Investir em fundos de inflação: o que é e como funciona?

Saiba como e quando investir em fundos de inflação!

Anúncios



Será que vale a pena investir em fundos de inflação?

Cartões mais recomendados

Esses fundos utilizam o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) como indicador de rendimento dos títulos que compõem o fundo.

Quando a inflação está alta, eles são uma boa alternativa para proteger o seu patrimônio.

É que dependendo do momento econômico, os fundos de inflação apresentam retornos bem atraentes.

Para entender melhor sobre o assunto e saber se esse tipo de investimento é uma boa opção para a sua carteira, continue a leitura.

Quando investir em fundos de inflação?

O que são fundos de inflação?

Resumidamente, os fundos de inflação (também chamados de fundos IMA-B) são alternativas de investimento em renda fixa cujo desempenho está atrelado à inflação.

Anúncios


Ao passo que os fundos de renda fixa mais conservadores utilizam o CDI como indicador de referência, os fundos de inflação têm como referência o índice IMA-B.

Para você entender melhor como os fundos funcionam, é necessário, em primeiro lugar, saber o que é IMA-B.

Pois bem, o IMA-B é o índice que acompanha títulos atrelados à inflação.

Aliás, é esse índice que você deve consultar para entender o rendimento dos títulos Tesouro IPCA+, já que sua carteira é formada por esses títulos que acompanham a variação do IPCA e uma taxa de juros prefixada.

O Tesouro IPCA+ é um dos três grupos de títulos do Tesouro Direto.

E é por esse motivo que os fundos de inflação normalmente apresentam um resultado bem semelhante aos títulos emitidos pelo governo.

Anúncios


Entretanto, apesar de ser um investimento em renda fixa, é necessário lembrar que esse investimento é um pouco mais volátil, ou seja, é um pouco mais arriscado. Além disso, a marcação a mercado é vista com mais intensidade nos títulos Tesouro IPCA.


Quais são os tipos de fundos de inflação?

Existem vários tipos disponíveis no mercado.

Contudo, a grande maioria deles se enquadra em uma dessas duas categorias:

• Fundos de IMA-B 5

• Fundos de IMA-B 5+

Os fundos IMA-B 5 investem em títulos de prazo menor que cinco anos. Já os fundos IMA-B 5+ contam com títulos com vencimento superior a 5 anos.

Quanto maior for o prazo do vencimento do título, maior será a oscilação.

Isso significa que os fundos de IMA-B 5+ estão sujeitos a uma volatilidade maior. Porém, isso até pode ser vantajoso.

É que apesar da volatilidade, esses fundos também oferecem uma boa rentabilidade para os investimentos de longo prazo.


Investir em fundos de inflação: como funciona?

Normalmente, os investidores se interessam mais pelos fundos de inflação, quando a taxa Selic está baixa.

Atualmente, tanto a inflação quanto a Selic estão em alta.

Os fundos de inflação são procurados quando a Selic (taxa básica de juros) está baixa, porque eles proporcionam uma rentabilidade um pouco mais alta do que os fundos considerados conservadores.

Basicamente, quando a taxa de juros sobe, o preço dos títulos cai.

Ou seja, se a taxa estiver em queda, os fundos apresentam resultados positivos para os investidores.

citação

Quais as principais vantagens de investir em fundos de inflação?

Assim como qualquer outro investimento, os fundos de inflação apresentam determinadas vantagens e desvantagens.

Antes de aplicar o seu dinheiro, é importante entender os riscos, as oportunidades de rendimento, os prazos, as tendências do mercado e muito mais.

Além disso, também é importante entender o seu perfil de investidor e traçar objetivos financeiros ( de curto, médio e longo prazo).

Assim, as chances de obter um bom retorno, aumentam consideravelmente.

Veja as principais vantagens de investir em fundos de inflação:


1. Proteção do poder de compra

Você sabia que a inflação corrói o seu dinheiro?

Ou seja, ela faz com que o seu dinheiro desvalorize.

Isso significa que para proteger o seu patrimônio e não “perder” o seu dinheiro para a inflação, é importante aplicar o seu capital em investimentos que mantém o poder de compra ao longo do tempo.

E em momentos de inflação alta , esses fundos protegem o seu patrimônio financeiro do aumento contínuo de preços.


2. Liquidez

Liquidez é a capacidade que um investimento tem de ser transformado em dinheiro.

O seu dinheiro pode ser aplicado em investimentos com maior liquidez (que podem ser resgatados de forma rápida) ou de menor liquidez (o dinheiro fica “preso” até o vencimento acordado).

Se você quer construir a sua reserva de emergência, ou então, acha que pode precisar do dinheiro antes da chegada da data de vencimento, deve procurar por investimentos de alta liquidez.

Desse modo, poderá retirar o dinheiro quando desejar.

E essa é uma das principais vantagens de investir em fundos de inflação.

Como nesse caso, há uma liquidez maior, você poderá resgatar o dinheiro quando quiser, até mesmo antes do prazo de vencimento estipulado pelos títulos do Tesouro Direto.


3. Diversificação de patrimônio

Um investidor mais experiente sabe que diversificar a carteira de ativos é essencial.

Isso não significa que você deve fazer muitas aplicações ao mesmo tempo. Afinal, não basta apenas investir – é preciso criar uma estratégia de investimentos e monitorar as suas aplicações de forma frequente.

Por esse motivo, você não deve diversificar apenas por diversificar, já que isso pode fazer com que você perca o controle dos seus investimentos.

Entretanto, deixar todo o seu capital em uma única aplicação é muito arriscado, além de fazer com que você perca boas oportunidades no mercado financeiro.

Embora os fundos de inflação sejam de renda fixa, eles têm um perfil diferente e ajudam a diversificar a sua carteira.


Quais os riscos de investir em fundos de inflação?

Os fundos de inflação são investimentos um pouco mais arriscados do que as outras aplicações de renda fixa.

É que a inflação não pode ser totalmente regulada.

A volatilidade é maior em fundos de longo prazo, já que quanto maior for o período, maior é a incerteza em relação ao comportamento do índice.

o que você precisa saber sobre o tesouro ipca+

Conclusão

Sabendo como funcionam os fundos de inflação, o potencial de rentabilidade e os riscos envolvidos, já se torna possível pensar em incluir esse investimento na sua carteira!

Antes de tomar qualquer decisão, avalie com cuidado o seu perfil de investidor, os seus objetivos financeiros, a atual situação econômica e as principais tendências do mercado.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu