Quanto rende um CDB 120% do CDI?

É possível encontrar CDB 120% do CDI no mercado? Entenda como funciona esse investimento e qual é a sua rentabilidade

Anúncios



Os títulos de CDB 120% do CDI e outras aplicações de renda fixa estão chamando a atenção dos investidores.

Cartões mais recomendados

Afinal, com o aumento da Selic nos últimos meses, os investimentos em renda fixa se tornaram mais atrativos.

Porém, antes de realizar qualquer investimento, é muito importante que você saiba exatamente qual é o seu perfil de investidor e trace objetivos financeiros.

Além disso, também é importante conhecer as principais características da aplicação, como taxa de rentabilidade, liquidez, data de vencimento e valor mínimo de aplicação.

Para entender melhor sobre o assunto, continue a leitura.

O que é CDB?

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um investimento de renda fixa emitido por bancos.

Anúncios


Sendo assim, quem investe em um CDB, está emprestando o seu dinheiro para uma instituição financeira, em troca de uma taxa de remuneração.

Há três tipos de CDBs disponíveis no mercado:

• Títulos pós-fixados: a taxa de rentabilidade dos títulos pós-fixados está atrelada a um percentual de uma determinada taxa de referência, como o CDI, por exemplo. É o tipo de título mais comum no mercado.

• Títulos prefixados: ao investir em um título prefixado, no momento da compra, você já sabe exatamente o quanto o seu dinheiro vai render durante o período.

• Títulos híbridos: nesse caso, a rentabilidade é composta de duas partes – uma fixa e outra variável. Ou seja, os CDBs híbridos pagam uma taxa prefixada mais a variação de um índice de inflação, como o IPCA.


O que é CDI?

Certificado de Depósito Interbancário (CDI) é uma taxa de juros utilizada nos empréstimos entre os bancos.

Anúncios


Ou seja, é o nome do empréstimo que os bancos fazem entre si, para encerrar o expediente com o caixa azul, isto é, saldo positivo.

Porém, isso nem sempre acontece, já que o número de depósitos, por exemplo, pode ter sido inferior ao de saques realizados no dia.

Para não terminar o dia com saldo negativo, os bancos fazem empréstimos. E o dinheiro emprestado vem de outros bancos, que obviamente, recebem juros pela transação, que são calculados pela taxa CDI.

O Banco Central exige que os bancos encerrem o dia com saldo positivo.

É  importante lembrar que o CDI não é oferecido diretamente para os investidores. 

Contudo, a oscilação diária dessa taxa interfere na rentabilidade de ativos de renda fixa atrelados ao CDI.

Como o CDI afeta os seus investimentos?

Como você já sabe, o CDI é emitido e negociado somente entre os bancos.

Mas essa taxa representa um dos principais índices de referência para alguns investimentos em renda fixa.

É que vários investimentos estão atrelados a esse indicador, enquanto outros o utilizam como benchmark.

Quando a taxa de CDI sobe, as aplicações atreladas a esse indicador rendem mais.

Além disso, a taxa do CDI tem correlação com a Selic, que é a taxa básica de juros da nossa economia.


Qual a diferença entre CDB e CDI?

O CDB, como você pode ver, é um tipo de investimento em renda fixa.

Já o CDI, não é um investimento, mas sim, um índice de referência do mercado financeiro.

Desse modo, não é possível investir diretamente em um CDI.


Quanto rende um CDB 120% do CDI?

Agora você já sabe o que é CDI e como essa taxa afeta o rendimento das suas aplicações.

O CDI acompanha de perto a taxa Selic, que é relevante não apenas para o mundo dos investimentos, mas também para compreender o cenário econômico no Brasil.

Quando uma aplicação promete uma rentabilidade de 100% do CDI, significa que aquele investimento terá o mesmo rendimento do CDI durante o período em que ele permanecer aplicado.

Ou seja, se o CDB paga 120% do CDI, significa que sua rentabilidade é 20% acima da taxa do CDI.

Atualmente, a taxa DI, que representa os 100% do CDI, rende 13,15% ao ano.

Isso significa que se o investimento oferecer 120% do CDI, você deve considerar o total da taxa DI mais 20% dela.

É importante lembrar que assim como em outros títulos de renda fixa, a tributação do CDB segue a tabela regressiva do Imposto de Renda. Isso, obviamente, afeta a rentabilidade dos seus investimentos.

Veja as alíquotas de acordo com o prazo da aplicação:

·         Até 6 meses — 22,5%;

·         De 6 meses até 12 meses — 20%;

·         De 12 meses a 2 anos — 17,5%;

·         Acima de 2 anos — 15%.

Além disso, nas aplicações de curtíssimo prazo (período inferior a 30 dias), o CDB também pode ser tributado pelo IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

O tributo inicia com uma alíquota de 96% sobre o lucro do CDB, reduzindo gradualmente ao longo do tempo, até chegar em 0%, o que ocorre após 30 dias.


O que considerar antes de investir em um CDB?

Com o aumento da taxa Selic, a rentabilidade dos títulos de CDB, está se tornando mais atrativa para os investidores.

Porém, embora a rentabilidade seja algo muito importante em um investimento, também é preciso levar em conta outros fatores antes de fazer aplicações, como por exemplo:


Aporte mínimo

Há investimentos “para todos os bolsos”.

Entretanto, alguns títulos exigem um aporte mínimo mais alto, que pode ser de R$ 5 mil ou R$ 10 mil, por exemplo.

Mas há CDBs mais acessíveis, em que é possível começar a investir com apenas R$ 100.


Liquidez

A liquidez é a capacidade de converter um bem em dinheiro.

Um investimento de alta liquidez é aquele que pode ser resgatado mais facilmente sem perder valor.

Já um de baixa liquidez, é aquele que o investidor tem mais dificuldade para resgatar o dinheiro, ou então, pode ter prejuízos financeiros se fizer o resgate antecipado.

Além de considerar a rentabilidade, aporte mínimo e liquidez, também é importante que você saiba exatamente qual é o seu perfil de investidor e crie uma estratégia de investimentos.

Dessa forma, poderá analisar quais são as aplicações mais adequadas para a sua carteira.

Conclusão

Agora você já sabe o que é CDB 120% do CDI e quais são os tipos de títulos de CDB disponíveis no mercado.

Embora seja um investimento de renda fixa e de baixo risco, é sempre importante analisar algumas características do ativo antes de fazer qualquer investimento!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu