Como sair do vermelho mesmo ganhando pouco?

Veja as dicas que preparamos para você sair do vermelho mesmo com um orçamento baixo

Anúncios



Boa parte dos brasileiros deseja sair do vermelho e organizar a vida financeira.

Cartões mais recomendados

Aliás, o número de famílias inadimplentes aumentou nos últimos anos. Há alguns fatores que contribuíram para esse cenário: inflação alta e a falta de estímulo à educação financeira.

Realmente, quitar todas as dívidas é um desafio, ainda mais com o orçamento apertado.

Porém, o caso tem solução. Por esse motivo, no artigo de hoje, vamos falar mais sobre o assunto e dar várias dicas para você equilibrar as suas finanças e sair do vermelho.

como sair do vermelho mesmo ganhando pouco?

Como sair do vermelho?

Saber como sair do vermelho é um dos principais objetivos dos brasileiros, afinal, as dívidas trazem muita preocupação e ansiedade.

Aliás, em um cenário de inflação e juros altos, a vida financeira do brasileiro fica ainda mais instável.

Anúncios


Em casos de inadimplência, muitas pessoas se perguntam se é realmente possível quitar todas as dívidas, já que às vezes, parece que o caso não tem solução e as contas não param de chegar.

Mas com planejamento, organização e educação financeira, torna-se possível organizar a vida financeira e finalmente sair do vermelho.

Confira abaixo a lista que preparamos com algumas dicas para você organizar a sua vida financeira e pagar as suas dívidas mesmo com um orçamento apertado:


1. Pesquise e anote todas as suas dívidas

O primeiro passo é anotar e analisar o valor total das suas dívidas.

Afinal, você precisa saber exatamente o quanto está devendo e o quanto do seu orçamento mensal você pode utilizar para pagar as dívidas.

Isso é fundamental não apenas para você organizar o seu orçamento, mas também, para tentar negociar as suas dívidas com os credores.

Anúncios


Nessa etapa, faça uma pesquisa completa e levante os seguintes dados:

• Tipo de dívida

• Valor inicial da dívida

• Valor atual da dívida

• Custo efetivo total (juros + taxas)

Você pode anotar essas informações em uma planilha do Excel ou em um caderno de finanças!

O que realmente importa, é que nessa fase, você anote todas as suas dívidas e saiba o valor total delas.

Com esses dados em mãos, fica mais fácil se organizar e entender a sua realidade financeira.

inadimplência no brasil

2. Crie metas possíveis

É nessa etapa que muitas pessoas começam a cometer erros.

Para que você realmente consiga pagar as suas dívidas no prazo estipulado, é fundamental que suas metas sejam realistas, isto é, possam ser aplicadas na prática.

Afinal, embora seja muito importante organizar o orçamento e reduzir custos, é importante lembrar que há despesas que não podem ser eliminadas do seu orçamento, não é mesmo?

Portanto, após anotar todas as suas dívidas no papel, você terá algumas das informações que precisa para organizar as suas finanças.

Ao organizar as suas finanças e criar metas racionais, que realmente fazem sentido para a sua realidade financeira, você evita frustrações e faz com que você fique mais fácil se planejar.


3. Corte despesas desnecessárias

Como já falamos, existem gastos que não podem ser cortados do seu orçamento.

Porém, ao analisar a sua fatura do cartão, é bem provável que você encontre alguns gastos desnecessários que estão comprometendo o seu orçamento e dificultando a sua organização financeira.

Para sair das dívidas e recuperar o controle das suas finanças, é fundamental que você identifique e elimine esses gastos, ou pelo menos, consiga reduzi-los.

Analise as suas últimas faturas do cartão para saber exatamente para onde o seu dinheiro está indo.

Liste todas as suas despesas. Classifique as que são desnecessárias e podem ser eliminadas do seu orçamento temporariamente.

Contas como presentes caros, TV a cabo, serviços de delivery e Netflix, por exemplo, são alguns dos gastos que podem ser cortados por enquanto.


4. Busque uma renda extra

Muitas vezes, apenas cortar os gastos não basta.

Pois, mesmo com vários tipos de cortes no orçamento, ainda falta dinheiro para pagar todas as pendências financeiras.

Nesse momento, você vai precisar de uma renda extra. Você pode, por exemplo, vender itens que não usa mais ou pensar em uma atividade complementar, como artesanato, vender doces, revender produtos, entre outros.


5. Utilize um bom gerenciador financeiro

Utilizar um bom gerenciador financeiro é uma ótima forma de ter mais controle das suas finanças.

 Essa ferramenta tecnológica é extremamente útil e traz vários benefícios, como por exemplo, análise completa da sua vida financeira e a possibilidade de definir metas de gastos.

O Mobills, por exemplo, é um app de finanças pessoais que oferece vários recursos, como planejamento financeiro com metas e controle de cartões de crédito.

Um dos diferenciais desse app, é que através dele, você tem acesso a materiais ricos, que foram criados para te ajudar a desenvolver educação financeira.

O objetivo aqui, nesse caso, é aumentar o controle e a organização financeira, para que no futuro, você evite novas dívidas!


6. Comece a negociação de dívidas

Depois de analisar todas as suas dívidas e o seu orçamento mensal, é hora de começar o processo de negociação de dívidas.

Entre em contato com os credores e mostre a sua intenção de chegar a um acordo para quitar todas as suas pendências financeiras.

É bem provável que você se depare com boas possibilidades de negociações. Entretanto, só vá para a fase de negociações se você realmente puder cumprir com o novo acordo.

Ou seja, antes de entrar em contato com eles, defina um limite do quanto pode destinar para o pagamento das pendências financeiras.

Peça uma proposta de pagamento e verifique se o valor sugerido pelas instituições credoras está em conformidade com o que você estabeleceu no seu planejamento.

6 cuidados com o cartão de crédito que você precisa ter

Conclusão

Saber como sair do vermelho é essencial para quem deseja quitar todas as dívidas e recuperar o controle financeiro.

Embora não seja alto fácil, é possível negociar as suas dívidas e, assim, ter mais tranquilidade e segurança financeira no dia a dia.

Organize o seu orçamento, entenda qual é o valor de todos os seus débitos e pense em uma estratégia de negociação que esteja de acordo com a sua realidade, ou seja, que caiba no orçamento mensal.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu