Quais os tipos de investimentos que existem? Veja suas opções!

Saiba quais são os principais tipos de investimentos que existem e como começar a fazer aplicações!

Anúncios



Há vários tipos de investimentos que podem potencializar o seu patrimônio e trazer mais segurança financeira no médio e longo prazo.

Cartões mais recomendados

Atualmente, deixar o seu dinheiro na caderneta de poupança não é a opção mais vantajosa, já que essa aplicação costuma oferecer baixos retornos.

E se você está buscando outras alternativas de investimento, não deixe de ler esse artigo!

Continue a leitura para saber mais.

quais os tipos de investimentos que existem?

O que são investimentos financeiros?

Os investimentos financeiros são operações de compras e vendas de ativos.

O objetivo de quem investe é aumentar o patrimônio, manter a participação no mercado e, obviamente, gerar lucro sob o investimento.

Anúncios


Dessa forma, torna-se possível realizar objetivos financeiros, ter mais segurança e tranquilidade.

Ou seja, podemos dizer que quem investe, deseja que o “dinheiro faça mais dinheiro”.


Quais os tipos de investimentos que existem?

Há diversos tipos de aplicações financeiras disponíveis no mercado.

Entretanto, não dá para dizer qual é a melhor opção, pois tudo depende do seu perfil de investidor, objetivos financeiros, liquidez do investimento, realidade financeira atual, entre outros.

Por isso, antes de decidir por um determinado tipo de investimento, o ideal é que você faça um plano para saber exatamente o que deseja alcançar com as suas aplicações e o quanto pode investir.

Agora que você já sabe disso, conheça os principais tipos de investimentos financeiros:

citação

Renda fixa

Anúncios


A renda fixa é a principal porta de entrada para o mundo dos investimentos.

Afinal, ela oferece mais previsibilidade e segurança, o que é ideal para quem está iniciando no mercado.

Os títulos de renda fixa se dividem em títulos públicos e privados. Os títulos públicos são considerados opções extremamente seguras, já que são garantidos pelo Tesouro Nacional.

Já a maioria dos títulos privados, também é considerada segura, pois conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Há diferentes tipos de investimentos em renda fixa, que podem ser classificados segundo a rentabilidade (prefixada, pós-fixada ou híbrida).

Veja abaixo as aplicações de renda fixa mais conhecidas:

• Títulos do Tesouro Direto

• LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio

• (CRI) Certificado de Recebíveis Imobiliários e (CRA) Certificado de Recebíveis do Agronegócio

• CDB (Certificado de Depósito Bancário)

• Letra de câmbio

• Debêntures

É importante mencionar que as aplicações de renda fixa se diferem em relação à liquidez, taxa de rendimento, valor mínimo de investimento, entre outros.


Quem deve investir em renda fixa?

A renda fixa é recomendada para investidores iniciantes ou mais conservadores, ou seja, aqueles que querem correr menos riscos.

Além disso, também é uma boa opção para quem deseja conhecer previamente a rentabilidade dos ativos ou diversificar a carteira.

Entretanto, existem alguns investimentos de renda fixa considerados um pouco mais arriscados, como o CRI/CRA e debêntures.

Entretanto, essas aplicações também oferecem a possibilidade de obter retornos maiores do que os títulos de renda fixa tradicionais.

Portanto, antes de aplicar o seu dinheiro, pesquise muito bem em relação ao nível de segurança do investimento, taxa de rentabilidade e liquidez.


Renda variável

A renda variável consiste em ativos financeiros que possuem a mesma característica: rentabilidade imprevisível.

Ou seja, não há garantias ou previsões em relação ao retorno que o investidor pode obter, pois a remuneração varia conforme as condições do mercado.

E essa é a principal diferença dessa classe de investimento para a renda fixa.

Afinal, os ativos de renda variável são voláteis, isto é, os preços podem variar bastante ao longo do tempo.

Isso significa que apesar de o rendimento poder ser maior do que a renda fixa, há mais riscos envolvidos.

Esses são os principais tipos de investimentos em renda variável:

• Ações

• Fundos de ações

• Fundos imobiliários

• Ouro

• Mercado futuro


Quem deve investir em renda variável?

Os ativos de renda variável costumam chamar a atenção de investidores com perfil moderado ou agressivo, que são aqueles que possuem mais tolerância à volatilidade do mercado.

Com os riscos maiores, a rentabilidade também tende a ser mais atrativa, principalmente no longo prazo.

De qualquer forma, os investidores conservadores que desejam diversificar a carteira, podem aplicar uma pequena parte de seu patrimônio em ativos menos voláteis de renda variável, como por exemplo, ações de companhias grandes e consolidadas.


Como começar a investir?

Agora você já sabe quais são os principais tipos de investimentos de renda fixa e renda variável.

Mas afinal, como começar a se tornar um investidor?

Veja o passo a passo que preparamos para você:


Conheça os seus objetivos financeiros

Por qual razão você deseja economizar e investir?

Pense nos seus objetivos de curto, médio e longo prazo. É que o período também interfere na escolha dos investimentos.

Por exemplo, caso seu objetivo seja criar uma reserva de emergência ou realizar um objetivo de curto prazo, então, os investimentos mais adequados são os de renda fixa com alta liquidez, como o Tesouro Selic.


Determine o valor que quer investir

Analisar a sua realidade financeira também é importante para começar a investir.

Veja se você pretende fazer uma única aplicação inicial ou então, fazer aportes mensais.

Caso deseje fazer aportes com frequência, separe esse montante assim que receber a sua renda, para que você mantenha o hábito de investir!


Descubra o seu perfil de investidor

Entender o perfil de investidor é essencial para quem deseja começar a fazer aplicações.

Ele serve para você analisar os riscos que está disposto a correr e as suas preferências em relação aos investimentos.

Alguém que não está disposto a lidar com oscilações bruscas, por exemplo, deve ter mais cautela ao realizar aplicações em investimento de risco.


Abra a sua conta em uma corretora

Para começar a investir, você vai precisar abrir uma conta em uma corretora de valores.

Como essas empresas são especializadas em investimentos, elas costumam oferecer muitas opções de títulos de renda fixa, variável e fundos de investimento.

livros de investimentos para iniciantes

Conclusão

Esses são os principais tipos de investimentos no mercado.

O hábito de poupar e investir vai fazer com que você consiga manter o seu patrimônio e a segurança financeira no presente e no futuro.

Por isso, faça um teste para descobrir o seu perfil de investidor e analise os seus objetivos, para que assim, possa escolher as aplicações mais adequadas à sua carteira!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu