O que é IPO oferta primária e secundária e como funciona?

Saiba o que é, como funciona e qual a diferença do IPO oferta primária e secundária!

Anúncios



Você já ouviu falar em IPO primário e secundário? Um dos eventos financeiros mais acompanhados por investidores experientes são os IPOs.

Cartões mais recomendados

Essa oferta representa a estreia de uma companhia na Bolsa de Valores.

E se você quer saber o que é isso e qual a diferença entre IPO primário e secundário, continue a leitura. Vamos explicar como tudo funciona!

ipo oferta primária e secundária

O que é IPO?

IPO é a sigla em inglês para “Initial Public Offering”, ou “Oferta Pública Inicial” em português.

Basicamente, é o processo por meio do qual uma empresa oferece ações para o mercado pela primeira vez. Assim, ela se torna uma companhia de capital aberto, com papéis negociados no pregão da bolsa.

Desse modo, os investidores podem adquirir partes da companhia e participarem do lucro quando ele foi distribuído.

Anúncios


A empresa em questão deixa de pertencer a um único grupo ou dono e passa a ter sócios anônimos.


Por que as empresas fazem IPOs?

O IPO é um processo caro e que costuma ser complexo.

Entretanto, há vários motivos pelos quais muitas empresas optam por abrir o capital. Dentre eles, podemos citar:


Acesso a capital

Emitir ações é uma maneira de levantar recursos financeiros.

Numa abertura de capital, a companhia costuma captar grandes somas de dinheiro.

Para se tornarem acionistas e, consequentemente, participar dos resultados da empresa, os acionistas precisam adquirir papéis.

Anúncios


Esses valores, de forma geral, financiam investimentos para que a companhia possa crescer e desenvolver novos projetos.


Imagem

Quando uma empresa abre o capital, ela precisa repensar os seus processos internos e ser ainda mais transparente em relação às operações e resultados.

Afinal, os investidores têm o direito de saber tudo o que está acontecendo, para que assim, possam decidir se vão manter seus recursos aplicados.

Isso faz com que a empresa ganhe mais credibilidade no mercado, já que uma companhia aberta, possui um grau de governança corporativa mais elevado.

É importante lembrar que apesar de o IPO ser uma maneira conhecida de gerar recursos para as empresas, ele não é o único.

Também é possível obter recursos de outras maneiras, como por exemplo, empréstimos e financiamentos em bancos ou debêntures (títulos de dívidas emitidos por empresas de capital aberto na bolsa de valores).

ipo é o processo para uma empresa entrar na bolsa de valores

IPO oferta primária e secundária: quais os tipos?

Um IPO pode ser primário ou secundário.

As ofertas primárias, representam a venda de novas ações emitidas pelas companhias no mercado.

Ela ocorre quando a empresa tem o objetivo de ganhar novos acionistas através da emissão de novas ações.

Os recursos obtidos através desse tipo de operação vão para o caixa da empresa, que aumenta o capital social.

Assim, torna-se possível expandir o negócio.

Já as ofertas secundárias, representam a venda de ações que já existiam. Nesse caso, a empresa coloca à venda os papéis dos sócios que decidiram reduzir sua participação no negócio.


Como participar de um IPO oferta primária e secundária?

Agora que você já sabe o que é um IPO primário e secundário e por quais motivos a “Oferta Pública Inicial” pode ser vantajosa para investidores, pode ser que tenha ficado interessado em participar de um IPO. Se é o seu caso, veja o passo a passo para fazer isso:

1. Abra conta em uma corretora

A primeira coisa que você deve fazer é abrir a sua conta em uma corretora de valores, que são as empresas que fazem a intermediação dos negócios na bolsa.

Além disso, as corretoras também são responsáveis pela distribuição dos papéis vendidos durante os IPOs.

2. Escolha uma empresa

Essa etapa é extremamente importante.

Aqui, você vai avaliar o histórico e demonstrativo financeiro da organização, para saber se está fazendo um bom negócio.

Adquira todas as informações possíveis sobre a companhia e analise as perspectivas.

Para descobrir quais empresas estão abrindo o capital, você pode fazer a consulta nos sites da CVM, B3, ou então, na corretora em que você abriu uma conta.

3. Reserve as ações

É nesse período que os investidores avisam a corretora quantas ações desejam comprar ou o quanto querem investir.

A reserva ocorre antes da companhia abrir o capital. É que ao adquirir os papéis às vésperas do IPO, o valor geralmente é menor do que no primeiro pregão.

Contudo, há mais riscos envolvidos, já que as ações dessa empresa nunca foram negociadas.

Preste muita atenção nessa etapa, pois depois das reservas, não dá para voltar atrás.

Para garantir a sua participação, é necessário pagar uma parte do valor das ações.

4. Realize o pagamento

O processo de precificação das ações é realizado depois da avaliação do preço inicial e da demanda pelos papéis que estão sendo negociados.

Quando o processo de bookbuilding for finalizado, você receberá informações sobre o valor dos papéis e sobre o número exato deles que você poderá adquirir.

Para realizar o pagamento, transfira os recursos para a sua conta na corretora.

5. Início das operações da empresa na Bolsa de Valores

Os papéis começarão a ser negociados no pregão da B3.

Além disso, nesse momento, o preço das ações pode aumentar ou diminuir.

É importante lembrar que para ser um investidor de sucesso, não basta apenas comprar ações. É preciso acompanhar o desempenho dos papéis e a performance da empresa.


Vale a pena investir em um IPO?

Em uma oferta pública inicial, a companhia abre o seu capital pela primeira vez.

Isso pode ser uma boa oportunidade para investir em um negócio com potencial de crescimento.

Além disso, quando uma empresa estreia na bolsa, as ações, normalmente, são vendidas por um preço abaixo do esperado. Já no dia da estreia e nas próximas semanas, os ativos tendem a se valorizar.

Mas como estamos falando de renda variável, isto é, os preços oscilam de forma constante, não dá para saber exatamente qual será a rentabilidade.

Por esse motivo, se você quer participar de um IPO, é necessário entender as características da empresa e ler o Prospecto de Emissão, ou Prospecto Preliminar, que possui várias informações importantes.

os 6 maiores ipos da história

Conclusão

Há diferenças entre IPO primário e secundário.

Antes de realizar esse investimento, é muito importante que você conheça o seu perfil de investidor, as características da empresa e os planos dela.

Além disso, lembre-se da importância de diversificar a sua carteira e, assim, diluir os riscos.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu