Como funcionam os dividendos de ações e onde são depositados?

Descubra como funcionam os dividendos de ações e como você irá recebê-los

Anúncios



Se você deseja investir em renda variável, certamente, precisa saber como funcionam os dividendos de ações.

Cartões mais recomendados

Aliás, com certeza você já ouviu falar que uma determinada empresa bateu recordes de lucratividade. Como esses valores são muito altos, quem investe nessa empresa, fica interessado. Afinal, irá receber uma parte dos lucros através dos dividendos.

Mas afinal, o que é isso e como funciona na prática?

Entenda isso e mais abaixo.

como funciona os dividendos de ações e onde são depositados?

O que são e como funcionam os dividendos de ações?

Os dividendos são parte do lucro de uma empresa distribuído aos seus acionistas como forma de remuneração.

A maioria das empresas estáveis distribui dividendos, já que essa oferta ajuda a atrair investidores.

Anúncios


Quando uma pessoa compra ações de uma empresa, ela passa a ser “sócia” do negócio, ou acionista.

Os dividendos que o investidor recebe são proporcionais ao número de ações ou cotas que ele têm. Ou seja, quanto maior o volume, mais ele recebe.


Por que as empresas pagam dividendos?

De acordo com a Lei das S/As de 1976 (Lei nº 6.404), as empresas listadas em Bolsas de Valores devem distribuir um percentual de seus lucros entre os acionistas.

Contudo, não há um percentual mínimo obrigatório de lucro que deve ser dividido entre os investidores.

Na verdade, as companhias podem decidir o quanto será distribuído como dividendos. Aliás, isso é determinado pelo § 1º do artigo 202 da Lei 6.404/76.

O estatuto social da empresa indica o percentual dos lucros que será destinado ao dividendo obrigatório.

Anúncios


Mas de qualquer modo, boa parte das empresas adota o valor de 25% do lucro líquido a ser distribuído aos acionistas.

Como falamos, esse tipo de pagamento atrai novos investidores e valoriza as ações da companhia.

As empresas que oferecem menos dividendos, chamam menos a atenção de novos investidores.

Portanto, os 25% costumam ser utilizados para que as companhias sejam mais atrativas.

citação

Quais são os tipos de dividendos e proventos?

Existem diferentes tipos de distribuição de dividendos:


Em dinheiro

Aqui, a pessoa pode receber um valor exato por cada ação que possui ou um percentual.

O dinheiro, caso o investidor queira, pode ser usado para comprar outras ações da companhia.


Ações

O pagamento é feito na forma de ações adicionais.

Quem recebe os dividendos em ações, recebe um número específico de papéis daquela companhia, de acordo com a quantidade de papéis que já tem.

Ou seja, em vez de receber uma quantia em reais, o investidor recebe mais ações.


Dividendo especial

Um dividendo especial é um pagamento extra que as companhias fazem aos acionistas.

Ele é diferente dos dividendos que os investidores recebem normalmente.

Isso pode acontecer por vários motivos, como por exemplo, um ganho inesperado ou aumento de caixa da empresa.


Juros sobre Capital Próprio (JCP)

Funciona de forma semelhante aos dividendos.

Mas no caso dos JCP, o investidor tem 15% do Imposto de Renda retido na fonte.

Apesar disso, a empresa possui isenção fiscal sobre os dividendos e, por isso, pode distribuir uma quantidade maior de lucro.

O cálculo do Juros sobre Capital Próprio leva em conta determinados tópicos do patrimônio líquido da organização, como por exemplo:

• Capital social

• Reserva de lucros

• Reservas de capital

• Ações em tesouraria


Direitos de subscrição

O direito de subscrição é um benefício que assegura aos atuais acionistas de uma empresa, o direito de adquirir, com preferência, novas ações emitidas por ela.

A subscrição é um direito concedido ao acionista, não uma obrigação.

Isso significa que ele pode contar com essa possibilidade, mas não é obrigado a adquirir novas ações.


Como calcular os dividendos de ações?

O pagamento de dividendos pode ser trimestral, semestral ou anual.

A definição depende de cada companhia.

Em relação ao cálculo, esse processo é simples, pois os dividendos costumam ser calculados com um valor por ação. Isso significa que eles variam de acordo com a quantidade de papéis que o investidor possui.

Mas se a conta dos dividendos for realizada a partir de um percentual, o cálculo funciona dessa maneira:

Percentual do valor da ação X o preço da ação X a quantidade de ações que o investidor tem.

Além disso, também é importante calcular o Dividend Yield de uma empresa.


Dividend Yield

Dividend Yield (DY), pode ser traduzido para o português como Rendimento de Dividendo.

Ele é utilizado para calcular o dividendo anual de uma ação dividida pelo seu preço atual.

Ou seja, essa conta é importante para mostrar o quanto está sendo pago de dividendos em relação ao valor da ação, auxiliando o investidor a definir onde colocar o dinheiro.

DY = (dividendos por ação ÷ valor unitário da ação) x 100


Onde é depositado o valor dos dividendos de ações?

Você sabe qual é o processo para que o valor chegue até você?

Algumas pessoas acreditam que o valor dos dividendos pagos pelas empresas, são depositados na conta bancária tradicional do investidor.

Na verdade, não é bem assim.

O valor será depositado na sua conta na corretora. Assim, você poderá utilizá-lo para comprar ações, outros ativos ou, então, transferi-lo para sua conta bancária.


Quais os custos e tributos de dividendos?

Taxa de corretagem

Para investir em ações, você precisa abrir sua conta em uma corretora de valores, que vai intermediar a relação entre investidores e a bolsa. 

Ou seja, esse custo é pago pelo cliente em cada operação realizada na bolsa. O valor pode ser fixo ou variável.


Imposto Sobre Serviço (ISS)

O ISS incide sobre o valor da taxa de corretagem. Contudo, determinadas corretoras já inserem o valor desse imposto na taxa.

Além da taxa de corretagem e ISS, podemos citar outros custos e tributos, como por exemplo:

• Taxa de manutenção da custódia

• Taxa sobre o valor em custódia

• Emolumentos e taxa de liquidação

• Imposto de Renda (IR)

dicas para gerar renda investindo em ações

Conclusão

Agora você já sabe como funcionam os dividendos.

Aliás, investir em ações é uma ótima estratégia de investimentos, desde que, claro, você saiba escolher boas ações.

Mas antes de investir em ações que pagam dividendos, entenda o seu perfil de investidor e trace objetivos financeiros, para que assim, tenha certeza de que essa é a melhor opção para o que você procura.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu