Positivismo: qual é o conceito e o papel da teoria na sociedade?

Existe uma corrente filosófica chamada de positivismo, que surgiu por volta do século XIX (19), e teve um papel muito importante na construção e transformação da sociedade como conhecemos hoje em dia.

Anúncios

E hoje vamos conhecer mais sobre o que é e como funciona essa corrente de pensamento.

positivismo

O que é positivismo?

A corrente filosófica do positivismo é uma linha de pensamento que surgiu por volta do século 19 na França. Sua ideologia defende principalmente que o único conhecimento verdadeiro é o científico.

Essa corrente foi criada por Auguste Comte, um filósofo francês considerado por muitos o primeiro filósofo da ciência.

Sendo assim, não são levadas em consideração superstições ou religiões, apenas o que for científico.

Quem foi Auguste Comte?

Auguste Comte nasceu em 1798 e morreu em 1857, ele era um filósofo, sociólogo e pensador francês.

Foi o responsável por desenvolver e criar o positivismo, que influenciou diretamente na sociologia, sendo muitas vezes considerado um dos fundadores dessa área do conhecimento.

Anúncios

Comte foi o idealizador da doutrina do positivismo, propondo a “Lei dos três estados”, que sugere que os níveis do desenvolvimento humano passam por três estágios.

Principais características do positivismo

O positivismo tem algumas características que são cruciais para identificar essa doutrina filosófica.

Começando pelo seu principal conceito que o avanço ético e científico da sociedade seria feito através da ordem social e da evolução na área da ciência.

Nessa linha de pensamento a  matemática, sociologia, química, biologia, física e astronomia são seus principais modelos científicos, são destacados por seus valores cumulativos e transculturais.

Essa ideia de ciência cumulativa e transcultural é defendida pelo pensamento de que independente da cultura onde nasceu a corrente filosófica, o que mais importa nesse caso é que alcance toda a humanidade. 

Segundo o próprio idealizador, o positivismo veio de uma das ramificações do iluminismo, que defendia a ideia de que o conhecimento deve ser sempre estimulado para levar a uma autonomia social.

Comte deixou em sua doutrina a centralização de sete termos e seus significados, são eles:

  • Real;
  • Útil;
  • Certo;
  • Preciso;
  • Relativo;
  • Orgânico;
  • Simpático.

Ainda falando sobre as características do positivismo, a filosofia buscava explicar todas as relações sociais de uma forma mais prática e racional.

Além disso, ele defende a ideia de que o mundo é um sistema ordenado que pode ser compreendido pela razão ou observação empírica.

Outro ponto importante é a objetividade, que busca evitar que preconceitos pessoais e emoções influenciam na interpretação dos fatos.

Tendência a rejeitar especulações metafísicas e teorias que não possam ser verificadas empiricamente. A ênfase é em aspectos concretos e observáveis da realidade.

Ou seja, existe a rejeição de conhecimentos mais intuitivos e introspectivos que não possam ser comprovados pela ciência, já que ela vai ser utilizada para compreensão de problemas e guia para certas ações.

Lei dos três estados

O positivismo é baseado na lei dos três estados, teoria proposta por Auguste Comte e que faz parte da sua abordagem positivista.

Segundo essa teoria o desenvolvimento do pensamento humano e da sociedade passa por três estágios diferentes e cada um deles aconteceu em certo período da história até chegarmos nos dias de hoje.

A “Lei dos Três Estados” de Comte oferece uma base para entender como a humanidade passou de explicações religiosas e abstratas para uma abordagem mais científica e empírica para compreender o mundo.

Estado teológico

Nesse primeiro estágio, que pode ser chamado de estado religioso ou fictício também, a humanidade usa de causas sobrenaturais, deuses e divindades para explicar fenômenos naturais e sociais.

No estado teológico o mundo é compreendido por forças divinas, deuses, seres sobrenaturais e outros seres mitológicos.

Estado Metafísico

Esse estado traz a ideia da sabedoria especulativa, por isso também pode ser chamado de estágio abstrato.

Quando chega a esse estado as explicações são baseadas em forças invisíveis, entidades e essências, todos conceitos abstratos.

Elas não são mais voltadas ao religioso, mas sim para forças da natureza, entidades ocultas, espíritos e outros semelhantes.

Estado positivo

Por fim, no estado positivo ou científico todas as explicações de fenômenos, ações e comportamentos serão explicadas a partir dos princípios científicos e leis naturais.

Nesse estágio, a humanidade se concentra em observações empíricas, análises objetivas e métodos científicos para entender e controlar o mundo ao seu redor.

Alguns filósofos e até mesmo cientistas chegam a criticar a lei dos três estados por ser algo muito simplista para explicar a história da sociedade humana.

Papel do positivismo na sociedade

E não podemos deixar de falar que o positivismo é extremamente importante na nossa sociedade atual, trouxe diversos benefícios e impactos significativos que podemos ver até hoje.

O positivismo promoveu a aplicação do método científico nas investigações, o que impulsionou o avanço do conhecimento.

Ao enfatizar a observação empírica e a análise objetiva, o positivismo contribuiu para o desenvolvimento da ciência e da pesquisa em campos diversos.

Além disso, ele também estabeleceu a sociologia como ciência, tendo papel crucial em seu desenvolvimento.

Auguste Comte, que muitas vezes é considerado o fundador da sociologia, trouxe os pensamentos positivistas para que pudéssemos estudar a sociedade como um sistema observável.

Essa doutrina também teve fortes impactos na esfera política, ele moldou a concepção e implementação de políticas públicas embasadas em fatos reais.

Essas políticas são fundamentadas em pesquisas científicas com a finalidade de identificar problemas trazendo soluções mais eficazes.

Além disso, o positivismo desempenhou um papel fundamental na estruturação de instituições sociais, como instituições educacionais. Através dessas instituições, a população é educada e formada, contribuindo assim para o avanço social.

O pensamento positivista teve influências no meio cultural também, onde marcou o desenvolvimento da literatura, música e arte.

Para os seguidores da doutrina, era acreditado que a arte e cultura deveriam ser baseadas na observação e experimentação.

Em geral, o positivismo teve um papel importante na modernização da sociedade, ajudando a promover o progresso científico, social e cultural.

Como podemos perceber essa corrente de pensamento foi e ainda é muito importante para a sociedade, tendo impactos significativos até mesmo nos dias atuais.