Programa PIS: Saiba se você tem direito ao Abono Salarial e demais benefícios pagos pelo PIS

O Programa PIS tem grande relevância para a garantia de alguns direitos trabalhistas, como Abono Salarial e Seguro-desemprego.

Anúncios

Isso porque, é por meio deste programa que ocorre o custeio destes benefícios, o que oferece melhores oportunidades financeiras aos trabalhadores.

Mas, você sabe como realmente funciona o PIS? Ou então, conhece a diferença entre PIS, NIS e PASEP?

Caso estes tópicos ainda te gerem dúvidas, não se preocupe, pois veremos a seguir todas as explicações necessárias sobre o tema. Venha conosco!

PIS confira regras e calendário do Abono Salarial 2024
COMO RECEBER MEU PIS? Confira regras e calendário do Abono Salarial 2024

O que é o Programa PIS?

Quando se fala em PIS, muitos acreditam que se trata de um benefício pago anualmente aos trabalhadores com carteira assinada.

E, embora essa descrição não esteja necessariamente errada, é importante dizer que ela se refere especificamente ao Abono Salarial.

O Programa PIS é o que custeia o Abono Salarial e outros benefícios trabalhistas importantes, e esse custeio se dá por meio dos tributos pagos pelas empresas privadas ao programa.

Anúncios

Desse modo, o trabalhador é identificado por um número de 11 dígitos, chamado Número do PIS, e é por meio desse número que os benefícios trabalhistas do programa são concedidos.

A ideia do programa é contribuir para maiores garantias aos trabalhadores, especialmente aqueles que recebem salários menores.

E, para ser um beneficiário do PIS é preciso ser trabalhador do setor privado, com registro em carteira.

Qual a diferença entre PIS, NIT, NIS e PASEP?

Uma das dúvidas mais comuns acerca do Programa PIS é justamente a diferença entre PIS, NIS e PASEP, e é sobre isso que falaremos agora.

Sobre o PIS nós já falamos, de modo que você sabe que é um programa que providencia um número de identificação e benefícios a trabalhadores de empresas privadas.

O NIT é um número de identificação do trabalhador, assim como o PIS, mas se volta para aqueles que nunca tenham trabalhado de carteira assinada.

Já o NIS é também um número de identificação, mas este se destina a autônomos ou trabalhadores informais, e tem por intuito conceder benefícios sociais.

Por fim, o PASEP é um programa voltado a trabalhadores do setor público, e tem por intuito fornecer benefícios e garantias trabalhistas.

Então, fica esclarecido que cada uma dessas siglas representa um programa que concede benefícios, e a diferença principal está no público e nos benefícios pagos por meio de cada um deles.

Conheça os benefícios trabalhistas pagos através do Programa PIS

Voltando a falar especificamente sobre o Programa PIS, é importante explicarmos sobre os benefícios oferecidos por meio dele.

O programa concede 2 benefícios principais, e cada um deles conta com regras específicas, de modo que não basta a inscrição no PIS para recebê-los.

Confira a apresentação de cada benefício:

Abono Salarial

O Abono Salarial é um benefício anual, pago a trabalhadores com registro em carteira que recebem até 2 salários mínimos por mês.

Esse benefício é pago de acordo com os meses trabalhados, e pode chegar até 1 (um) salário mínimo nacional vigente completo.

Seguro-desemprego

O seguro-desemprego é um benefício trabalhista que visa fornecer garantia de renda a trabalhadores que tenham perdido seus empregos de forma inesperada.

Por isso, caso passe por demissão sem justa causa, é possível receber até 5 parcelas de seguro, calculadas de acordo com o último salário, e tempo de contrato. 

É importante dizer que o seguro-desemprego é interrompido automaticamente, caso o trabalhador consiga outro emprego.

Como se inscrever no Programa PIS? 

Agora que você já conhece mais sobre o Programa PIS, podemos partir para a explicação sobre a inclusão, ou seja, de que maneira é possível se tornar um beneficiário do PIS.

Vale dizer que não existe nenhuma inscrição, de modo que a inclusão ocorre automaticamente, a partir do primeiro registro em carteira.

Assim sendo, aqueles que nunca trabalharam de carteira assinada terão o NIT (Número de Identificação do Trabalhador) como número de identificação.

Ambos possuem as mesmas funcionalidades, então, se você tem o PIS ou o NIT conseguirá acessar os mesmos serviços e benefícios.

Quer saber mais sobre o Abono Salarial? Clique no botão abaixo!