Quais são os principais tipos de holding? Entenda!

Saiba quais são os principais tipos de holding e o que isso significa!

Anúncios



Você já ouviu falar nos principais tipos de holding?

Cartões mais recomendados

Basicamente, uma holding é uma sociedade que participa de outras sociedades através de cotas ou ações em seu capital social.

Mas afinal, como elas funcionam na prática? Quais são os principais tipos de holding e as vantagens de cada um?

É isso que você vai entender agora. Continue a leitura para saber mais.

quais são os principais tipos de holding?

O que é uma holding?

A expressão em inglês significa controlar, manter ou segurar.

A holding é um tipo de empresa cujo objetivo é participar de outras companhias.

Anúncios


Ou seja, na prática, esse tipo de organização permite que uma companhia ou seus diretores possam controlar e exercer influência em outras companhias, conhecidas como subsidiárias.

Por ser sócia majoritária, a holding irá tomar decisões que determinam o funcionamento das demais marcas.

Sendo assim, podemos dizer que uma holding é uma empresa como outra qualquer, constituída de acordo com um tipo societário definido.

Um bom exemplo disso é a Itaúsa, uma holding brasileira de investimentos de capital aberto com mais de 45 anos de trajetória.

Ela controla o Itaú, Alpargatas e várias outras empresas.


Como abrir uma holding?

Antes de qualquer coisa, é preciso saber que independentemente da categoria, uma holding deve ser registrada e legalizada junto aos órgão reguladores.

Anúncios


O primeiro passo é realizar a análise do patrimônio dos instituidores e dos beneficiários.

Nessa parte, devem ser definidas as estratégias para as ações que serão implementadas na holding.

É que dependendo do volume do patrimônio, a criação de uma das holdings pode não valer a pena do ponto de vista financeiro. 

Além disso, essa avaliação também inclui uma análise geral das empresas de cada sócio.

Já nesse momento, o ideal é contar com uma assessoria especializada.

Depois, é necessário passar para a etapa de definição de sócios. É importante que todos os envolvidos estejam de acordo com as características da holding.

Ao ajustar as perspectivas com os sócios, você, finalmente, poderá definir o tipo societário e o melhor regime de tributação (sistema que estabelece a cobrança de impostos de cada CNPJ).

O próximo passo é pensar na documentação necessária. Afinal, essa parte pode ser um pouco complexa e é preciso garantir que tudo esteja em ordem.

O contrato social – ou estatuto, no caso de S.A. – deve estar redigido e assinado por todas as partes envolvidas.

A transferência dos bens para a administradora será efetivada através da homologação dos documentos necessários.

Contudo, antes de a transferência ser feita, é preciso que todos os critérios de administração estejam muito bem estabelecidos.

citação

Quais são os principais tipos de holding?

É a partir de seus objetivos que as holdings são classificadas.

Dentre os principais tipos, podemos citar:


1. Holding pura

A holding pura tem como objeto a participação em sociedades.

Ocorre pela participação no capital de outra sociedade, ou seja, irá gerenciar as companhias controladas, direcionando as políticas operativas.

Nesse tipo de holding, as mudanças internas são implementadas com facilidade.

As grandes holdings no mercado nacional costumam ser do tipo pura, já que elas são formadas com o objetivo de controlar empresas.


2. Holding mista

Devido aos benefícios tributários e administrativos que oferece, a holding mista é muito utilizada no Brasil.

Além da participação em outras sociedades, seu objeto social prevê, um objetivo operacional com fins lucrativos.

Na prática, ela agrega o objeto da holding pura, mas com o benefício de gerar receitas tributáveis para despesas dedutíveis.


3. Holding administrativa

A holding administrativa centraliza o processo de tomada de decisões de uma ou mais companhias.

Ou seja, seu objetivo é melhorar e otimizar o controle empresarial, pois a partir de sua constituição, o negócio central é que toma as principais decisões.

Por esse motivo, uma de suas principais vantagens é oferecer uma administração profissional.

A holding administrativa profissionaliza o gerenciamento da companhia e protege a identidade dos sócios.

No mercado, costumam ser reconhecidas pela sua grande capacidade de gestão.


4. Holding familiar

Uma holding familiar, como o nome já diz, se caracteriza pelo fato de ser uma empresa administrada por membros de uma mesma família.

O controle do patrimônio de uma ou mais pessoas dessa família fica sob responsabilidade da companhia.

É considerada um bom modelo para formalizar o processo de sucessão patrimonial e partilha de bens aos herdeiros.

Ela garante a possibilidade de excluir cônjuges da participação societária, o que em caso de separação, assegura a integridade do patrimônio em questão.

Para evitar conflitos e outros problemas em relação à empresa, as mudanças da holding devem ser aprovadas por todos os integrantes.


5. Holding patrimonial

A holding patrimonial é uma administradora de bens próprios.

Ela é fundada para gerir bens, para que assim, eles sejam integrados ao capital da companhia.

Nesse caso, o objetivo é otimizar a gestão e obter benefícios fiscais e sucessórios.

Também existe a possibilidade de a holding ser constituída para facilitar a gestão de famílias que possuem um grande número de bens.

Trata-se de uma empresa familiar e, por isso, costuma ser constituída sob a forma de sociedade limitada (LTDA).

Entretanto, também pode ser do tipo sociedade anônima (S/A).


6. Holding de controle

É o tipo de holding que detém o controle societário de uma ou mais sociedades.

Ela tem como objetivo garantir a administração sobre o próprio negócio, mesmo que haja participação de terceiros em sua companhia.

O acionista majoritário fica protegido de eventuais problemas.


7. Holding de participação

A holding de participação centraliza a gestão de empresas que possuem sociedade própria.

Isso significa que ela tem como finalidade centralizar a administração de outras participações societárias minoritárias.

Funciona somente como administradora e, normalmente, costuma contar com profissionais especializados que administram a organização e definem as estratégias.

principais vantagens de uma holding empresrial

Conclusão

Há vários tipos de holding e cada um deles possui suas determinadas características, vantagens e desvantagens.

Como estamos falando de um processo que envolve etapas complexas, o ideal é que você conte com uma empresa de confiança para prestar assessoria e assim, ter mais segurança durante todo o processo.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu