Simulador de Amortização Caixa: veja como usar passo a passo

A Caixa possui um simulador de amortização online que pode ser usado facilmente para que você possa conhecer as condições de amortização antes de realmente dar andamento ao processo.

Anúncios

Mas você sabe como utilizar? Nós vamos te ensinar mais sobre o assunto e como é fácil usar o simulador.

simulador de amortização caixa

O que é amortização?

A amortização é um processo feito para redução de uma dívida, até que ela seja completamente extinta. Porém, esse sentido pode mudar de figura caso estejamos falando de dívidas muito grandes, geralmente de financiamentos ou empréstimos.

Nesse caso, a amortização ganha o sentido de: processo do pagamento gradual de uma dívida, ou seja, ela vai sendo paga ao longo do tempo.

Quando contratamos um empréstimo ou financiamento, geralmente o valor total a ser pago é dividido em parcelas, que podem ser mensais, trimestrais ou anuais.

Cada uma delas com uma parte do valor da dívida total e uma porcentagem do juros ou outras taxas acordadas na hora da contratação.

E o ato de ir pagando as parcelas é a amortização, então ela acontece à medida que os pagamentos são feitos.

Anúncios

O objetivo da amortização é liquidar gradualmente a dívida até que o valor principal seja completamente pago. Ao fazer os pagamentos de acordo com o prazo, você cumpre com suas obrigações financeiras e vai reduzindo o que deve.

E a amortização é algo que pode ser calculado de diferentes maneiras, tudo vai depender das condições do seu empréstimo ou financiamento.

Além de diferentes cálculos, também existem tipos variados de amortização, e cada um possui suas próprias características.

Como usar o simulador?

Para começar a explicar como utilizar o simulador de amortização Caixa, é necessário saber que para ter acesso a ele é preciso que cumpra os seguintes requisitos:

  • Tenha o aplicativo Habitação CAIXA no seu celular;
  • Tenha imóvel financiado pela Caixa.

Então, se você já tem um imóvel financiado pela Caixa Econômica Federal, basta baixar o app e se cadastrar, caso contrário não será possível utilizar o simulador.

Mas depois de acessar o aplicativo, você pode adicionar o valor de amortização, e nele selecionar o prazo ou prestações para ver como ficará a situação da amortização do seu financiamento.

E se você não tem o aplicativo, muitos sites na Internet oferecem uma calculadora de amortização para que seja possível fazer o cálculo aproximado e ter o resultado.

Por que usar o simulador

Se você tem ou pretende ter um financiamento pela Caixa Econômica Federal, vai descobrir que o simulador de amortização Caixa pode ser muito importante.

Ele permite que se tenha uma visão mais ampla e detalhada sobre as condições do seu empréstimo ou financiamento, auxiliando na tomada de decisões e no seu planejamento a longo prazo.

Uma das principais vantagens de utilizar o simulador de amortização da Caixa é a possibilidade de conhecer previamente o valor das parcelas, o saldo devedor e a evolução do financiamento ao longo do tempo.

Tipos de amortização

Para entender completamente sobre amortização, não podemos deixar de falar sobre os seus tipos e formas de cálculo diferentes.

Vamos conhecê-los:

Sistema Francês

O sistema Francês, também conhecido como Tabela Price, é um sistema em que os valores são constantes, ou seja, desde o momento da contratação até o final do seu financiamento, as parcelas terão o mesmo valor.

Nesse caso, os juros são pré fixados, então o valor da parcela vai ser o mesmo em todos os pagamentos feitos.

Por exemplo, se a sua primeira parcela for de R$1 mil reais, ela vai continuar sendo até o último pagamento feito para o banco.

Sistema de amortização constante

Também chamado de SAC, esse sistema é regido pelas tabelas de juros pós-fixadas.

O que significa que o valor das parcelas durante a vigência dos pagamentos vai ser o mesmo, mas o valor dos juros não.

A tendência é que as taxas de juros sejam maiores no começo, então podemos dizer que no SAC você começa pagando mais caro, e termina pagando parcelas menores.

É uma opção bem atraente para quem quer ter mais previsibilidade no seu pagamento e pretende pagar menos depois de um certo período.

Sistema de amortização misto

O sistema misto (SAM) como o próprio nome já diz é a mistura de dois outros: o sistema Price e o SAC.

No sistema Price as parcelas possuem sempre o mesmo valor, enquanto no SAC elas vão diminuindo com o tempo, mas você começa pagando pelo mais alto.

O sistema misto faz uma média do cálculo das prestações dos dois sistemas, SAC e Price.

No SAM, as primeiras parcelas têm valores maiores, pois são compostas por uma parte referente aos juros e outra parte referente à amortização do principal.

Essa parte de amortização é calculada utilizando o Sistema Price, que proporciona parcelas fixas ao longo do período inicial.

Qual escolher?

A escolha da amortização adequada vai depender de fatores diferentes e de uma análise crítica sobre as suas necessidades, preferências e seu panorama financeiro.

E é claro, você precisa analisar também cada um dos sistemas diferentes e entender quais são os seus benefícios.

O sistema Price, possui parcelas fixas durante todo o período de pagamento, então se você quer algo mais previsivel para se programar financeiramente todos os meses, ele seria o ideal.

Já no sistema SAC, as parcelas são decrescentes, isso porque as parcelas são constantes e fixas, enquanto o juros vai decaindo com o tempo por ser pós fixado. Ele acaba sendo mais vantajoso para atingir seus objetivos a longo prazo.

Enquanto o SAM oferece parcelas fixas no começo, mas que vão decaindo com o tempo, ele traz uma estabilidade no começo e a redução gradual pode auxiliar em uma certa liberdade financeira.

Mas mais do que conhecer os sistemas é necessário saber a sua capacidade financeira de lidar com as parcelas, o objetivo que você tem em curto e longo prazo, suas preferências e as condições oferecidas pelo banco.

Agora que você entende mais sobre o assunto é possível tomar decisões melhores e mais assertivas sobre a amortização.