Neuropsicólogo: o que faz e quanto ganha o profissional?

Se você se interessa pela área de psicologia e neurologia, e está afim de se tornar um neuropsicólogo, precisa conhecer mais sobre a área e informações relacionadas.

Anúncios

Esse profissional é altamente especializado na área de saúde mental que desempenha um papel crucial na compreensão das complexas interações entre o cérebro, o comportamento e o funcionamento cognitivo.

Pensando em te ensinar mais sobre a profissão na neuropsicologia vamos ver quais fatores influenciam no seu salário e quanto o profissional pode ganhar.

neuropsicólogo

    O que é a neuropsicologia?

    Dentro da psicologia, podemos encontrar a área que forma o profissional neuropsicólogo. A neuropsicologia é a área da psicologia que vai estudar as relações do cérebro e do comportamento humano.

    Essa área é responsável por entender a relação do cérebro com as nossas funções cognitivas, memória, atenção, raciocínio, emoções e linguagem.

    Além disso, esse campo do conhecimento estuda também as lesões, doenças ou disfunções que ocorrem no cérebro e que podem afetar o comportamento e cognição das pessoas.

    Ou seja, isso significa que ela vai ser utilizada para diagnosticar, tratar ou pesquisar tratamentos para doenças e distúrbios cognitivos como Parkinson, Alzheimer, demência, AVCs ou autismo.

    Anúncios

    Nessa área o estudante irá notar que as matérias de psicologia, neurociência, biologia e medicina se mesclam para poder atender os requisitos da profissão.

    O que faz o neuropsicólogo?

    O neuropsicólogo desempenha um papel fundamental na compreensão das complexas interações entre o cérebro e o comportamento humano.

    Sendo assim ele tem diversas responsabilidades relevantes em áreas como avaliação, diagnóstico e tratamento de distúrbios neuropsicológicos.

    Sua atuação é essencial para que as pessoas que enfrentam desafios e obstáculos neuropsicológicos possam se entender, recuperar ou aprimorar suas funções cognitivas e emocionais para conviver com outros.

    Veja algumas das funções do neuropsicólogo:

    Avaliação Neuropsicológica

    O principal trabalho desse profissional é conduzir avaliações detalhadas para entender o funcionamento cognitivo e comportamental de seus pacientes.

    Isso pode envolver a administração de testes e questionários específicos para avaliar habilidades cognitivas, memória, atenção, linguagem, funções motoras e emocionais.

    Diagnóstico de Distúrbios Neuropsicológicos

    Com base nas avaliações, o neuropsicólogo pode diagnosticar uma ampla gama de condições neuropsicológicas, como lesões cerebrais traumáticas, acidentes vasculares cerebrais (AVCs), demência, transtornos do desenvolvimento, transtornos do espectro autista e outras condições que afetam o cérebro.

    Desenvolvimento de Planos de Tratamento

    Depois do diagnóstico, o profissional deverá trabalhar em contato com o paciente e uma equipe multidisciplinar para desenvolver um plano de tratamento personalizado.

    Isso pode incluir terapia cognitivo-comportamental, reabilitação neuropsicológica, treinamento de habilidades e estratégias de intervenção.

    Reabilitação

    Em casos de lesões cerebrais ou doenças que afetam o funcionamento cognitivo, o neuropsicólogo ajuda os pacientes a recuperar ou aprimorar as funções cognitivas perdidas.

    Geralmente o tratamento é feito com treinamento de memória, linguagem, terapia ocupacional e outras formas de intervenções e tratamentos.

    Aconselhamento e apoio

    Alguns pacientes que possuem distúrbios neuropsicológicos acabam precisando de aconselhamento e apoio emocional, e como o neuropsicólogo é o profissional mais próximo durante o tratamento ele acaba tendo esse papel também.

    Não só aos pacientes, mas aos parentes e familiares também, já que o processo de diagnóstico, tratamento ou reabilitação pode ser estressante para todos.

    Pesquisa e Ensino

    Alguns neuropsicólogos estão envolvidos em pesquisas acadêmicas para avançar o conhecimento na área da Neuropsicologia. Além disso, muitos deles lecionam em universidades e instituições de ensino.

    Relatórios e Documentação

    Talvez uma das partes mais importantes do trabalho do neuropsicólogo é a documentação de avaliações, diagnósticos, tratamentos e sessões.

    Não só para que ele possa saber o que está acontecendo, mas também para que os outros profissionais da equipe multidisciplinar tenham ciência do que está acontecendo e como anda o tratamento.

    Além de todas essas funções, o profissional da neuropsicologia precisará estar apto para trabalhar em equipe, tendo contato com diversos outros profissionais da saúde  como psiquiatras, fonoaudiólogos, neurologistas e outros que complementam o tratamento.

    Como se tornar um neuropsicólogo?

    Para se tornar um neuropsicólogo o profissional precisará ser graduado em psicologia, um curso que tem duração de 5 anos, para que em seguida curse uma especialização em neuropsicologia.

    Geralmente esses cursos de especialização podem durar de um ano a um ano e meio dependendo da universidade ou instituição onde está sendo realizado.

    E para garantir mais facilidade, muitas universidades oferecem esse curso na modalidade EAD, como é o caso da Cruzeiro do Sul, USP, Einstein, Unifesp e outras.

    Dentre as matérias que o estudante encontrará no curso, temos:

    • Intervenções de psicologia positiva na saúde;
    • Neuropsicologia das funções cognitivas;
    • Avaliação e reabilitação neuropsicológica de adultos e das pessoas idosas;
    • Psicodiagnóstico;
    • Avaliação e reabilitação neuropsicológica de crianças e adolescentes.

    E muitas outras matérias, mas assim como a duração, a grade e conteúdo programático vai depender da instituição escolhida para estudar a neuropsicologia.

    Quanto ganha o neuropsicólogo?

    Para entender mais sobre quanto ganha o neuropsicólogo é necessário ter em mente que a remuneração deste profissional está sujeita a uma série de fatores.

    Que podem ser sua localização geográfica, experiência, ambiente de trabalho, tipo de atendimento e muitos outros.

    Pensando nisso, vamos trazer duas fontes diferentes para entender mais sobre o tipo de remuneração do profissional.

    Começando pelo Vagas.com, segundo o site o neuropsicólogo tem uma média salarial de R$ 3.938 reais, começando em R$ 2.122 e podendo chegar em valores de até R$ 4.362.

    Já observando os dados retirados do site Salario.com, que analisa 104 salários de neuropsicólogos, podemos ter uma média salarial de R$ 3.494 e um teto de R$ 6.606,76.

    Perceba que os valores não são muito distintos, então podemos firmar a média salarial como sendo entre R$ 3 mil e R$ 4 mil reais ao mês.

    Mas é importante mencionar que essa afirmação é com base em especulações e não representa a faixa salarial de todos os neuropsicólogos do país, serve apenas como forma de especulação.

    É necessário levar em consideração o tipo de local em que ele trabalha, como hospitais, clínicas, consultórios e a região em que atua, assim como suas especializações de neuropsicólogo.