O que são fundos de investimentos em participações (FIP)?

Descubra o que são fundos de investimentos em participações e como funciona esse tipo de investimento

Anúncios



Os fundos de investimentos em participações, também conhecidos como Private Equity, não são aplicações tão conhecidas no mercado.

Cartões mais recomendados

Afinal, eles são destinados exclusivamente a investidores qualificados! Embora as possibilidades de ganho sejam altas, há mais riscos envolvidos. Aliás, esse é um dos motivos pelo qual o FIP é um tipo de investimento mais restrito.

E se você quer saber melhor como esse ativo financeiro funciona, continue a leitura. Vamos explicar tudo sobre o assunto.

o que são fundos de investimentos em participações?

O que são fundos de investimentos em participações (FIP)?

O FIP é um tipo de investimento em renda variável constituído sob a forma de condomínio fechado.

As cotas só podem ser resgatadas no término da duração.

Basicamente, o objetivo é investir em empresas com grande potencial de crescimento, mas que ainda não estão listadas na bolsa.

Anúncios


Esses recursos são destinados à aquisição de ações, debêntures, títulos e valores mobiliários conversíveis, entre outros.

No mundo dos investimentos, eles também podem ser chamados de Private Equity.


Quais são os tipos de fundos de investimentos em participações?

De acordo com a B3 (a bolsa de valores do Brasil), os FIPs são categorizados em quatro tipos:


FIP- Capital semente

É um fundo restrito a participações em companhias ou sociedades limitadas com receita bruta anual de, no máximo, R$ 16 milhões.

Ele é destinado às startups que ainda estão em fase inicial, mas que já conseguiram obter faturamento mensal.

Para isso, devem ser avaliados os exercícios sociais dos três últimos anos antes do aporte inicial.

Anúncios


Sendo assim, para que o fundo seja enquadrado nessa categoria, a companhia em questão não pode apresentar receita superior a esse limite nos últimos exercícios sociais.


FIP – Empresas emergentes

Uma empresa emergente é aquela que ainda está crescendo no mercado, mas que já possui um bom potencial de crescimento, quando comparada com uma companhia recém-fundada.

Esse fundo é destinado para empresas que possuam uma receita bruta de até R$ 300 milhões.

Para cumprir com esse critério, também são verificados os últimos exercícios sociais da companhia escolhida.

FIP – Infraestrutura

Os fundos do tipo FIP-IE e FIP-PD&I investem em companhias de capital aberto ou fechado na área de infraestrutura.

O capital dos cotistas, geralmente, é aplicado em companhias que têm o objetivo de desenvolver pesquisas e inovações em áreas como saneamento, irrigação, transporte, entre outros.


FIP – Multiestratégia

Esses FIPS permitem o investimento em várias categorias.

Aliás, nesse tipo de fundo, existe a possibilidade de investir até 100% do capital subscrito (valor que um acionista se compromete a integralizar para formar o capital social da companhia em um período definido), em ativos no exterior.

Sendo assim, os FIPS dessa categoria podem variar de acordo com os objetivos dos cotistas.


Os Fundos de Investimentos em Participações (FIP) só estão disponíveis para investidores qualificados?

Para investir em FIPS é necessário ser um investidor qualificado, isto é, tem um patrimônio de mais de R$ 1 milhão investido ou ser um profissional com uma das certificações válidas da CVM.

Isso significa que esse tipo de fundo não está disponível para o investidor comum.

De acordo com a instrução 539 da Comissão de Valores Mobiliários, essa classificação foi criada com o objetivo de proteger o investidor comum de riscos desproporcionais à sua capacidade financeira, o que pode resultar em perdas significativas.

Afinal, os FIPs são investimentos que apesar de oferecem boas possibilidades de ganho, também apresentam determinados riscos.

Além dos FIPs, há outros tipos de investimentos restritos a investidores qualificados ou profissionais.


Quais as vantagens dos fundos de investimentos em participações?

Os FIPs, como você já sabe, possuem um risco elevado.

Porém, eles oferecem diversas vantagens aos seus investidores.

Dentre os benefícios, podemos citar:


Bom potencial de retorno

Esse é um dos principais motivos pelo qual os investidores qualificados se interessam pelos FIPs.

É que como a maioria das empresas que o FIP investe está em fase de desenvolvimento ou então, implementando novos projetos, existem chances de alto retorno no longo prazo.

Ou seja, alguns negócios oferecem um grande potencial de crescimento.


Diversificação da carteira

A diversificação é essencial no mundo dos investimentos.

Ao criar uma estratégia de diversificação, você aumenta as oportunidades e reduz os riscos.

O motivo disso, é que os resultados deixam de estar atrelados a um único investimento.

Portanto, diversificar a carteira é uma estratégia essencial para quem quer diluir os riscos envolvidos.


Governança corporativa

Um dos objetivos de quem investe em FIP é criar valor financeiro para a empresa.

Entretanto, também há influência na gestão com práticas de governança corporativa.

Além disso, o investimento através desse tipo de fundo, introduz a figura de um gestor, o que traz mais segurança para os investidores.


Desvantagens dos FIPs

Apesar da possibilidade de diversificar a carteira e  de obter bons retornos, existem algumas desvantagens nesse tipo de investimento.

O risco é uma das desvantagens dos FIPS.

É que ao investir em empresas iniciais, é preciso levar em conta o risco de a companhia não dar certo.

Além disso, como é um investimento de longo prazo, há baixa liquidez (capacidade de converter um bem em dinheiro). Não é possível resgatar antecipadamente o valor investido, a não ser que haja previsão no regulamento.


Como escolher um fundo de investimento em participações (FIP)?

Para escolher um FIP, é necessário avaliar o seu perfil de investidor.

Esse tipo de investimento é indicado para quem possui um perfil arrojado, isto é, têm maior tolerância às oscilações e riscos do mercado.

A gestão também é outro ponto essencial na hora de escolher um FIP. Por isso, não deixe de considerar a qualidade dos gestores e os critérios que eles seguem.

gestão de riscos nos investimentos em 6 passos

Conclusão

Os fundos de investimentos em participações (FIPs) são destinados aos investidores qualificados.

Esse tipo de investimento oferece possibilidades de obter bons retornos financeiros e diversificar a carteira. Contudo, há riscos envolvidos, que devem ser considerados.

Para implementar uma estratégia de investimento, avalie as características do mercado, o seu perfil e as suas necessidades!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu