Tipos de títulos do Tesouro Direto: qual o melhor para investir?

Descubra quais são os tipos de títulos do Tesouro Direto!

Anúncios



Se você é um investidor mais conservador (que tem menos tolerância aos riscos), certamente já pesquisou sobre os principais tipos de títulos do Tesouro Direto.

Cartões mais recomendados

O Tesouro Direto é a plataforma do Tesouro Nacional utilizada para vender títulos públicos no Brasil.

Como as pessoas estão se interessando mais por investimentos, o número de brasileiros que querem investir nos títulos do tesouro aumentou consideravelmente nos últimos anos.

E se você é uma delas, está no lugar certo. No artigo de hoje, vamos explicar tudo sobre esse investimento de renda fixa e as opções de títulos do Tesouro Direto. Continue a leitura para saber mais.

tipos de títulos de tesouro direto

3 opções para escolher: quais são os tipos de títulos do Tesouro Direto?

Basicamente, são três modalidades para você considerar na sua estratégia de investimentos em renda fixa, com base nos seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Vamos, agora, entender as diferenças entre os títulos.


1. Tesouro prefixado

Anúncios


Os títulos prefixados permitem que o investidor saiba exatamente o valor da rentabilidade no momento da compra.

Ou seja, sua principal característica é a rentabilidade fixa, que apresenta uma taxa de juros com percentual que não sofre variação.

Dessa forma, se você escolher um título do Tesouro prefixado para fazer aportes, saberá o retorno que terá na data de vencimento da aplicação.

Dependendo do seu perfil de investidor e dos seus objetivos financeiros, os títulos prefixados podem valer muito a pena. Aliás, há vários pontos positivos que merecem ser destacados, como por exemplo:

• Saber exatamente a rentabilidade no momento da aplicação

• Fácil aplicação e resgate

Anúncios


• Baixo risco

Esses títulos costumam ser mais indicados quando há uma expectativa de queda nas taxas de juros. Desse modo, é mais fácil garantir uma rentabilidade atrativa com uma taxa prefixada.

Mas se a Selic está em alta e com perspectivas de se manter assim, pode ser mais interessante fazer investimentos no Tesouro Selic.

2. Tesouro Selic

O Tesouro Selic possui esse nome porque a sua remuneração está atrelada à taxa Selic.

Isso significa que ele é um investimento de rentabilidade pós-fixada.

É que nesse caso, o ganho depende do comportamento de um indicador, que como já falamos, é a Selic.

A Selic é o principal instrumento de política monetária utilizado pelo Banco Central (BC) para controlar a inflação.

A cada 45 dias, o Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne para definir o valor da taxa básica de juros do país.

Quando o objetivo é estimular a economia e o consumo, o COPOM tende a reduzir juros, fazendo com que assim, empréstimos e financiamentos fiquem mais baratos.

Por outro lado, quando há uma pressão inflacionária, o governo aumenta a taxa básica de juros como forma de controlar a inflação.

As principais vantagens dos títulos do Tesouro Selic são:

• Possui o menor risco em caso de venda antecipada

• É recomendado para quem quer criar a reserva de emergência

• É mais vantajoso para objetivos de curto prazo


3. Tesouro IPCA

A rentabilidade do Tesouro IPCA está atrelada à inflação, medida pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA.

Além do título ser indexado ao IPCA, também é adicionada uma taxa fixa para cada operação.

Ou seja, nesse caso, todos os títulos acompanham a variação da inflação e rendem uma taxa prefixada, que pode ser diferente entre eles. Portanto, é um título de renda fixa híbrido.

Dentre as principais vantagens dos títulos IPCA, podemos mencionar:

• Proteger o investidor das variações da inflação

• Garante uma rentabilidade acima da inflação

• É mais vantajoso para objetivos de médio e longo prazo

citação

Qual é o melhor título do Tesouro Direto?

Essa dúvida é muito comum entre os investidores iniciantes.

Afinal, qual dos títulos do Tesouro Direto é a melhor opção para a sua carteira de investimentos?

A princípio, o melhor “título” depende do seu perfil de investidor e dos objetivos financeiros.

Claro que a situação econômica também faz diferença. Por exemplo, quando há uma alta constante nos juros, os títulos prefixados não são a opção mais recomendada, pois a rentabilidade pode acabar sendo negativa se você fizer o resgate antes do prazo.

Também é importante considerar a inflação, que pode fazer com que você perca o seu poder de compra no longo prazo.

Sendo assim, se a intenção é proteger o seu capital de compra da inflação, principalmente no médio e longo prazo, o Tesouro IPCA é um investimento que protege o seu dinheiro da inflação.

É importante lembrar que o ideal é segurar o título até a data de vencimento, já que pode ocorrer o efeito de marcação a mercado.


Simulador do Tesouro Direto: como escolher o melhor título para investir?

Você sabia que é possível utilizar o simulador do próprio site para fazer uma análise dos títulos disponíveis?

Ao entrar na página, você vai se deparar com os títulos do Tesouro Direto, a rentabilidade de cada um deles e o valor mínimo de investimento.

Com algumas informações, você já consegue ter uma previsibilidade do quanto a sua aplicação vai render em um determinado período.

Clique aqui para acessar o simulador.


Como é a tributação do Tesouro Direto?

O Tesouro Direto tem incidência do Imposto de Renda.

Mas ele incide somente sobre o rendimento do período da aplicação, não sobre o valor total investido.

A tributação ocorre da mesma forma que em outros investimentos de renda fixa.

O IR segue a tabela regressiva.

Portanto, os seus investimentos nos títulos do Tesouro Direto, sofrem a seguinte cobrança:

• Até 180 dias: 22,5%

• Entre 181 e 360 dias: 20,0%

• Entre 361 e 720 dias: 17,5%

• Acima de 720 dias: 15,0%

Além do IR, o Tesouro tem incidência do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Porém, a incidência ocorre somente nos primeiros trinta dias da aplicação.

6 vantagens de investir no tesouro direto

Conclusão

Agora você já sabe quais são os principais títulos do Tesouro Direto e as características de cada um.

Aliás, mesmo com o Imposto de Renda, essa aplicação de renda fixa oferece rendimentos mais vantajosos do que a poupança.

Portanto, o Tesouro Direto é uma ótima opção para quem prioriza liquidez, segurança e boa rentabilidade!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu