Capital de giro para MEI: como funciona e como conseguir?

Saiba onde conseguir capital de giro para MEI!

Anúncios



Capital de giro para MEI: como conseguir em pouco tempo?

Cartões mais recomendados

A queda no faturamento impacta diretamente o capital de giro de um negócio. Com os MEIs, não é diferente.

É normal que em determinados momentos, o lucro acabe diminuindo. Nessas épocas de crise, os empreendedores procuram formas alternativas de lidar com a situação.

Contudo, antes de realizar um empréstimo, é necessário levar alguns pontos em consideração, como a finalidade do dinheiro e os juros, por exemplo.

Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

capital de giro para mei

O que é capital de giro para MEI?

Basicamente, capital de giro é o dinheiro necessário para manter o empreendimento e a continuidade da empresa.

Anúncios


O valor desse capital precisa estar disponível em um curto período, já que ele será utilizado para os custos fixos e gastos fundamentais de um negócio.

Ele engloba os valores em caixa, depositados em contas bancárias e contas a receber, além de outras obrigações pendentes.


Empréstimo para capital de giro

Por causa da crise que estamos vivenciando, muitos empreendedores estão passando por dificuldades financeiras.

Muitos se viram obrigados a procurar por linhas de crédito para manter o negócio. O problema é que em épocas de crise, conseguir empréstimos se torna ainda mais difícil.

Os principais motivos pelos quais as instituições não aprovam o pedido de empréstimo, são as restrições no SERASA e falta de apresentação de garantia.


Como funciona o empréstimo para MEI?

Para solicitar um empréstimo, você terá que apresentar o seu RG, CPF, comprovante de residência, certificado MEI, plano de investimento, comprovante de renda pessoal e de renda da empresa.

Anúncios


Normalmente, as taxas de juros dos empréstimos são menores para microempreendedores.

Mas é importante mencionar que cada instituição financeira tem suas próprias regras e isso interfere no CET (Custo Efetivo Total) do empréstimo.


Como conseguir um empréstimo para MEI?

Há diversas instituições financeiras que oferecem crédito para microempreendedores.

Aliás, muitos bancos oferecem linhas de crédito específicas para cada finalidade de um empreendedor.

O momento ideal para pedir um empréstimo é aquele em que você faz um planejamento, além de saber exatamente o quanto vai precisar, em quantas parcelas irá pagar e qual é a finalidade do dinheiro.

Porém, tão importante quanto analisar os gastos, é calcular a previsão de retorno e crescimento do negócio.


Quais as melhores opções de empréstimos para MEI?

Todo mundo sabe que empreender no Brasil está longe de ser algo fácil.

E em momentos de crises, tudo se torna um pouco mais complicado.

Por esse motivo, nessas horas, os empréstimos podem ajudar a pagar as contas e retomar o seu negócio.

Para atender microempreendedores individuais, bancos e outras instituições financeiras disponibilizam empréstimos para MEIs.

Veja quais são as melhores possibilidades para que assim, você possa escolher a melhor opção para adquirir capital de giro para o seu negócio:

citação

1. Microcrédito Santander

O microcrédito Santander para MEIS é o Prospera.

Essa linha de crédito do Santander está sendo oferecida há quase 20 anos. Desde então, já foram investidos mais de R$ 5 bilhões, que ajudaram mais de 500 mil empreendedores.

Além de incentivar o empreendedorismo, um dos principais objetivos dessa linha de crédito é ajudar no desenvolvimento de comunidades e proporcionar a geração de emprego através do crescimento de pequenas empresas.

A plataforma chamada Prospera oferece condições especiais para empreendedores.

O Prospera Microfinanças, além do empréstimo, oferece outros benefícios para os empreendedores, como atendimento personalizado, maquininhas, seguros, entre outros.


2. Microcrédito Itaú

O microcrédito do Itaú é uma boa opção até mesmo para quem não tem CNPJ.

Ou seja, se você trabalha por conta própria e está precisando de capital de giro para investir no seu negócio, pode solicitar o microcrédito no Itaú, até mesmo se não for correntista.

Dessa forma, além de manter a continuidade do seu negócio, torna-se possível organizar as finanças e pagar as contas.

As regras para ter acesso a esse produto financeiro são:

• Ter mais de 18 anos

• Estar trabalhando no negócio há pelo menos um ano

• Não ter uma renda anual superior a R$ 360 mil


3. Microcrédito Bradesco

O microcrédito produtivo orientado é uma opção para empreendedores, formais ou informais, que querem aumentar o negócio e/ou investir no capital de giro.

É uma ótima linha de crédito para microempreendedores individuais sem a necessidade de abrir uma conta corrente.

Você pode conseguir um empréstimo de até R$ 21 mil.

Dentre os principais benefícios dessa linha de crédito, podemos citar a facilidade na contratação de crédito e isenção de IOF.


4. Microcrédito Banco do Brasil

Com o Microcrédito Produtivo Orientado (MPO), o seu negócio conta com um empréstimo para melhorar o capital de giro e investir no seu negócio, através da compra de equipamentos necessários para o funcionamento da atividade econômica.

O valor do empréstimo e o prazo para pagamento são definidos com base na capacidade de pagamento de cada empreendedor.

O prazo de pagamento varia entre 5 e 18 parcelas.

Para poder contratar esse crédito e ter acesso ao capital de giro para MEI, é necessário ser correntista do Banco do Brasil e ser empreendedor informal com renda mensal de até R$ 30 mil.

5. Empréstimo com garantia de imóvel Creditas

Na Creditas, você usa o seu carro ou imóvel como garantia de empréstimo para empreendedor.

A vantagem dessa linha de crédito é que ela pode ser contratada de forma 100% online.

Por causa do menor risco de inadimplência, os juros são mais baixos.

É uma boa opção de linha de crédito para MEI, já que ajuda os empreendedores a quitar dívidas e aumentar o capital de giro.

Além disso, o empréstimo com garantia de imóvel Creditas também pode ser contratado por quem está pensando em abrir a própria empresa e ainda não tem CNPJ.

6 dicas para organizar as finanças da sua empresa

Conclusão

Agora você já sabe como e onde conseguir capital de giro para MEI.

Aliás, quando se trata de alavancar o negócio, o microcrédito é o tipo de empréstimo mais recomendado para empreendedores.

Para escolher a melhor opção, é fundamental avaliar as suas principais necessidades, capacidades de pagamento e, obviamente, entrar em contato com cada uma das instituições.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu