Saiba como desenvolver a inteligência financeira em 6 passos

Desenvolver a inteligência financeira é fundamental para ter mais tranquilidade e segurança

Anúncios



Desenvolver a inteligência financeira é um conceito que vai muito além de ter dinheiro na conta do banco. 

Cartões mais recomendados

É a habilidade de lidar com as finanças de forma controlada e equilibrada, de modo que seja possível manter a segurança financeira tanto no curto quanto no longo prazo.

Geralmente, quem está dando os primeiros passos para desenvolver a inteligência financeira, acha que apenas economizar é suficiente. Mas na verdade, não é bem assim.

Nesse artigo, falaremos um pouco mais sobre essas habilidades e como desenvolvê-las. Continue a leitura para saber mais sobre inteligência financeira.


O que é inteligência financeira?

Inteligência financeira é a capacidade de gerir as próprias finanças e controlar o dinheiro de forma mais assertiva.

É sobre ter sabedoria na hora de lidar com o dinheiro: investir certo, consumir de maneira equilibrada, criar um fundo de emergência, pagar as contas, evitar o comprometimento de renda e conseguir poupar para realizar metas.

Anúncios


A inteligência financeira é crucial para você ter sucesso na relação com o seu orçamento. 

É importante lembrar que essa habilidade não significa se privar dos bons momentos da vida para guardar dinheiro, mas sim, aprender a controlar as finanças para que seja possível realizar objetivos financeiros sem criar dívidas.

Saiba como desenvolver a inteligência financeira em 6 passos

Como desenvolver a inteligência financeira?

Agora que você já sabe o que é inteligência financeira, está na hora de saber como desenvolvê-la. Confira o passo:


1. Tenha um orçamento e controle os seus gastos

O primeiro passo é conhecer a sua situação financeira.

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas não sabem o quanto gastam por mês com as despesas mensais.

Obviamente, esses custos podem variar de um mês para o outro. Contudo, é fundamental que você saiba o quanto dos seus ganhos está indo para o pagamento de despesas essenciais e não essenciais.

Anúncios


Um bom instrumento para isso é o orçamento pessoal. Você pode fazer uma planilha ou baixar um aplicativo de finanças para analisar melhor os seus ganhos e gastos.

Desse modo, você conseguirá saber exatamente de onde o seu dinheiro vem e para onde ele vai.


2. Poupe assim que receber

O hábito de poupar é essencial para ter mais tranquilidade em momentos de imprevistos financeiros.

Você não precisa guardar todo o dinheiro que ganha. Obviamente, uma parte do seu salário, ou dos seus rendimentos (caso você tenha renda passiva) pode ser usada para o seu lazer.

Entretanto, o hábito de poupar uma parte do seu salário, vai evitar dívidas, que além de prejudicarem o seu orçamento, trazem muita preocupação.

Defina um valor mensal para guardar. Não importa se estamos falando de uma quantia grande ou pequena – faça o que é possível no momento.

O importante é criar o hábito de poupar. Dessa forma, você vai conseguir criar uma reserva de emergência e ter mais facilidade para realizar objetivos financeiros.


3. Corte gastos supérfluos

Use seu dinheiro de forma inteligente e saiba definir prioridades financeiras.

Gastar dinheiro que não está sobrando com coisas que você não precisa vai te trazer preocupação, dívidas e descontrole financeiro.

Para evitar que isso aconteça, é fundamental que você tenha uma relação saudável com o seu consumo e controle os impulsos.

Quem quer desenvolver a inteligência financeira precisa saber que vale a pena abrir mão de gastos que não acrescentam em muita coisa na vida.

É melhor guardar e investir esse dinheiro para realizar sonhos no futuro e, também, ter mais tranquilidade na hora que um imprevisto surgir.

citação

4. Invista o seu dinheiro

Como acabamos de falar, criar o hábito de poupar é essencial para você ter mais segurança financeira.

Mas só guardar dinheiro não adianta, principalmente se você está pensando no longo prazo. O motivo? A inflação.

Se você guardar o seu dinheiro e deixá-lo parado na poupança, com o tempo, você vai perder poder de compra.

Por isso, o ideal é que além de poupar, você comece a investir.

Invista uma parte do dinheiro poupado para gerar rendimentos. Aliás, você sabia que a inteligência financeira é essencial nesse quesito?

Para começar a investir, é fundamental que você saiba qual é o seu perfil de investidor e trace objetivos financeiros.

Além disso, é necessário estudar sobre o mercado financeiro e ficar de olho nas principais tendências, para que assim, você faça escolhas mais vantajosas e que te proporcionem bons lucros.


5. Leia e estude sobre finanças

Você já sabe que para investir, é essencial estudar sobre o mercado financeiro e acompanhar as notícias.

Mas não se esqueça dos livros sobre finanças. Afinal, há muitas obras de qualidade desenvolvidas por especialistas no assunto.

Para te ajudar, criamos uma pequena lista com ótimas opções de livros que vão te ajudar a aumentar a sua inteligência financeira, controlar o orçamento e a aprender a investir:

Dentre algumas opções, podemos citar:

• O homem mais rico da Babilônia (George S. Clason)

• 100 coisas que milionários fazem (Nigel Cumberland)

• Os Segredos da Mente Milionária (Harv T. Eker)

• Pai Rico, Pai Pobre (Robert Kiyosaki)

• A mente acima do dinheiro (Brad Klontz)

• O investidor inteligente (Benjamin Graham)

• Eu vou te ensinar a ser rico (Ben Zruel)

• O milionário mora ao lado – Os surpreendentes segredos dos ricaços americanos (Thomas J. Stanley e William D. Danko)

• Os Axiomas de Zurique (Max Gunther)


6. Fique de olho no tempo

Você certamente já ouviu a frase “tempo é dinheiro”.

Apesar de ser uma frase bem comum no nosso cotidiano, muitas pessoas ignoram a relação entre tempo e dinheiro.

Mesmo as pequenas aplicações tendem a crescer em razão do poder dos juros compostos. E saber disso vai te ajudar a realizar objetivos dentro do prazo determinado, ou até antes.

Além disso, pensar no tempo e na sua relação com o dinheiro é uma excelente forma de evitar os gastos compulsivos!

6 mentiras que te contam sobre o dinheiro

Conclusão

Para desenvolver a inteligência financeira, é fundamental controlar os gastos e entender sobre investimentos.

Torne o seu orçamento pessoal um aliado, defina objetivos financeiros e controle os seus gastos de um modo que os seus ganhos sejam usados em coisas realmente importantes para você!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu