Tesla vai permitir a compra de produtos em Dogecoin

É verdade que a empresa de Elon Musk vai permitir a compra de produtos em Dogecoin?

Anúncios

A compra de produtos em Dogecoin (DOGE) na Tesla foi disponibilizada na madrugada do dia 14 de janeiro de 2022.

Certamente, isso fez com que o valor do Dogecoin (DOGE), uma criptomoeda, disparasse 14%.

Por esse e outros motivos, quem pretende investir nessa cripto, pode se dar muito bem!

E se você quer saber mais sobre a novidade e entender melhor como esse ativo digital funciona, está no lugar certo!

Continue a leitura para saber mais.

Tesla vai permitir a compra de produtos Dogecoin

Elon Musk vai aceitar Dogecoin em venda de produtos da marca: o que isso significa?

A Tesla vai aceitar o ativo digital para aquisição de produtos como a fivela de cinto “Giga Texas” e miniaturas de veículos elétricos.

Anúncios

A informação foi confirmada pelo presidente-executivo da montadora, Elon Musk, que atualmente é um dos homens mais ricos do mundo.

Como você já sabe, o anúncio fez com que o valor da Dogecoin subisse consideravelmente. Afinal, a Tesla vai testar essa moeda digital como uma opção de pagamento.

Além disso, no ano passado, o empresário disse que a Dogecoin é a moeda digital mais forte no que diz respeito a pagamentos.


Tesla e criptomoedas

A compra de produtos em Dogecoin (DOGE) não é exatamente a primeira interação da Tesla com os criptoativos.

Em fevereiro de 2021, a empresa adquiriu mais de US$ 1,5 bilhão em Bitcoin como uma estratégia de tesouraria.

Pouco tempo depois, a Tesla deixou claro que aceitaria o uso de moedas digitais para a compra de seus veículos.

Entretanto, a novidade durou pouco tempo. 

Em maio de 2021, Elon Musk criticou a mineração de Bitcoin, alegando preocupações ambientais com o consumo não-renovável de energia.

Logo em seguida, ele suspendeu o pagamento através das criptos.

Certamente, isso fez com que o Bitcoin desvalorizasse em 2021. Desde então, o ativo digital já se recuperou. 


O que é Dogecoin?

Certamente, com as declarações de Elon Musk em relação a compra de produtos em Dogecoin, você ficou interessado em conhecer melhor essa criptomoeda, não é mesmo?

Então, a Dogecoin (DOGE) é uma criptomoeda baseada em um sistema de blockchain derivado de Litecoin – outro criptoativo.

Ela possui código-fonte aberto. Isso significa que qualquer programador pode acessá-la gratuitamente.

Assim como as outras criptomoedas, o DOGE é descentralizado, ou seja, não é controlado por nenhum governo ou Banco Central.

Um dos grandes diferenciais desse ativo digital é que ele foi criado de uma maneira nada tradicional. Aliás, por mais incrível que pareça, a Dogecoin surgiu por causa de um meme na internet.

Entretanto, apesar de sua criação ser um pouco diferenciada das outras moedas digitais, a Dogecoin possui um valor de capitalização de mercado que gira em torno dos US$ 18 bilhões.

Além disso, ela conta com uma comunidade extremamente engajada, que tem como objetivo aumentar sua valorização no mercado.

citação

Como surgiu a Dogecoin?

A Dogecoin foi criada pelos programadores Billy Markus e Jackson Palmer.

Eles queriam desenvolver uma criptomoeda mais dinâmica, que pudesse atingir um público mais amplo do que o Bitcoin – a mais conhecida de todas as moedas digitais).

Tudo começou no final de 2013.

Billy Markus, começou a trabalhar no código da DOGE para homenagear o meme do cachorro japonês da raça Shiba Inu, que viralizou nas redes sociais no mesmo ano. A imagem do cão é idêntica ao símbolo da moeda.

Com o tempo, a DOGE se tornou mais conhecida e ganhou mais visibilidade.

Apesar do contexto cômico, atualmente, a criptomoeda não é mais uma brincadeira. Aliás, ela passou a movimentar um grande capital de mercado.

Como você já sabe, um dos motivos disso foi o fato de Elon Musk ter postado comentários positivos em relação a Dogecoin em sua conta do twitter.

Mas essa não foi a única razão. Afinal, a Dogecoin oferece várias vantagens (que você verá ainda nesse artigo).


Como minerar Dogecoin?

Antes de nos aprofundarmos nesse assunto, é fundamental que você saiba o que significa mineração de criptomoedas.

A mineração de criptomoedas está envolvida no chamado blockchain, que é o sistema base para os ativos digitais.

O blockchain é um banco de dados com certificações que garantem a autenticidade da operação.

Ou seja, mineração é o processo que registra e valida as transações sem a necessidade de um controle central.

Os mineradores são profissionais que prestam um serviço para os usuários da rede. Esse trabalho exige o uso de equipamentos específicos, que consomem muita energia.

No caso da Dogecoin, o protocolo é o mesmo que acontece com o Bitcoin (BTC).

Os mineradores validam as transações que ocorrem dentro da blockchain do ativo digital. Validar as transações significa descobrir a solução matemática (hash) de alta complexidade.

Os profissionais são remunerados com as Dogecoins. É exatamente desse modo que são inseridos novos ativos digitais no mercado.


Quais são as principais vantagens da Dogecoin?

Investir em Dogecoins pode ser uma alternativa para diversificar a sua carteira de ativos.

O primeiro motivo, como você já sabe, é a possibilidade da compra de produtos em Dogecoin. Mas esse está longe de ser o único benefício oferecido pela cripto.

Um dos pontos de maior destaque é o menor tempo de transação, que acontece de forma eficiente e extremamente rápida. Alguns segundos são suficientes para concluir a transação.

Além disso, o volume de negociação do Bitcoin e de outras moedas mais conhecidas é muito alto, o que causa uma espécie de congestionamento. Por enquanto, isso não ocorre com a Dogecoin.

A criptomoeda continua relativamente acessível, principalmente se for comparada ao Bitcoin (BTC) ou a Ethereum (ETH). Sendo assim, é muito fácil adquirir Dogecoins e armazená-las nas suas carteiras digitais.

as melhores corretoras de criptomoedas

Conclusão

No ano de 2021, a Dogecoin era considerada um ativo de baixo valor.

Só que isso está mudando, pois após as declarações de Elon Musk, o preço da criptomoeda aumentou.

Porém, lembre-se de que estamos falando de um ativo volátil, que pode valorizar ou desvalorizar muito em pouco tempo. Por isso, é importante ter cautela e criar uma estratégia antes de investir em criptomoedas.