Mercado de capitais: o que é e como funciona?

Descubra o que é mercado de capitais de uma vez por todas!

Anúncios



Talvez você já tenha ouvido falar em mercado de capitais. Se a resposta for sim, então você provavelmente entende que ele faz parte da estrutura financeira de um país.

Cartões mais recomendados

Através dele, investidores conseguem alavancar as operações das organizações e obter lucros com uma negociação futura.

Neste conteúdo, você vai descobrir o que tudo isso significa na prática.

Para entender melhor o conceito de mercado de capitais, continue a leitura.

mercados de capitais

O que é mercado de capitais?

O mercado de capitais é um mercado criado para a negociação de ativos financeiros.

Ele é constituído por bolsas de valores, corretoras e instituições financeiras autorizadas.

Anúncios


Além disso, como o próprio nome já diz, essa parte do sistema financeiro é voltada à capitalização das empresas.

É através do mercado de capitais que as organizações conseguem adquirir recursos para realizar seus projetos financeiros.

Ao aproximar os negócios dos investidores, essa parte do sistema financeiro assume um papel essencial em qualquer economia.

Afinal, as empresas geram riquezas, e uma economia saudável depende do acesso dessas organizações aos recursos financeiros, para que elas possam financiar suas principais atividades.


Como funciona o mercado de capitais?

Como você já sabe, é no mercado de capitais que acontece a negociação de vários tipos de ativos financeiros.

Mas como tudo isso funciona na prática? Há três grandes categorias de ativos, também chamados de valores mobiliários, em negociação no mercado de capitais:


Ações

Anúncios


As ações representam uma fração do capital social de uma empresa.

Isso significa que ao adquirir uma ação, o investidor se torna sócio da organização.

As ações (ou títulos) de uma companhia são comercializadas na Bolsa de Valores, um mercado organizado onde títulos emitidos por companhias de capital aberto são negociados.

Quando uma instituição decide expandir suas operações, muitas vezes, ela necessita de dinheiro.

Por esse motivo, muitas delas se tornam companhias de capital aberto e ofertam ações para obter recursos.

Desse modo, os investidores interessados podem adquirir títulos e fazer parte do grupo de sócios da companhia.

Para a companhia que está oferecendo as ações, os recursos captados, além de elevarem o valor de mercado da empresa, poderão ser utilizados em projetos e atividades.

Já para quem investe, também há muitas vantagens.

Afinal, os investidores se tornam sócios das empresas e podem obter lucro através da valorização dos papéis e dos dividendos (parcela dos lucros da empresa distribuída entre os acionistas).


Debêntures

As debêntures são títulos de renda fixa emitidos por empresas.

Elas são emitidas pelas companhias para financiar projetos de crescimento ou aquisição de novas empresas.

Basicamente, funciona da seguinte forma: imagine uma companhia que precisa de uma grande quantia de dinheiro para quitar débitos ou expandir seus negócios.

Desse modo, em vez de realizar empréstimos bancários, ela lança debêntures no mercado, para que assim, seja possível conseguir recursos.

O investidor interessado pode comprar uma debênture e receber os juros sobre o dinheiro que investiu na empresa.

Ou seja, é como se o investidor tivesse se tornado um credor da empresa.


Commercial papers

Embora não sejam as opções mais comuns de investimentos, os commercial papers se destacam pela sua grande liquidez.

É uma forma simples de financiamento para as empresas e que traz boas oportunidades de lucro para os investidores.

Mas afinal, o que é isso?

Os commercial papers, ou notas promissórias, são títulos de dívida de curto prazo emitidos por empresas que não atuam como instituições financeiras.

Os títulos surgem devido a uma necessidade de financiamento, que irá beneficiar a empresa em questão, seja para aumentar sua capacidade produtiva, realizar um novo projeto ou auxiliar na saúde financeira em momentos mais delicados.

Dentre as principais características dos commercial papers, podemos destacar que eles são títulos de curto prazo e não que não possuem uma garantia real de retorno.

A emissão desses títulos de dívida é vantajosa para as empresas, já que o custo é bem menor do que os empréstimos bancários.

O investidor também é beneficiado, pois ele não precisa esperar muito tempo para resgatar os rendimentos.

citação

Quais os tipos de mercados de capitais?

Agora que você já entendeu o conceito dessa parte do sistema financeiro, está na hora de conhecer os seus tipos.

Basicamente, são dois: primário e secundário.


Mercado primário

No mercado primário, a aquisição do ativo financeiro é feita diretamente do emissor.

Um exemplo de uma operação no mercado primário são os IPOs ou ofertas públicas iniciais.

Quando o investidor compra ações de uma companhia que acabou de começar a negociar na B3, ele está realizando negociações no mercado primário.


Mercado secundário

Após a oferta primária, as ações da empresa continuam sendo negociadas.

Mas no mercado secundário, a negociação de ativos é realizada diretamente com outros investidores.

Por exemplo, vamos supor que você decidiu comprar ações de uma determinada empresa. Ao comprá-las, você está negociando com outro investidor que já tinha esses papéis.

Por esse motivo, não há necessidade do envolvimento da empresa nessa negociação.

Devido às suas características, o mercado secundário é bem maior do que o primário.


Como investir no mercado de capitais?

O primeiro passo é entender o seu perfil de investidor.

Ou seja, você deve avaliar as suas preferências, necessidades e tolerância aos riscos em relação aos investimentos.

Definir objetivos financeiros também é importante. O que você realmente quer conquistar ao se tornar um investidor? O seu foco é mais no curto ou no longo prazo?

Depois de entender o seu perfil e os seus objetivos, fica mais fácil escolher os títulos e definir um valor para os seus investimentos.

Além disso, será necessário se cadastrar em uma corretora de valores, pois basicamente, elas são a ponte entre os investidores e o mercado de capitais.

como se tornar um investidor de sucesso

Conclusão

O mercado de capitais é responsável pela intermediação entre poupadores e tomadores de recursos.

E investir no mercado de capitais é algo que deve fazer parte das estratégias de um investidor, pois isso pode trazer excelentes ganhos, principalmente no longo prazo.

Além de aproximar os investidores das instituições, ele fortalece a economia brasileira e oferece a possibilidade de diversificar a carteira de ativos. 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu