Investir no metaverso: o que é e como funciona?

Como funciona o processo de investir no metaverso?

Anúncios



Desde que o conceito ganhou destaque, muitas pessoas começaram a pensar na possibilidade de investir no Metaverso.

Cartões mais recomendados

Nós estamos falando de algo que já é real em grandes empresas, como o Facebook e a Microsoft, por exemplo.  

E de fato, o metaverso é um espaço novo e promissor, que oferece muitas oportunidades.

Mas afinal, o que é isso? Como começar a investir?

Se você quer saber mais sobre o assunto, continue a leitura!

Vale a pena investir no meta verso?

O que é metaverso?

O metaverso é um universo virtual no qual as pessoas vão interagir entre si através de avatares digitais.

Anúncios


Ou seja, nesse ambiente, as pessoas poderão jogar, socializar e até mesmo, fazer a negociação de criptoativos.

O objetivo é tornar o metaverso uma espécie de internet 3D, em que a comunicação, o mundo dos negócios e o lazer, conseguem existir de modo interoperável.

O metaverso, um espaço virtual 3D, irá conectar as pessoas utilizando a realidade virtual e aumentada.

Essas tecnologias já estão, de certa forma, presentes em nossas vidas. Entretanto, elas ainda não estão completamente acessíveis para todos.

Resumindo, o espaço virtual do metaverso vai conectar pessoas de todos os países, além de fornecer tudo aquilo que já encontramos, tanto no mundo físico quanto digital: economia, arte, negócios, entre outros.


Como investir no metaverso?

 Ao entender o conceito de metaverso, você já consegue entender o motivo pelo qual tantas pessoas estão interessadas nesse universo virtual.

Anúncios


Mas será que existe a possibilidade de realizar investimentos no metaverso? A resposta é sim!

Abaixo, conheça algumas possibilidades de aplicações?


1. Criptomoedas

As transações financeiras serão realidade em um metaverso.

Entretanto, as moedas utilizadas, não fazem parte do mundo físico.

Isso significa que para comprar ou adquirir valores através de uma venda, é necessário utilizar as moedas virtuais, chamadas de criptomoedas.

Aliás, as criptomoedas ligadas ao metaverso e pagamentos subiram mais de 10%.

Essas criptomoedas já são relativamente conhecidas entre os investidores que possuem interesse nesse mercado.


2. Terrenos virtuais

Os terrenos virtuais no metaverso são apostas do mercado NFT (Non Fungible Token) para 2022.

Aliás, a cada dia que passa, mais e mais empresas já estão adquirindo terrenos virtuais e garantindo seu espaço nessa nova realidade.

Na última semana de novembro de 2021, foram gastos aproximadamente US$ 106 milhões em propriedades virtuais, como terrenos digitais e iates de luxo.

Isso mostra que a procura por terrenos virtuais tende a crescer.

É que assim como os criptoativos, esses terrenos são considerados uma oportunidade de investimento por dois motivos diferentes:

• Valorização no médio e longo prazo

• Oportunidades comerciais relacionadas ao mundo do metaverso

citação

3. NFT (Non Fungible Token)

O NFT (Non Fungible Token) ou token não fungível, é um tipo de selo de autenticidade digital em que se usa a mesma tecnologia descentralizada que sustenta os criptoativos – o blockchain.

Ele serve para atribuir valores a itens cuja precificação não pode ser totalmente estimada.

Um bom exemplo são as obras de arte! Seu valor, na verdade, está muito mais ligado à percepção do mercado e do público, do que a um preço exato.

Boa parte dos NFTs são emitidos na Rede Ethereum. No entanto, há outros blockchains que executam versões de NFTs.

Isso significa que estamos falando de algo totalmente único. Ou seja, os NFTs são diferentes uns dos outros.

Ao investir em um NFT, você recebe um token com hash digital, que mostra que você possui um ativo específico.

E é justamente essa característica, que garante que o NFT possa atuar como uma prova de autenticidade.

Itens de colecionadores pertencentes ao metaverso serão negociados através do NFT. Quem o possuir, irá ganhar dinheiro, desde que claro, o mercado entenda que há um grande valor associado ao item.

Ou seja, sua valorização não irá seguir o conceito padrão do mercado, mas sim, o valor atribuído pela percepção de um determinado público.


4. Ações

Você sabia que as ações também são uma forma de investir em metaverso?

Você pode comprar ações de empresas com foco em tecnologia, já que muitas delas estão investindo nesse mercado.

Aliás, o Meta (FBOK34), que é o antigo Facebook, é uma das provas de que isso já está acontecendo.

A empresa está investindo em tecnologias para criar o seu próprio universo digital.

O interesse da Meta em desenvolver seu metaverso é tão grande, que atualmente, mais de 20% da força de trabalho da empresa está se dedicando para essa atividade.

Mas é claro que o Facebook não é a única alternativa, pelo contrário.

A NVIDIA (NVDC34), uma fabricante de peças de computador popularmente conhecida pelas suas placas de vídeo GeForce, já mencionou o metaverso em várias situações.

Outra empresa que certamente tem interesse nesse conceito, é a Microsoft (MSFT34), que está apostando na inteligência artificial para ajudar as empresas a desenvolver “aplicativos do metaverso”.


5. ETF

ETF (“Exchange Traded Fund”, em inglês) são fundos espelhados em índices.

Esses índices reúnem ações de companhias com interesses em comum.

No caso do metaverso, já existem ETFs dedicados somente para esse fim. O Roundhill Ball Metaverse ETF, que foi lançado em 2021, é uma prova disso!

Quem está realizando investimentos nesse ativo, não está tão preocupado com a negociação direta de títulos, pois se trata de uma gestão passiva.


Quem pode investir no metaverso?

Há diversas empresas de tecnologia que estão investindo no metaverso.

Afinal, o metaverso tem um grande potencial de revolucionar nosso estilo de comunicação.

Entretanto, é importante lembrar que o seu perfil de investidor também deve ser levado em conta.

Lembre-se de que estamos falando de renda variável. Ou seja, as oportunidades de ganhos são promissoras, mas os riscos não podem ser ignorados.

Depois que você entender melhor os riscos envolvidos e o seu perfil de investidor, poderá fazer a escolha que mais tem a ver com o seu perfil de investidor e, assim, começar a fazer aplicações.

6 profissões que devem surgir com o metaverso

Conclusão

O metaverso é uma ferramenta em expansão, que pode se destacar ainda mais nos próximos anos.

Entretanto, como é uma aplicação de renda variável, é importante entender os riscos e claro, diversificar a carteira de investimentos!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu