Medo de investir? Descubra as causas e como deixar de lado 

O medo de investir é um dos principais causadores de desistência por parte daqueles que desejam dar início a esse importante hábito financeiro.

Anúncios

E, diferentemente do que alguns dos mais experientes gostam de divulgar, o medo de investir não está associado a um perfil irresponsável ou despreocupado com o futuro.

É preciso compreender que esse problema pode ter raízes profundas, e apenas após solucioná-los é possível dar início a uma vida financeira com possibilidades de evolução.

Portanto, é justamente sobre isso que falaremos hoje. Quer participar da conversa? Continue conosco!

Investir: um hábito essencial para o crescimento financeiro

O hábito de investir pode mudar vidas. E, não, este não é um papo de coaching de finanças.

A realidade é que, por meio do investimento você tem a oportunidade de fazer com que o seu dinheiro traga retornos, sem qualquer esforço.

Isso porque, por meio dos juros das aplicações, a depender do valor, é possível obter rendimentos significativos, que te permitem até mesmo uma aposentadoria antecipada.

Anúncios

Por exemplo: um investimento de R$ 250 mil, com rendimento de 1% ao mês, te gera um acréscimo no valor de R$ 2.500,00 mensais. 

Perceba como, com um valor razoável é possível obter uma renda passiva (afinal, você não precisou fazer nada para ganhar) sem gastar nada do seu investimento.

E, quanto maior é o valor e as taxas de rendimento, maiores serão os ganhos, então, para quem deseja uma vida financeira estável e crescente, os investimentos representam um excelente caminho.

Mas, por que pouca gente investe? Veremos as respostas a seguir!  

LEIA TAMBÉM: Tesouro Direto lança título voltado para mulheres: conheça o Tesouro Educa+  – Valorizei.

Medo de Investir: por que isso te acompanha?

Quando se fala sobre as vantagens do investimento, o que muitas pessoas se perguntam é: por que nunca apostei nessa ideia?

E, embora esse questionamento possa parecer aquele passo inicial para o novo hábito, na maior parte dos casos não costuma evoluir.

Em geral, mesmo sabendo dos inúmeros benefícios, a maior parte das pessoas não adere aos investimentos. Mas, por que será que isso acontece?

Caso você julgue que não possui força de vontade ou que é irresponsável, esqueça essa ideia, pois não tem nada a ver.

A seguir veremos alguns dos principais motivos para essa falta de atitude, o que nos ajudará a compreender que é algo bem mais sutil (porém, importante) que tudo isso.

Falácia popular 

A falácia popular ainda é um dos principais motivos que desestimula as pessoas a apostarem nos investimentos.

Em geral, os “pitacos” envolvem frases do tipo:

  • “Investir só vale a pena para quem tem muito dinheiro”
  • “Guardar dinheiro para amanhã? Para quê?”
  • “Quando rende é bom, mas quando perde…”
  • “Prefiro ter meu dinheiro sempre à mão do que confiar em bancos”.

Perceba que a maior parte das preocupações envolvem 2 aspectos principais: segurança e alta ansiedade pelo retorno.

Para muitos, o fato de uma aplicação render centavos ou poucos reais por mês não vale de nada, já que julgam que é melhor usar o dinheiro.

Já outros, pensam que se tudo der errado ficarão sem nada, então, melhor continuar usando o cofre de casa, não é?

Mas, conforme vimos anteriormente, investir é um hábito crescente, de modo que você consegue bons valores de pouco em pouco.

Além disso, os bancos contam com seguros e garantias, de modo que algumas das aplicações não oferecem grandes riscos aos investidores.

Por isso, evite cair nas falácias populares, pois muitas delas não contam com uma visão ampla e atualizada deste mercado.

Medo de investir: você tem receio que o dinheiro faça falta 

Especialmente para quem vive com um orçamento mais apertado, selecionar um valor e guardar no investimento pode ser algo amedrontador.

Afinal de contas, e se você precisar do dinheiro? Retirar antes da hora pode trazer perdas, então, não é uma boa ideia.

Mas, lembre-se: especialmente quando o orçamento é apertado, o investimento deve ser feito de forma responsável, considerando o que pode ser dispensado.

Por exemplo: suponhamos que você gaste todos os meses R$ 200,00 em lanches desnecessários, apenas pelo hábito. 

Esse dinheiro muito provavelmente não te faria falta, então, o que acha de colocá-lo no investimento? Assim, você estará usando-o para algo realmente útil, sem comprometer um valor importante para o orçamento mensal.

Então, para se livrar do medo de investir, é crucial que você tenha plena noção das suas contas, a fim de saber o que pode ser dispensado a essa prática.

Tudo é prioridade, e o investimento sempre fica para depois

Aquele tênis novo parece estar em promoção sempre no mês que você reservou o valor do investimento. Então, melhor deixar para investir no mês que vem, certo?

Esse pensamento pode ser um dos principais causadores do medo de investir, afinal de contas, se tudo é prioridade, o investimento acaba representando um “gasto” indesejado.

Não estamos falando que você deve deixar de pagar sua conta de luz para investir, e sim que, talvez, aquele 5º passeio no shopping do mês pudesse ter sido deixado para depois.

Então, se deseja perder o medo de investir, dê início a esse plano com foco e determinação. 

Visto que, essa dificuldade só mudará quando você se preocupar tanto em ganhar R$ 30,00 com um investimento, quanto em economizar os mesmos R$ 30,00 num vestido na promoção.

Dicas para investir com segurança 

Agora que você já conhece os fatores que te causam medo de investir, podemos falar sobre dicas para mudar essa situação.

É importante ir aos poucos, e apostar na segurança e conforto para dar início à prática e se livrar das desculpas para adiar.

Veja algumas dicas:

Evite operações arriscadas no começo 

Quando te falam que os maiores ganhos estão nas aplicações arriscadas, não estão mentindo.

É fato que, quanto maior o risco, maior é o retorno.

Mas, para quem ainda está se livrando do medo de investir, é melhor começar em zona segura.

Portanto, prefira investimentos menos arriscados, pois certamente te dará mais segurança nesse começo.

++Investimentos de baixo risco: quais são as melhores opções? – Valorizei.

Procure por aplicações com garantias 

Alguns dos investimentos contam com seguro ou garantias por parte do Banco Central.

Isso significa que, em caso de perda por falência da instituição financeira, a sua aplicação estará coberta.

Em geral, essas aplicações com garantia são em modalidades e valores específicos.

Por isso, consulte com antecedência.

Cuidado com falsos consultores de investimento 

Falsos consultores de investimento são aqueles que te prometem resultados absurdos em pouco tempo.

Na maior parte das vezes, o que eles querem, na verdade, é ganhar parte do seu valor aplicado.

O grande problema é quando isso é feito de forma arriscada, irresponsável e com foco apenas no ganho do profissional.

Por isso, caso queira auxílio, busque por consultores sérios e honestos.

Assim, o medo de investir largará do seu pé, sendo bem mais fácil obter evolução financeira! 

PODE TE INTERESSAR: Desmitificando taxas e juros: como evitar ou usar a seu favor? – Valorizei.