrelados à inflação

Para que um investimento não sofra com a inflação, a sua rentabilidade deve ser superior ao aumento de preços.

Anúncios


Isso significa que para proteger o seu capital, é necessário começar a investir.

Ou seja, se você deixar o seu dinheiro parado na poupança, você na verdade, está perdendo dinheiro, tanto no curto quanto no longo prazo.

Para te ajudar, vamos mostrar quais são os principais títulos de renda fixa atrelados à inflação e explicar as principais características de cada um deles. Veja só:

citação

1. Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA é um título público emitido pelo Governo.

Seu índice é o IPCA — Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo.

É um dos três tipos de títulos públicos disponíveis, além do Tesouro prefixado e do Tesouro Selic.

Com a alta da inflação, muitos investidores, até mesmo os moderados e arrojados, começaram a se interessar pelo Tesouro IPCA, um investimento de renda fixa, com parte de sua rentabilidade atrelada ao IPCA e parte a uma taxa prefixada.

Normalmente, o vencimento do título é de médio ou longo prazo. Mas se quiser, você pode fazer o resgate antes, pois todos os títulos do Tesouro oferecem liquidez diária.

Contudo, para realizar o resgate de forma antecipada, será preciso recorrer ao mercado secundário. E isso nem sempre garante a mesma rentabilidade contratada no momento da aquisição do título.

Por isso, o ideal é que você espere a data de vencimento chegar para retirar o seu dinheiro!

É importante mencionar que os seus investimentos no Tesouro Direto, estão sujeitos ao Imposto de Renda e ao IOF.

Entretanto, o IOF só é cobrado quando a aplicação é resgatada em menos de 30 dias.


2. LCI e LCA

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são dois tipos de investimento em renda fixa isentos de Imposto de Renda.

São títulos de crédito emitidos por instituições financeiras para financiar atividades do setor imobiliário e do agronegócio.

Como são investimentos de baixo risco, os rendimentos das LCIs e LCAs quase sempre são positivos.

Entretanto, os rendimentos dependem das taxas de juros às quais eles estão atrelados.

As estruturas mais comuns são:

• Letras prefixadas: aqui, você saberá exatamente o quanto vai receber ao final da aplicação.

• Letras pós-fixadas: são rendimentos cujo valor do resgate está atrelado a uma taxa variável, como o CDI e o IPCA.

• Letras atreladas à inflação: a rentabilidade é composta pela variação da inflação acrescida a uma taxa prefixada.

A LCI e a LCA são protegidas pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos).


3. CRI e CRA

Os certificados de recebíveis imobiliários (CRI) e do agronegócio (CRA) são investimentos de renda fixa que fazem parte do chamado crédito privado.

Eles são lastreados em operações de crédito ligadas ao setor de imóveis e do agronegócio.

A diferença desse investimento para as letras de crédito é que o CRI e o CRA são emitidos por securitizadoras. Além disso, os certificados de recebíveis não possuem cobertura do FGC.

Quando atrelados à inflação, eles apresentam rentabilidade híbrida, assim como o Tesouro IPCA.

Isso significa que as parcelas mínimas de juros anuais são somadas a uma variação da inflação.


4. Fundos de inflação

Os fundos de inflação, como o nome já diz, buscam replicar ou superar um índice de inflação.

Basicamente, são alternativas coletivas de renda fixa que protegem os recursos financeiros e mantêm o poder de compra.

A carteira desses títulos pode possuir títulos de emissão pública, como o Tesouro IPCA, além de emissões privadas, como as LCIs/LCAs e outros ativos.

Um dos principais benefícios dos fundos de inflação é a praticidade, pois o trabalho de escolher os títulos é do gestor do fundo.


Como escolher os títulos de renda fixa atrelados à inflação?

Antes de qualquer coisa, é importante você saber que cada uma das aplicações possui características diferentes em termos de segurança e retorno real.

Embora elas ajudem a proteger o seu capital e manter o poder de compra, é importante levar outros fatores em questão antes de realizar um investimento.

Ou seja, é necessário avaliar o seu perfil de investidor, os seus objetivos financeiros de curto/longo prazo e o retorno real das aplicações.

como se proteger da inflação?

Conclusão

Agora você já sabe quais são os principais títulos de renda fixa atrelados à inflação.

Como você viu, eles são boas alternativas para proteger o seu capital do aumento constante de preços, evitando a perda do poder de compra.

Para reduzir os riscos das aplicações, é importante diversificar a sua carteira, pois assim, você não vai colocar todo o seu capital em um único investimento.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu