Renda fixa ou fundos de investimento? Qual a melhor escolha para iniciantes?

Renda fixa ou fundos de investimento: qual a diferença?

Anúncios



Uma das dúvidas mais comuns dos investidores iniciantes, está em relação a melhor modalidade de aplicação: renda fixa ou fundos de investimento.

Cartões mais recomendados

Antes de qualquer coisa, é importante você saber que os investimentos são divididos em três grandes grupos: renda fixa, renda variável e fundos de investimento.

Cada uma dessas modalidades de investimento tem suas vantagens e desvantagens.

Para você entender a diferença entre renda fixa ou fundos de investimentos, vamos explicar as principais características de cada um.

Dessa forma, com base no seu perfil de investidor e objetivos financeiros, você poderá descobrir qual a melhor opção para a sua carteira! 

Quer saber mais? Então continue a leitura!

renda fixa ou fundos de investimento?

O que é renda fixa?

Anúncios


A renda fixa é um tipo de investimento no qual as pessoas já conhecem ou podem prever a rentabilidade, antes mesmo de realizar a aplicação.

Como é uma opção segura e com menos riscos, a renda fixa é recomendada para os investidores iniciantes e conservadores, ou seja, aqueles que colocam a segurança do seu patrimônio acima da rentabilidade.

Há diversos tipos de aplicações em renda fixa. Elas são caracterizadas por rentabilidade, valor mínimo de investimento, liquidez, risco, entre outros.

Os investimentos em renda fixa, basicamente, funcionam como um empréstimo do seu dinheiro para o emissor, que pode ser o governo, um banco ou uma empresa, por exemplo.

Em troca, na data acordada, você recebe uma taxa de rentabilidade fixa, definida no momento da contratação.


Quais os principais produtos de renda fixa?

Como falamos, há várias aplicações em renda fixa.

Anúncios


Cada uma delas possui determinadas vantagens e características. Conheça um pouco mais sobre as opções mais comuns do mercado:


Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional do Brasil em que são vendidos títulos públicos federais para pessoas físicas.

Há três grupos de títulos públicos à venda no Tesouro Direto:

• Tesouro prefixado

• Tesouro Selic (título pós-fixado)

• Tesouro IPCA (título híbrido)


Certificado de Depósito Bancário (CDB)

O CDB é um empréstimo que o investidor faz para o banco.

Ele funciona de forma semelhante ao Tesouro Direto. A diferença é que aqui, você emprestará seus recursos para uma instituição privada.

Esses tipos de papéis também são prefixados, pós-fixados ou híbridos.


LCI e LCA

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são dois tipos de investimento em renda fixa isentos de Imposto de Renda.

Os papéis são emitidos por instituições financeiras privadas.

citação

O que é fundo de investimento?

Os fundos são uma espécie de “condomínio” de investidores.

Ou seja, estamos falando de uma modalidade de aplicação financeira coletiva. Isso significa que os fundos reúnem os recursos de diversos investidores.

Cada integrante adquire uma cota e paga uma mensalidade para a administração, além de seguir as regras preestabelecidas.

A regulamentação desse investimento é feita pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Por esse motivo, antes de investir o seu dinheiro, é necessário ter certeza de que o fundo está listado no site do órgão.

Além de ter acesso a vários ativos em um único portfólio, você tem a praticidade de contar com um profissional especializado para fazer a gestão do investimento.

Uma das vantagens disso, é que os custos tendem a ser mais vantajosos, já que são divididos entre todos os cotistas.


Quais os principais fundos de investimento?

A seguir, listamos alguns dos principais fundos de investimento do mercado:


Fundos de ações

Um fundo de investimento em ações, investe a maior parte de seus recursos em ações e opções de ações.

Isso significa que o administrador do fundo está sempre acompanhando a bolsa de valores, para comprar e vender títulos de acordo com a situação do momento.


Fundos imobiliários

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs), como o nome já diz, priorizam o setor imobiliário.

Ou seja, quem investe em Fiis, aplica o dinheiro em imóveis, principalmente em edifícios comerciais e shoppings. 


Fundos de renda fixa

Os fundos de renda fixa captam recursos através da venda de cotas e aplicam em uma carteira de ativos de renda fixa.

Esse tipo de fundo deve aplicar pelo menos, 80% do patrimônio em ativos financeiros atrelados à variação da Selic e/ou índices de preços (como o IPCA ou o IGP-M).


Qual a diferença entre renda fixa ou fundos de investimento?

Ao adquirir um título de renda fixa, você está, na verdade, fazendo um empréstimo para a instituição financeira ou para o governo.

Na data definida, você receberá o seu dinheiro de volta acrescido de juros.

Isso significa que você irá saber a rentabilidade e o prazo do investimento já durante a contratação.

Já os fundos de investimento funcionam de uma forma diferente. Os investidores irão adquirir cotas e receber o rendimento de acordo com a política do fundo (cada um deles tem seu próprio regulamento).

Ao entrar em um fundo, o cotista terá acesso a uma carteira diversificada.

Os recursos serão direcionados de acordo com as decisões da equipe do fundo, e, portanto, você não sabe qual é a rentabilidade.

Os produtos de renda fixa, geralmente, são protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) ou pelo Tesouro Nacional, no caso dos títulos públicos.

Já os fundos de investimento não possuem a garantia do FGC. Mas isso não quer dizer que eles não sejam seguros. Afinal, os recursos dos fundos não se misturam com os recursos da gestora ou administradora.

Por isso, caso a gestora quebre (o que é algo raro), os investidores podem se reunir para trocar de gestor.

Antes de fazer aplicações em fundos, é importante analisar o gestor, histórico de rentabilidade e, claro, as taxas cobradas. Dessa forma, você saberá se o investimento em questão está alinhado com o seu perfil.

6 dicas para investidores iniciantes

Conclusão

Renda fixa ou fundos de investimentos: qual a melhor opção?

A verdade é que esses dois grandes grupos de investimentos possuem determinadas vantagens.

Além disso, se você quiser diversificar a carteira, pode fazer aplicações tanto em produtos de renda fixa quanto em fundos de investimentos.

Mas antes de realizar qualquer investimento, é importante traçar objetivos financeiros, criar uma estratégia e, claro, conhecer o seu perfil de investidor. 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu