Renda fixa e renda variável: quais são as principais opções?

Quais são os melhores investimentos em renda fixa e renda variável?

Anúncios



A renda fixa e renda variável são classificações de investimento.

Cartões mais recomendados

Cada uma dessas categorias tem suas próprias características e vantagens. Por esse motivo, muitos investidores iniciantes, ficam em dúvidas em relação ao melhor tipo de aplicação.

Afinal, será que é melhor investir em renda fixa ou renda variável?  Qual opção é mais rentável?

Para você entender melhor sobre o assunto, continue a leitura.

renda fixa e renda variável quais são as principais opções?

O que é renda fixa?

A renda fixa é uma classe de investimentos em que a rentabilidade do título é definida no momento da contratação.

Ou seja, ela apresenta regras sobre a remuneração da aplicação no momento do aporte.

Anúncios


Ao comprar um título de renda fixa, você está basicamente emprestando o seu dinheiro para alguém – que nesse caso, pode ser o governo, o banco ou uma empresa.

Em troca, na data definida, você receberá novamente o capital investido acrescido de juros.

Existem três cálculos de rentabilidade mais comuns, que podem ser:

• Papéis prefixados: nesse caso, no momento da contratação, o investidor saberá exatamente o quanto vai receber na data de vencimento. Isso significa que independentemente de qualquer mudança no mercado, o rendimento será o mesmo.

• Papéis pós-fixados: o título pós-fixado é vinculado a um indexador da economia, como a Selic. Ou seja, o investidor não sabe exatamente o quanto vai receber na data de vencimento, já que os indicadores sofrem variações ao longo do tempo.

• Papéis híbridos: a rentabilidade é composta por uma parte fixa e outra variável.


Quais são os principais investimentos de renda fixa?

Anúncios


Agora que você já sabe o que é renda fixa, está na hora de conhecer os principais produtos financeiros que se encontram nessa categoria:


Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a B3 para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas.

Lançado em 2002, o programa surgiu com o objetivo de facilitar o acesso aos títulos públicos.

Atualmente, com menos de R$ 40, já é possível investir no Tesouro Direto.


Certificado de Depósito Bancário (CDB)

O CDB é um dos investimentos de renda fixa mais conhecidos no mercado.

Ele funciona de uma forma muito parecida com o Tesouro Direto.

A diferença é que ao comprar um CDB, você está emprestando o seu dinheiro para o banco.

Existem vários tipos de CDB, e cada um possui uma característica bem particular.

Portanto, antes de investir nesse produto de renda fixa, é importante que você saiba exatamente qual é o cálculo de rendimento, liquidez, prazo de vencimento e valor mínimo de aplicação.

citação

LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são dois investimentos de renda fixa isentos de Imposto de Renda.

A diferença entre as duas letras de crédito, basicamente, é que a LCI é um título lastreado em crédito imobiliário. Já a LCA, tem o objetivo de captar recursos para o agronegócio.

Esse investimento é muito procurado por quem está em busca de aplicações seguras e que oferecem um rendimento próximo ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI).


O que é renda variável?

A renda variável é uma classe de investimento que não garante nem um ganho nem a devolução fixa dos valores aplicados.

Portanto, não é possível obter uma previsão de retorno.

Ao contrário das aplicações em renda fixa, os investimentos em renda variável são mais voláteis.

Por conta da volatilidade e risco, os investimentos em renda variável são indicados para os perfis mais arrojados – investidores que são estão dispostos a correr mais riscos em troca de uma alta rentabilidade, principalmente no longo prazo.

A vantagem desse investimento, apesar das incertezas, é que os ganhos podem ser maiores do que na renda fixa.


Quais são os principais investimentos de renda fixa?

Os investimentos de renda variável possuem algumas características em comum.

Entretanto, eles se diferem em relação ao risco, funcionamento e retorno.

Veja quais são os principais investimentos dessa categoria:


Ações

As ações representam uma fração do capital social de uma empresa.

Sendo assim, quem compra uma ação na Bolsa de Valores, está levando uma pequena parte de um negócio e passa a ser chamado de acionista minoritário.

O valor de uma ação pode subir ou cair de acordo com o interesse dos investidores.


Fundos de ações

Os fundos de ações têm como objetivo investir no mercado acionário.

É um ótimo investimento para quem deseja fazer aplicações de forma indireta na bolsa, ou seja, em ações de companhias disponíveis no pregão, mas sem se preocupar com a gestão da carteira.

De acordo com a regulamentação da Comissão de Valores Imobiliários (CVM), só é possível classificar um fundo de ações quando 67% do valor das cotas pertence às ações.


Fundos imobiliários

Os Fundos Imobiliários (FII) são fundos de investimento destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários.

Basicamente, é um tipo de “condomínio” de investidores, que reúnem seus recursos financeiros para aplicar de forma conjunta no mercado imobiliário.

Ao contrário de outros tipos de fundos, os Fiis preveem a distribuição de rendimentos na forma de dividendos.


Renda fixa ou renda variável: qual é a melhor opção?

Os ativos de renda fixa possuem risco muito menor do que os da renda variável.

Além disso, a maioria dos títulos conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) ou com a garantia do Tesouro Nacional, que é o caso dos títulos públicos.

Já a renda variável, apesar dos riscos envolvidos, oferece um potencial de retorno maior do que outros tipos de investimentos.

Portanto, não dá para dizer qual é o melhor investimento, já que ambos possuem determinadas vantagens e características!

principais dúvidas de quem quer começar a investir

Conclusão

Agora você já sabe o que é renda fixa e renda variável.

Para aumentar as oportunidades e diluir os riscos, o ideal é que antes de investir, você faça uma análise do seu perfil de investidor, dos seus objetivos financeiros, potencial de retorno, riscos envolvidos e prazo para resgate.

Assim, será mais fácil encontrar boas oportunidades e aumentar os seus ganhos! 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu