O que é Commercial Paper e como investir?

Descubra o que é Commercial Paper e como funciona!

Anúncios



Por mais que o commercial paper não seja a opção mais comum quando pensamos em investimentos, ele é visto com frequência no mercado financeiro global.

Cartões mais recomendados

E é por esse motivo que quem pretende investir em um commercial paper, que costuma ser ofertado no mercado secundário, deve entender o seu conceito principal.

E se você quer saber mais sobre o assunto, continue a leitura. Vamos te explicar como tudo funciona!

o que é commercial paper e como investir

O que é commercial paper?

O Commercial Paper, emitido por sociedades anônimas ou fechadas, é um título de dívida de curto prazo, também conhecido como nota promissória sem garantia.

É que ele diz respeito a um valor mobiliário na forma de nota promissória, com características exclusivas e que não apresenta garantia.

Normalmente, esses financiamentos são utilizados para despesas pontuais, como por exemplo, a folha de pagamento. Ou seja, o objetivo é solucionar uma necessidade imediata de capital de giro.

Anúncios


O financiamento possui curta duração. Para as empresas de capital fechado, é de 180 dias. Já para as de capital aberto, é de 360 dias.


Como os commercial papers funcionam?

A companhia que procura por financiamento na modalidade de commercial papers emite um título e oferta para o investidor.

Esse título, ofertado com desconto, será comprado novamente com o valor original.

O commercial paper oferece ao detentor do título de dívida o direito de crédito perante a companhia em questão.

Isso significa que na prática, o investidor está emprestando o seu dinheiro para a empresa ao adquirir a nota promissória.

Esse instrumento, do ponto de vista financeiro das empresas, é muito atraente, pois ajuda a aumentar o capital de giro e assim, manter a continuidade das operações.


Quem pode emitir os commercial papers?

Anúncios


De maneira geral, quase todas as empresas podem emitir commercial papers.

Não há restrições em relação ao tamanho de empresa, pois qualquer uma pode apresentar uma ordem de emissão, desde que sejam sociedades anônimas (abertas ou fechadas) e não sejam de cunho financeiro, como por exemplo:

•  Bancos;

• Corretoras;

• Empresas de leasing;

• Sociedades distribuidoras de valores mobiliários;

• Sociedades corretoras e demais instituições financeiras.

Nessa lista, mostramos as empresas que NÃO podem emitir os commercial papers.


Como emitir commercial papers?

A nota promissória comercial ou valor mobiliário no formato de papel comercial funciona de uma forma parecida com as debêntures e o CDB (Certificado de Depósito Bancário).

Mas é importante mencionar que nesse caso, não há garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos), que é o que ocorre com o CDB.

As debêntures também não possuem essa garantia.

Isso significa que caso aconteça algo, não há garantia de que esse valor em questão será restituído.

Para que as companhias emitam essas notas é necessário obter registro na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e optar por uma instituição financeira, que vai coordenar a emissão do título.

O Commercial Paper pode ser prefixado ou pós-fixado.

Para realizar a emissão, é necessário considerar alguns fatores, como por exemplo, duração do título, condições, garantias, entre outros.

A emissão dos commercial papers apresenta um custo para a companhia, que é mais baixo do que a de um empréstimo tradicional.

É que além de pagar o rendimento prometido ao investidor, existe a taxa de emissão junto ao CVM, que é de 0,4% do valor do título.

Também pode ser necessário levar em conta o gasto com publicações.


Como investir em notas promissórias comerciais?

É comum que a nota promissória seja classificada como título de crédito, atuando como um empréstimo que as companhias tomam dos investidores.

Por esse motivo, quem deseja adquirir commercial papers, precisa buscar por opções no mercado secundário ou através de fundos de investimentos.

Existe a possibilidade de transferir a titularidade do commercial paper. Mas nesse caso, é necessário realizar um endosso e a companhia em questão não pode apresentar um índice de endividamento considerado ruim.

Além disso, se você quiser se desfazer do título antecipadamente, lembre-se de que não há garantia de retorno, pois o título estará sujeito às condições do mercado naquele momento.

citação

Qual a rentabilidade desses títulos?

A remuneração varia de acordo com a organização e com a nota.

A rentabilidade desses títulos pode ser prefixada ou pós-fixada.

Na maioria das vezes, a remuneração é pós-fixada atrelada a um índice, que pode ser: 

• Taxa Selic (a taxa básica de juros da economia) 

• Certificado de Depósito Interbancário (CDI)

• Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M)

• Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)


Qual é a sua tributação?

É importante lembrar que a tributação da nota promissória comercial segue a tabela regressiva do Imposto de Renda (IR):

• 22,5% para operações com no máximo 180 dias

• 20% para operações entre 181 e 360 dias

• 17,5% para casos especiais em que a nota teve duração de até 720 dias

• 15% para operações a partir de 721 dias


Quais são as principais vantagens dos commercial papers?

Dentre as principais vantagens, podemos citar:

• Liquidez

• Rentabilidade atraente

• Promessa de pagamento para o investidor (com a bonificação estabelecida)

• Regulamentada por lei e passível de ação judicial

• É uma forma de apoiar o crescimento da empresa

• Possibilidade de diversificar os investimentos de curto prazo

• A empresa e o investidor podem entrar em um acordo para a definição de prazos e juros (apesar de isso não ser padrão)

Quais são as principais desvantagens dos commercial papers?

Também há algumas desvantagens nesse tipo de investimento. E se você está interessado nos commercial papers, precisa saber quais são essas desvantagens. Veja só:

• Falta de proteção por parte do investidor

• Apresenta riscos elevados

• Dificuldade dos órgãos reguladores em controlar a circulação deste título

• Ao atingir o vencimento, não há como postergar o commercial paper

quais são os principais títulos de dívida do mercado

Conclusão

Agora você já sabe o que é commercial papers ou nota promissória comercial, como funciona, como investir e as principais vantagens!

Apesar de ser um investimento de risco considerável, os commercial papers apresentam retornos mais interessantes do que os títulos públicos!

Por esse motivo, antes de tomar uma decisão, faça uma análise detalhada dos ganhos e das outras formas de investimentos disponíveis.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu