Fundos de ações: dicas para escolher

Os fundos de ações são uma possibilidade de investimento em renda variável

Anúncios



A volatilidade que tomou conta do mercado brasileiro nos últimos meses está sendo considerada um desafio para os gestores de desempenho dos fundos.

Cartões mais recomendados

A retomada econômica, a alta na inflação, o valor do dólar e os problemas políticos, pesaram sobre a bolsa de valores e, obviamente, sobre os juros.

Contudo, é importante lembrar que sempre é possível ter resultados positivos, ainda mais se você criar uma estratégia de longo prazo.

Dentre os fundos de ações, se destacam as carteiras focadas no stock picking, isto é, uma técnica que consiste em comprar papéis de companhias que têm mais chances de superar a média esperada para o mercado de ações.

Para você entender mais sobre o assunto e saber como escolher fundos de ações adequados para a sua estratégia de investimentos, continue a leitura.

qual o melhor fundo de ações

Fundos de ações em 2021

Em primeiro lugar, é importante lembrar que há vários fundos de ações que apresentaram boa rentabilidade no ano de 2021.

Anúncios


Além disso, tão importante quanto escolher um fundo de ações que apresenta alta rentabilidade, é escolher aquele que mais se adequa aos seus objetivos, perfil de investidor e situação financeira atual.

O que são fundos de ações?

O principal objetivo dos fundos de ações é investir o dinheiro das cotas na bolsa de valores, principalmente nas ações de empresas que estão disponíveis no pregão da bolsa.

Para um fundo ser classificado como de ações, se os gestores investirem, pelo menos, 67% do valor das cotas em ações.

O gestor deve sempre seguir as regras aplicadas para a categoria do fundo e, obviamente, os regulamentos do próprio fundo.

Nos fundos ativos, pode haver a cobrança de taxa de performance quando o desempenho do fundo supera o do índice de referência.

Como escolher um bom fundo de ações?

Você já sabe quais são os melhores fundos de ações para investir.

Anúncios


Mas para criar uma estratégia de sucesso e aumentar seu patrimônio, é preciso levar alguns fatores em conta.

Por esse motivo, criamos uma lista com o passo a passo para você escolher as melhores opções:


1. Defina a sua tolerância ao risco

Para escolher o melhor fundo de ações de 2021 de acordo com o seu perfil de investidor, é importante definir a sua tolerância ao risco.

Como os fundos de ações são considerados investimentos de renda variável, eles são indicados para pessoas com um perfil mais agressivo, ou seja, aquelas que estão dispostas a correr mais riscos.

Mas se você tem um perfil conservador ou moderado, também pode começar a investir em fundos de ações. Afinal, é mais uma opção para diversificar a sua carteira de ativos e assim, aumentar o lucro.

A vantagem dos fundos de ações é que apesar dos riscos, a rentabilidade costuma ser alta. Por isso, é preciso criar um equilíbrio entre o risco e as suas expectativas de ganho.


2. Aplicação mínima

Também é necessário saber qual o valor mínimo que você deve aportar na primeira aplicação.

Esse valor varia de acordo com o risco de carteira e nível de sofisticação.

Há fundos de ações que exigem aplicações iniciais bem baixas e, por esse motivo, atraem investidores que ainda não possuem um grande capital para começar a investir.

Contudo, as carteiras mais sofisticadas exigem um valor elevado, que em algumas situações, podem chegar até R$ 50 mil.


3. Performance e rentabilidade

De fato, a rentabilidade não é o único fator que deve ser levado em conta na hora da escolha de um fundo de ações.

Mas como o objetivo é ter lucro, é natural que os investidores priorizem a rentabilidade.

Nesse caso, para fazer uma boa escolha, é importante analisar o histórico de desempenho do fundo.

Rentabilidade passada não significa retorno no futuro. Entretanto, essa análise ajuda a identificar a forma como a carteira se comporta em diferentes cenários econômicos.

Não caia no erro de analisar apenas os últimos meses. É necessário acompanhar períodos maiores. Se possível, desde a criação do fundo.

4. Custos envolvidos

O custo de investir em fundos de ações também deve ser levado em conta.

Afinal, eles podem comprometer os seus rendimentos. Por isso, não invista em um fundo sem que você realmente saiba quais são todos os custos envolvidos.

Como eles são gerenciados por um profissional responsável por esse trabalho, os fundos de ações cobram taxas dos investidores.

A principal taxa é a de administração. Mas também há outras taxas que podem ser cobradas, como a de performance.


5. Gestão ativa e passiva

Os fundos de ações são classificados em dois grandes grupos, de acordo com o modo que o gestor profissional escolhe as ações da carteira.

Eles podem ser considerados de gestão ativa ou gestão passiva. Veja as diferenças:

• Gestão ativa: em um fundo de ações com gestão ativa, o gestor responsável tem mais liberdade para definir os papéis que vão compor a carteira. Além disso, ele também pode mudar a composição sempre que encontrar oportunidades mais lucrativas.

• Gestão passiva: esses fundos acompanham a rentabilidade do benchmark, que pode ser um índice ou uma ação específica.

Nos fundos de gestão passiva, o trabalho de gestor é mais operacional. Por isso, as taxas cobradas costumam ser menores.


6. Liquidez

A liquidez deve ser sempre avaliada antes de aplicar o seu dinheiro em um tipo de investimento.

Afinal, pode ser que você precise fazer o resgate das cotas antes do previsto e, por isso, se escolher um fundo de ações com baixa liquidez, poderá ter dificuldades de receber os recursos novamente.

Imagine um fundo com data de conversão em D+3. Isso mostra que o cálculo do valor das cotas utilizado como base para o pagamento, ocorrerá em três dias úteis após o dia de solicitação de resgate.

Contar com a ajuda de um profissional especializado (pessoas físicas ou jurídicas previamente autorizadas pela CVM) é muito importante para você criar uma estratégia de investimentos mais alinhadas aos seus objetivos e entender melhor as características de cada fundo de ações.

qual o melhor fundo de ações

Conclusão

O melhor fundo de ações é aquele que está mais alinhado com os seus objetivos financeiros, realidade atual, apresenta alta rentabilidade e claro, também compensa nos outros fatores!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu