O que é uma carteira conservadora e como montar?

Saiba o que é uma carteira conservadora e como montar a sua

Anúncios



Ao montar uma carteira conservadora, o investidor procura manter a maior parte dos seus investimentos em ativos seguros, para preservar o seu capital.

Cartões mais recomendados

No mercado financeiro, há basicamente três perfis de investidor: conservador, moderado e arrojado.

Se você quer entender mais sobre o assunto, continue a leitura.

O que é uma carteira de investimentos?

Uma carteira de investimentos é um conjunto de aplicações financeiras de um investidor.

Ou seja, ela é composta dos ativos que o investidor escolheu para fazer o dinheiro render.

Montar uma carteira de investimentos costuma ser um desafio. Afinal, esse conceito é de extrema importância para todos que desejam começar a fazer aplicações e, assim, potencializar seus ganhos.

Anúncios


A carteira, basicamente, é como se fosse uma cesta, em que você coloca todos os produtos que adquiriu.

O principal objetivo é criar uma carteira diversificada e, obviamente, rentável.

Porém, não basta apenas diversificar por diversificar. A ideia, nesse caso, é montar  uma estratégia de investimentos, para que você aumente os ganhos e minimize os riscos.

Além disso, também é fundamental considerar o seu perfil de investidor e traçar objetivos financeiros.

Dessa forma, você vai poder encontrar os investimentos mais alinhados com o seu perfil e as suas estratégias.


O que é perfil de investidor?

O perfil de investidor é uma característica que indica as suas preferências, expectativas e tolerância ao risco na hora de investir.

Anúncios


Identificar o seu perfil é fundamental antes de fazer qualquer tipo de aplicação financeira.

A categoria é definida, de maneira geral, de acordo com a sua tolerância aos riscos. Além disso, outras características devem ser analisadas, como os seus objetivos, realidade financeira atual e conhecimento no mercado financeiro.

Conheça melhor os três perfis de investidores:

• Perfil conservador: o investidor conservador prioriza a segurança na hora de investir. A maior parte da sua carteira é composta de ativos de baixo risco.

• Perfil moderado: mistura das características do investidor conservador e do arrojado. Ele prioriza a segurança, mas está disposto a correr determinados riscos no longo prazo. Portanto, em algumas situações, escolhe investimentos de maior risco.

• Perfil arrojado: é o investidor que possui maior tolerância aos riscos do mercado financeiro. Normalmente, é alguém com mais experiência e que sabe lidar com a volatilidade do mercado. Ou seja, ele está disposto a correr determinados riscos, desde que haja boas possibilidades de ganho.

Como montar uma carteira conservadora?

Para montar uma carteira conservadora, isto é, com ativos de baixo risco, é importante você pensar na diversificação.

Além disso, embora a rentabilidade seja muito importante, há outros fatores que também devem ser considerados, como por exemplo:


Objetivos financeiros

Para que a sua carteira de investimentos reflita os seus objetivos financeiros de curto, médio e longo prazo, é importante pensar em uma estratégia apropriada de diversificação.

Por exemplo, uma parte da sua carteira pode ser mais focada em objetivos de curto prazo, como montar a sua reserva de emergência ou fazer uma viagem nos próximos meses.

Sendo assim, nesse caso, o ideal é priorizar a aplicação com liquidez diária, para que você possa resgatar o dinheiro no momento em que precisar dele.


Liquidez

No mundo dos investimentos, liquidez se refere a capacidade e facilidade de conversão de um bem em dinheiro.

Nos investimentos de alta liquidez, é possível fazer o resgate com facilidade.

Já os investimentos de baixa liquidez são aqueles em que o investidor tem dificuldade ou não consegue fazer a retirada antes da data de vencimento.

Normalmente, os ativos de baixa liquidez são procurados por investidores como foco no longo prazo.

Portanto, sempre leve em conta a liquidez de um investimento antes de fazer uma nova aplicação.


Prazo da aplicação

O prazo determina a duração da aplicação financeira.

Na hora de compor um portfólio de investimentos, é importante que você preste atenção nisso.

Afinal, como falamos, nos ativos de baixa liquidez, o investidor tem mais dificuldade para resgatar o dinheiro antes do prazo.

Para criar uma carteira conservadora diversificada, você pode investir em aplicações com prazos diferentes, de acordo com os objetivos traçados.


Quais são os investimentos de baixo risco?

No mercado financeiro, há determinados investimentos de menor risco.

Por esse motivo, eles são muito procurados por investidores conservadores. Conheça melhor essas aplicações:


Tesouro Direto

É um programa do Tesouro Nacional criado em 2002. Ele foi desenvolvido em parceria com a B3, para a venda de títulos públicos federais para pessoas físicas.

O Tesouro Direto é considerado um dos investimentos mais seguros e acessíveis do mercado.

Os principais tipos de títulos públicos são:

• Tesouro prefixado

• Tesouro Selic

• Tesouro IPCA


CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um investimento de renda fixa que conta com a proteção do FGC.

Ao investir em um CDB, você empresta o seu dinheiro para a instituição. Na data de vencimento do título, você recebe o capital aplicado acrescido do rendimento combinado.

Esses títulos de renda fixa possuem três categorias de classificações:

• Prefixado: a rentabilidade é conhecida no momento da aplicação.

• Pós-fixado: a rentabilidade de um título pós-fixado é atrelada a um indexador da economia, como o CDI.

• Híbrido: é uma mistura de pré e pós-fixado. Ou seja, a rentabilidade é determinada pela soma de uma taxa prefixada com uma pós-fixada.

Assim como os títulos públicos do Tesouro Direto, os CDBS são tributados direto na fonte.


LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos de renda fixa isentos de IR.

Quando você investe em uma LCI, está comprando um título emitido por uma instituição, atrelado ao crédito imobiliário.

Já as LCAs, são títulos que captam recursos visando o desenvolvimento do agronegócio.

Conclusão

Montar uma carteira conservadora e diversificada é muito importante para o investidor que prioriza a segurança na hora de fazer aplicações.

Contudo, antes de escolher um determinado investimento, analise todas as características do produto, como valor mínimo de aplicação, Imposto de renda e taxas, liquidez, prazo de vencimento, entre outros.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu