Pensamento computacional: o que é e quais as vantagens?

Você já ouviu falar em pensamento computacional e faz a mínima ideia do que realmente significa.

Anúncios

Se trata de uma habilidade computacional que pode fazer muita diferença na sua vida, e hoje vamos aprender mais sobre isso.

O que é o pensamento computacional?

O pensamento computacional é uma soft skill cognitiva fundamental que envolve a capacidade de formular problemas de maneira que possam ser resolvidos por um computador.

Ele abrange uma série de habilidades mentais e estratégias que são úteis em muitos contextos, não apenas na programação de computadores, como projetos artísticos e problemas matemáticos.

A ideia do pensamento computacional é que ao se deparar com um desafio em problemas, você irá refletir sobre ele e separá-lo em diferentes partes para poder lidar de forma mais eficiente, da mesma forma que um processador de um computador funciona.

Essa abordagem ajuda as pessoas a desenvolverem habilidades analíticas e a resolverem problemas complexos, independentemente do campo de atuação.

É comum ensinar o pensamento computacional em contextos educacionais para ajudar os alunos a desenvolverem habilidades fundamentais de resolução de problemas, lógica e abstração, que são valiosas em várias áreas da vida e do trabalho.

Anúncios

Como é dividido o pensamento computacional?

O pensamento computacional se baseia em compartimentar em diferentes tarefas um problema ou desafio com o qual se deparou.

Vamos ver como é feita essa divisão que inclui as principais características desse tipo de pensamento:

Decomposição

A decomposição é o primeiro passo, deve-se começar dividindo um problema em outras partes menores e que sejam mais gerenciáveis.

Um exemplo que todos poderiam se relacionar e entender, uma pessoa precisa começar a arrumar suas coisas para se mudar e ainda faltam todos os cômodos.

Então a decomposição implica que ele deveria começar dividindo as tarefas pelos cômodos, para depois dividir em categorias de objetos ou itens.

Por exemplo, se é feita a divisão do quarto, podemos entender que dentro dele a pessoa pode começar pelas roupas, pelos itens de higiene, sapatos e etc.

Abstração

A abstração é a capacidade de entender mais sobre os detalhes importantes de um problema, ignorando aspectos mais irrelevantes, para poder simplificar a complexidade do seu problema ou desafio.

São identificados os pontos que podem ser deixados de lado para que possa focar no que realmente importa.

Ao abstrair, as pessoas frequentemente criam modelos ou representações abstratas que capturam os aspectos essenciais de um problema. Esses modelos simplificados ajudam na compreensão e na resolução de problemas.

A abstração muitas vezes leva à generalização, onde conceitos específicos são agrupados em categorias mais amplas. Essa generalização permite a aplicação de soluções a uma variedade de situações semelhantes.

Padronização

Envolve a identificação de padrões ou tendências em dados, problemas ou situações. Isso permite a criação de abstrações e generalizações que podem ser aplicadas a diferentes contextos.

Essa habilidade é uma das quatro principais componentes do pensamento computacional, junto com a decomposição, abstração e algoritmos.

Essa habilidade é crucial para simplificar a complexidade e encontrar soluções mais eficientes.

Uma vez que padrões são identificados, a próxima etapa é geralmente a generalização e abstração.

Isso envolve a criação de modelos ou conceitos abstratos que representam os padrões identificados, permitindo uma compreensão mais fácil e a aplicação desses padrões em diferentes contextos.

Isso inclui a criação de métodos e abordagens consistentes que podem ser seguidos para garantir a qualidade e a eficácia das soluções.

Algoritmos

E por fim, a etapa de algoritmos refere-se à habilidade de desenvolver um conjunto claro e preciso de passos ou instruções para resolver um problema. Os algoritmos são sequências lógicas de ações que levam a uma solução.

Elas não precisam ser seguidas na ordem correta e fixa, são atividades interconectadas que muitas vezes são usadas simultaneamente para abordar problemas complexos.

Quando alguém está resolvendo um problema usando o pensamento computacional, pode começar decompondo o problema, identificando padrões, abstraindo informações não essenciais e, finalmente, desenvolvendo um algoritmo para a solução.

Qual a importância desse tipo de pensamento?

Muitas vezes ficamos sobrecarregados com uma tarefa muito grande, seja na vida profissional ou educacional. Um exemplo disso é o TCC, que se trata de uma grande tarefa que muitos nem sabem por onde começar.

Então quando estiver fazendo o TCC você pode preferir dividir as tarefas usando um pensamento computacional para tornar o processo mais tangível.

Sendo assim, essa pode ser uma habilidade essencial em um mundo que usa tecnologia a cada momento e precisa de mais eficiência todos os dias.

Sua importância se estende além da programação de computadores e influencia diversas áreas da vida pessoal e profissional.

E quais são os benefícios?

Claro que sendo tão boa, o pensamento computacional precisa trazer benefícios, certo?

Essa habilidade permite que as pessoas abordam problemas complexos de maneira mais eficiente, decompondo-os em partes menores, identificando padrões, abstraindo informações relevantes e desenvolvendo algoritmos para soluções.

Quando aplicamos o pensamento computacional, aprendemos a tomar decisões mais informadas por meio das análises lógicas, contribuindo para decisões mais assertivas.

O desenvolvimento de algoritmos eficientes possibilita a automação de tarefas, melhorando a eficiência e permitindo que as pessoas se concentrem em atividades mais complexas e estratégicas.

Essas habilidades capacitam as pessoas a se adaptarem rapidamente a novas tecnologias e ferramentas digitais, promovendo a agilidade e a capacidade de aprendizado contínuo.

Em muitos setores, as habilidades relacionadas ao pensamento computacional são altamente valorizadas. A capacidade de resolver problemas, pensar de maneira lógica e entender algoritmos é essencial em muitos ambientes de trabalho.

O pensamento computacional estimula a criatividade e a inovação. Ao abordar problemas de maneira sistemática, as pessoas podem descobrir soluções inovadoras e criar novos produtos, serviços ou abordagens.

Também contribui para o desenvolvimento de habilidades cognitivas, como raciocínio lógico, análise crítica, resolução de problemas e abstração. Essas habilidades têm aplicações amplas em diversas áreas.

Ao trabalhar em projetos que envolvem pensamento computacional, as pessoas muitas vezes precisam colaborar e comunicar efetivamente para desenvolver e implementar soluções. Isso fortalece habilidades interpessoais.

Vale lembrar que quando falamos sobre o pensamento computacional, ele não se aplica somente à programação, podendo servir para qualquer tarefa muito grande na vida profissional, pessoal ou educacional.