Exemplos de ativos e passivos financeiros

Veja agora os melhores exemplos de ativos e passivos financeiros e saiba como distinguir uma opção da outra e ter o maior controle financeiro!

Anúncios


Muitos brasileiros não sabem como fazer bom uso de seu dinheiro e por isso, se comprometem com gastos desnecessários, que em várias situações, acabam se tornando dívidas.

Cartões mais recomendados

Normalmente, isso ocorre porque a população brasileira, de forma geral, adquire mais passivos do que ativos.

E se você não faz ideia do que é isso e qual a principal diferença entre ativos e passivos financeiros, continue a leitura. Vamos explicar tudo sobre o assunto!


Qual a principal diferença entre ativos e passivos financeiros?

Os ativos são bens e direitos que, ao longo do tempo, podem ser contabilizados e gerar dinheiro a mais para o seu dono.

Seus valores são derivados de uma reivindicação contratual que representam.

Eles não são bens físicos, como imóveis e terrenos, por exemplo. Além disso, não possuem nenhum tipo de representação física, além da documentação online que os define.

Anúncios


Já os passivos financeiros, são tudo aquilo que geram custos e não lucros.

Como exemplo, podemos citar gastos com aluguel, água e luz. Obviamente, estamos falando de despesas essenciais, pois precisamos dessas coisas no dia a dia. Entretanto, elas não trazem nenhum retorno financeiro ao longo do tempo.

Para entender quais dos seus gastos são ativos e passivos financeiros, é muito importante controlar a sua vida financeira.

E para ter uma vida organizada, financeiramente falando, os seus custos não podem ultrapassar os seus ganhos. Ou seja, você não deve gastar mais do que ganha!

exemplos de ativos e passivos financeiros

Exemplos de ativos financeiros

Agora que você já sabe a diferença entre ativos e passivos financeiros, está na hora de entender como eles funcionam na prática.

Para te ajudar, vamos dar alguns exemplos de ativos financeiros. Veja só:

1. Ações

Anúncios


As ações estão entre os rendimentos de renda variável mais conhecidos do mundo.

E uma ação, na verdade, nada mais é do que uma pequena cota que representa a porcentagem de direito sobre o capital de uma organização.

Isso significa que quem compra uma ação na bolsa de valores, o investidor está levando uma parte de uma empresa de terceiros e assim, começa a ser chamado de acionista minoritário.

O lucro com esse tipo de investimento acontece de duas formas: rentabilização das cotas e distribuição do lucro obtido por uma empresa, através de dividendos e juros sob capital próprio.


2. Títulos públicos e privados

São os títulos emitidos pelo Governo Federal e por empresas, que possuem como principal objetivo, adquirir capital para vários tipos de investimentos no país.

Os principais títulos públicos são o Tesouro Pré-fixado, Tesouro Selic e Tesouro IPCA.

Já os principais títulos privados, são o CDB, LCIs, LCAs, debêntures, entre outros.


3. Cotas de fundo de investimentos

A cota de um fundo de um investimento é uma fração do patrimônio desse fundo.

Quando um investidor aplica seu dinheiro em um fundo, ele recebe um número de cotas, que é proporcional ao valor investido.

O patrimônio total do fundo, investido pelos cotistas, será convertido em ativos, que podem ser de renda fixa ou renda variável.


Exemplos de passivos financeiros

Como você já sabe, há diferenças significativas entre ativos e passivos financeiros.

Os passivos são bens que geram custo para uma pessoa física ou jurídica e, possuem obrigações contratuais de se pagar alguma dívida, seja através de um ativo ou monetariamente.

Dentre os principais tipos, podemos citar:

1. Empréstimos

Em várias situações, os empréstimos e financiamentos são necessários.

Afinal, um empréstimo é uma forma de viabilizar a abertura ou expansão do seu negócio.

Há algumas vantagens de se adquirir um empréstimo, como por exemplo, liberação rápida e juros mais baixos do que o limite do cheque especial.

Contudo, ele não deixa de ser uma despesa. Por isso, se decidir por um empréstimo, tenha certeza de que vai conseguir pagá-lo no tempo determinado e que ele vai te ajudar a gerar algum tipo de benefício no futuro.


2. Imóvel

Esse assunto é extremamente polêmico, pois os brasileiros sonham com o conforto e a segurança da casa própria.

Contudo, se você pensar em um imóvel como investimento, mesmo trazendo conforto e moradia para você, ele continua sendo um passivo. Como assim?

É que do ponto de vista financeiro, uma casa tem como  propósito oferecer moradia. Além disso, através de impostos como o IPTU e outras contas, uma casa também tira uma parte do seu dinheiro.

Mas você sabia que é possível transformar um imóvel em um ativo?

Uma forma de fazer isso, é colocando o seu imóvel para locação. Dessa forma, você vai receber uma renda todos os meses através da casa ou apartamento que você colocou para alugar.

Um outro exemplo de transformação de imóvel em um ativo, se dá quando uma pessoa compra uma casa, para que no futuro, a casa possa ser vendida por um valor maior do que o gasto na aquisição.


3. Carro

O carro que você utiliza no dia a dia é considerado um passivo, pois ele traz muitos gastos, como seguro, gasolina, impostos, manutenção, etc.

Mas pode ser que você tenha comprado para trabalhar e assim, fazer algum dinheiro com ele. Nesse caso, o carro é sim considerado um ativo.

Só que na maioria das situações, os carros são considerados passivos, pois eles não geram renda para o seu dono, e sim, apenas gastos.

Além disso, a cada ano que passa, ele sofre desvalorização no mercado. Ou seja, você não vai conseguir vender um carro pelo mesmo preço que comprou, muito menos por um valor maior.

Isso não quer dizer que você não deva ter um carro. Afinal, esse veículo facilita a sua vida e traz mais conforto para a sua família.

Em cidades com transporte precário, a necessidade de ter um carro se torna ainda maior.

Porém, é preciso deixar de lado a ideia de que carro é investimento financeiro, pois não é.


Conclusão

Embora os passivos sejam muito importantes em vários momentos da vida, eles podem se transformar em uma grande dívida, se você não controlar esses gastos!

Para aumentar a sua renda e ter mais tranquilidade financeira, principalmente no longo prazo, é muito importante investir em ativos!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu