Técnico em desenvolvimento de sistemas – o curso do momento

O curso de Técnico em Desenvolvimento de Sistemas tem ganhado destaque como uma das opções mais promissoras e relevantes na área de tecnologia da informação.

Anúncios

Com o avanço na tecnologia, praticamente todos os setores estão buscando por mão de obra no desenvolvimento de sistemas. Hoje vamos entender mais sobre essa área e o curso técnico.

técnico em desenvolvimento de sistema

Sobre o curso de técnico em desenvolvimento de sistemas

O curso de técnico em desenvolvimento de sistemas é uma alternativa para quem quer tentar uma carreira na área de TI, Tecnologia da Informação, mas sem ter que fazer uma graduação.

Além disso, por se tratar de um curso técnico, acaba que ele é muito mais curto do que uma faculdade, durando em média 1 ano e meio, ou dois anos e meio, diferente das graduações que podem levar de 4 a 5 anos.

Durante o curso, os estudantes têm a oportunidade de aprender a criar, programar e manter sistemas e aplicativos, seja para web, dispositivos móveis ou outras plataformas.

Eles vão aprender sobre linguagens de programação, conceitos, banco de dados, segurança da informação e outros dados. Desenvolvendo habilidades teóricas e práticas que serão exigidas no mercado de trabalho.

Matérias do curso técnico em desenvolvimento de sistemas

Conheça as principais matérias que você vai aprender no curso técnico de desenvolvimento de sistemas:

Anúncios

  • Programação e algoritmos;
  • Programação Web;
  • Banco de dados;
  • Design Digital;
  • Técnicas de programação;
  • Inteligência artificial;
  • Gestão de Carreira;
  • Estrutura de dados;
  • Tópicos em Sistemas de Computação;
  • Qualidade e teste de software.

Além disso, existem milhares de outras matérias que podem ser diferentes variando de região e com o tipo de instituição em que está cursando.

Quais as áreas de atuação de um técnico em desenvolvimento de sistemas?

O profissional técnico em desenvolvimento de sistemas tem um papel fundamental em criar aplicativos, implementar estruturas de software, fazer manutenção e trabalhar em outras frentes da área de tecnologia da informação.

Esse profissional trabalha em conjunto com equipes multidisciplinares, como designers, analistas de sistemas e engenheiros de software, para construir aplicativos e sistemas que atendam às necessidades de seus clientes.

Eles são responsáveis por tirar ideias do papel e transformá-las em soluções tecnológicas eficientes.

Veja algumas de suas funções e profissões:

Cientista de dados

Um técnico em desenvolvimento de sistemas pode desempenhar um papel importante como cientista de dados.

Ele pode analisar os dados, coletar e preparar para uma análise utilizando suas habilidade de programação e desenvolvimento.

Back-end

Como desenvolver back end é possível que eles projetem e implementem a logística de negócios por trás de apps e sites, garantindo a eficiência, segurança e escalabilidade das operações do servidor.

A combinação de habilidades de programação, gerenciamento de bancos de dados e segurança é crucial para o sucesso nessa área.

Analista DevOps

Como Analista DevOps, ele vai atuar como facilitador na integração entre equipes de desenvolvimento e operações.

Automatizando os processos e implantação usando ferramentas diferentes para isso, como Jenkins e outros.

Front End

O Front End é o profissional focado em criar interfaces e interações do usuário dentro de um site ou aplicativo. Para isso ele usa linguagens de programação como HTML, CSS e Javascript.

Desenvolvimento de Chatbots e Inteligência Artificial

Outra atividade possível para técnicos em desenvolvimento de sistemas é a criação de sistemas de conversação automatizada, geralmente para lojas ou empresas, para melhor interagir com os usuários.

Desenvolvimento de Aplicações para Internet das Coisas

O desenvolvimento de IoT, envolve a criação de sistemas e apps que estejam conectados a internet, também sendo função do profissional de desenvolvimento de sistemas.

Outras áreas de técnico em desenvolvimento de sistemas

Além disso, o profissional pode atuar em outras áreas, como:

  • Desenvolvimento de Aplicações de Realidade Virtual e Aumentada;
  • Arquitetura de software;
  • Engenharia de software;
  • Automação Industrial;
  • E muito mais!

Salários para técnico em desenvolvimento de sistemas

Os salários para técnicos em desenvolvimento de sistemas podem variar significativamente com base em vários fatores, como localização geográfica, nível de experiência, tamanho da empresa e habilidades a serem feitas.

Veja quais são de acordo com alguns cargos:

  • Técnico em desenvolvimento de sistemas: de R$3.517 até R$6.338;
  • Desenvolvedor Backend: de R$3.700 até R$12 mil;
  • Analista DevOps: de R$3.418 até R$18.342;
  • Front End: de R$12.554 até R$17.787;
  • Cientista de Dados: de R$10 mil até R$28.730;
  • Desenvolvimento de sistemas: R$3 mil;
  • Engenharia de software: de R$5.350 até R$14.900.

Esses são apenas alguns salários de acordo com algumas áreas do técnico em desenvolvimento de sistemas.

Os dados foram retirados do site Glassdoor que analisa e tira a média frequentemente de dados salariais para obter esses valores médios em todo o Brasil.

Júnior, Pleno e Sênior?

Não só na área de desenvolvimento de sistemas, mas sempre que falamos de marketing ou tecnologia da informação encontramos as nomenclaturas de júnior, sênior e pleno.

Elas são frequentemente utilizadas para descrever níveis diferentes de experiência e habilidades. Essas descrições podem variar de acordo com as áreas e com a empresa que você está atuando.

Vamos entender mais:

Júnior

Os trabalhadores júnior geralmente estão no começo de suas carreiras e possuem menos experiência, mas muita vontade de aprender.

Eles podem ter completado cursos técnicos ou programas de treinamento e possuir conhecimento fundamental em linguagens de programação, estruturas e conceitos básicos de desenvolvimento.

Podem participar de tarefas como desenvolvimento de funcionalidades simples, correção de erros e auxílio em projetos de equipe.

Pleno

Técnicos plenos têm um pouco mais de experiência em comparação com os juniores.

Em comparação com o júnior, o nível pleno pode trabalhar em projetos mais complexos por conta de seus conhecimentos mais aprofundados.

Eles podem se envolver na arquitetura de sistemas, desenvolvimento de componentes mais robustos e resolução de problemas mais avançados.

Sênior

Os técnicos seniores possuem uma vasta experiência e expertise em desenvolvimento de sistemas.

É um nível acima de júnior e pleno, direcionado para profissionais que possuem conhecimento mais profundo em padrões de design e arquitetura de software.