Quem pode ser chamado de terapeuta e como se registrar?

Você sabe quem pode ser chamado de terapeuta e como faz para se registrar como esse profissional?

Anúncios

A profissão de terapeuta é uma área da saúde mental que desempenha um papel crucial no apoio ao bem-estar emocional e psicológico das pessoas.

E no Brasil, essa pauta está se tornando cada vez mais importante, visto que a própria OMS, Organização Mundial da Saúde, indicou que o Brasil é o país com mais pessoas ansiosas na América Latina.

    Quem pode ser chamado de terapeuta e como se registrar?

    Quem pode ser chamado de terapeuta?

    O termo terapeuta geralmente é usado para falar sobre qualquer profissional que atue em terapias complementares ou alternativas, além de terapeutas de áreas tradicionais da saúde mental.

    No Brasil acabamos utilizando muito essa terminologia para falar sobre profissionais  que trabalham na área de saúde mental ou emocional, independentemente de sua formação ou qualificação específica.

    No entanto, é importante ressaltar que existem algumas associações e organizações que oferecem registros profissionais para terapeutas, o que pode ser visto como um diferencial no mercado de trabalho.

    Os profissionais mais comumente reconhecidos como terapeutas são os psicólogos, que têm formação em psicologia e frequentemente buscam especialização em psicoterapia.

    Anúncios

    Os psicólogos são altamente qualificados para realizar avaliações e tratamentos de transtornos mentais e emocionais.

    É essencial que os indivíduos que buscam serviços terapêuticos verifiquem as qualificações e credenciais dos profissionais em quem confiam para garantir que estejam recebendo o atendimento apropriado para suas necessidades.

    Podemos encontrar outros profissionais que também acabam sendo chamados de terapeutas, como os fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e especialistas em terapias alternativas, como acupuntura e massagens.

    Diferenças do terapeuta e psicólogo

    Apesar de chamarmos a grande maioria dos profissionais da área de saúde mental e bem estar de terapeutas, podemos apontar certas diferenças entre o psicólogo e o terapeuta.

    E além de saber quem pode ser chamado de terapeuta, precisamos entender o que difere esses profissionais.

    E a principal diferença está na formação profissional, que com a formação em psicologia, o profissional poderá ser um psicólogo e também um terapeuta, mas um terapeuta não necessariamente pode ser um psicólogo.

    Existem diferenças também no tipo de tratamento, os psicólogos geralmente atendem a longo prazo, com sessões regulares que podem durar meses ou anos.

    Por outro lado, os terapeutas têm a flexibilidade de oferecer tratamentos pontuais, adaptados às necessidades específicas do paciente, ou terapias que os pacientes podem seguir de forma independente em casa, como a aromaterapia.

    Acaba que os profissionais de psicologia são mais especializados, precisando fazer 5 anos de faculdade, enquanto as terapias podem não ter todo esse tempo, e se forem terapias alternativas e holísticas, às vezes não precisam de especialização superior.

    Independentemente de escolher um psicólogo ou terapeuta, é crucial buscar profissionais em quem se possa confiar e que proporcionem uma sensação de conforto e segurança.

    Afinal, esses profissionais desempenham um papel fundamental na promoção da saúde mental e emocional.

    Como se registrar como terapeuta?

    O terapeuta pode atuar em várias frentes, como a de psicologia, fonoaudiologia, de terapias ocupacionais, terapias holísticas e terapias integrativas.

    De qualquer forma, independente do seu campo, com certeza vai existir um registro ou conselho para fazer a regulamentação do seu trabalho.

    Então, agora que você sabe quem pode ser chamado de terapeuta, pode entender mais sobre o registro desses profissionais.

    Conselho Federal de Psicologia

    O CFP, Conselho Federal de Psicologia, é um órgão responsável por fazer a regulamentação de psicólogos em todo o Brasil.

    Para fazer a inscrição no Cadastro Nacional de Psicólogos, é necessário que o profissional tenha um diploma de graduação em psicologia reconhecido pelo Ministério de Educação, MEC.

    O processo de cadastramento pode ser feito online, de forma rápida e prática, só é necessário colocar as informações pessoais, acadêmicas e profissionais.

    O CFP será responsável por fazer a avaliação dos documentos para que o profissional possa ter a inscrição finalizada. Esse processo dura em média 30 dias úteis e pode custar até R$150 reais.

    O registro pelo CFP tem validade de 5 anos, e para que possa ser renovado é preciso pagar novamente a taxa.

    Conselho Federal de Fonoaudiologia

    O CFFa, Conselho Federal de Fonoaudiologia, é o responsável por regulamentar a profissão de fonoaudiólogo.

    E com o objetivo de valorizar o conhecimento deste profissional em questão, e para que possa obter o título de especialista, é necessário mostrar vários documentos, como:

    • Requerimento preenchido, que pode ser obtido pelo site do CFFa;
    • Cópia autenticada da declaração de veracidade do diploma de Graduação em Fonoaudiologia;
    • Cópia autenticada da declaração de veracidade da carteira de identidade e CPF;
    • Comprovante de residência;
    • Carteira profissional do Fono;
    • Cópia autenticada da declaração de veracidade da carteira de trabalho;
    • E muitos outros.

    Conselho Federal de Fisioterapia e terapia Ocupacional

    O COFFITO é outro conselho que faz o regulamento de profissões, ele regula na verdade o trabalho de terapeutas ocupacionais, que também permite o registro.

    Pelo COFFITO são reconhecidas as seguintes terapias ocupacionais, a de acupuntura, saúde mental, da família, gerontologia e em contextos, hospitalares, sociais e escolares.

    E para obter o registro é necessário ter um diploma reconhecido pelo MEC e nunca ter sido condenado por crime doloso.

    O conselho vai avaliar sua documentação e será cobrada uma taxa de R$150 reais para poder ter o seu registro.

    Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos

    A ABRATH é a associação brasileira de terapeutas holísticos, que faz toda a regulamentação destes profissionais.

    É uma associação sem fins lucrativos que foi criada em 1992, e é através da ABRATH que se pode obter o CRTH-BR, o documento de registro para esses profissionais.

    Para se filiar nessa associação, o profissional precisará comprovar através de certificados, que possui de 150 a 1200 horas somadas em técnicas holísticas.

    São diversas as categorias existentes de terapia holística, podendo ser de doula, numerólogo, reconectivo, reikiano, cromoterapia, hipoterapeuta e muitos outros.

    Dependendo do tipo de terapia para o qual você está aplicando, a quantidade de horas necessárias vai mudar.

    Além dos certificados, você precisará também apresentar outros documentos, como a CNH, Ficha Cadastral, comprovante de escolaridade, de residência, não ter registros criminais e ter mais de 18 anos.

    Para se tornar um associado você não precisa pagar e pode levar até 7 dias para ser aceito ou rejeitado por sua proposta.

    Os conselhos e registros profissionais desempenham um papel fundamental na regulação e supervisão das profissões em diversos campos, incluindo a área da saúde e outras profissões regulamentadas.

    Psicologia Forense: O Raio X da Profissão