O que é Tesouro Direto e quanto rende o investimento?

Se você quer começar a investir em renda fixa, deve saber o que é Tesouro Direto!

Anúncios



Para fugir dos baixos rendimentos da poupança e acelerar o crescimento do patrimônio financeiro, muitos brasileiros estão interessados em saber o que é Tesouro Direto.

Cartões mais recomendados

Essa modalidade de renda fixa é considerada tão segura quanto a caderneta de poupança tradicional, porém, tem uma vantagem a mais: a rentabilidade.

E se você quer conhecer mais sobre esse tipo de investimento e como funciona o rendimento dele, está no lugar certo. Continue a leitura para saber mais.

o que é tesouro direto e quanto ele rende?

O que é Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a B3 para a venda de títulos públicos federais.

Lançado em 2002, o programa facilitou a vida de pequenos investidores, que atualmente, conseguem realizar aplicações a partir de R$ 30.

Como você pode ver, é uma modalidade de investimento super acessível para quem está começando e ainda não possui um grande capital para investir.

Anúncios


Basicamente, o Tesouro Direto funciona da seguinte forma:

Ao comprar um título, você está emprestando o seu dinheiro para o governo. Em troca, na data de vencimento, você receberá o dinheiro investido acrescido de rendimentos.


Quais são as taxas e custos do Tesouro Direto?

É importante saber quais são as taxas e custos para quem investe no Tesouro Direto, já que eles podem comprometer os seus rendimentos:

 • Taxa de administração da instituição financeira: a taxa de administração é um percentual cobrado pela corretora sobre o valor do título que foi adquirido.

• Taxas de custódia da BM&FBovespa: a B3 cobra uma taxa para movimentar e guardar os papéis comprados pelos investidores.

• Imposto de Renda (IR): o imposto de renda incide apenas sobre os rendimentos das aplicações de forma regressiva. Isso significa que quanto maior o tempo que você deixar o valor aplicado no título, menor será o valor cobrado.

Anúncios


• Imposto sobre Operações Financeiras (IOF): cobrado apenas para investimentos com prazo inferior a 30 dias.

citação

Quais são os títulos do Tesouro Direto?

Quem quer investir no Tesouro Direto, precisa saber quais são as opções de títulos disponíveis.

E para te ajudar a entender mais sobre o assunto, vamos explicar melhor sobre cada um deles:


Tesouro prefixado

O Tesouro prefixado é um título de renda fixa com juros estabelecidos no momento da aquisição.

Isso significa que ao emprestar o seu dinheiro para o governo, você vai saber exatamente o quanto vai receber na data de vencimento.

Sua principal característica é a rentabilidade fixa, pois apresenta uma taxa de juros com percentual que não sofre variação.

O Tesouro prefixado pode ser de dois tipos:

• Tesouro Prefixado (LTN)

• Tesouro Prefixado com juros semestrais (NTN-F)


Tesouro pós-fixado

O tesouro pós-fixado é um título que remunera o investidor de acordo com a variação de um indexador, que é a taxa Selic.

Entretanto, nesse caso, só é possível saber exatamente o quanto o título rendeu, no momento do resgate.

Como o indexador é a taxa Selic, a taxa básica de juros, o rendimento aumenta quando a taxa é elevada pelo banco central. E se a taxa Selic for reduzida, o rendimento será menor.


Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA oferece rendimento igual à taxa da inflação mais uma outra parte com taxa prefixada de juros.

Por esse motivo, o Tesouro IPCA é considerado um título de renda fixa híbrido.

A vantagem desse investimento, é que ele te protege das variações da inflação.

Devido ao aumento da inflação e da taxa Selic nos últimos anos, o Tesouro IPCA está sendo muito procurado por investidores.

Essa opção é recomendada para quem tem foco no longo prazo.


Qual a rentabilidade do Tesouro Direto?

A rentabilidade do Tesouro Direto depende do valor aplicado, do título que você escolheu e da duração do investimento.

Por isso, não há como definir um valor exato para a rentabilidade, pois é preciso levar em conta esses fatores.

Para os títulos prefixados, você só precisa calcular a taxa divulgada no momento da contratação.

Já nos casos dos títulos pós-fixados e híbridos, a rentabilidade sofre alterações durante o ano, dependendo do indicador ao qual o investimento está indexado.

Antes de optar por um investimento, é necessário realizar o cálculo do rendimento.

Para começar, vamos calcular juntos o rendimento de alguns dos títulos do Tesouro. O valor utilizado para fazer a simulação será de R$ 20 mil.

Lembrando que esse valor serve apenas como base para os cálculos que serão feitos, já que você começar a fazer aplicações no Tesouro Direto com valores bem menores.

Para mostrar os resultados, iremos utilizar a própria calculadora do Tesouro Direto.


Tesouro prefixado

Como você já sabe, ao adquirir um título prefixado, você saberá exatamente o quanto vai receber na data de vencimento.

A data de resgate desse investimento (Tesouro prefixado 2024) será em 01/07/2024. A rentabilidade anual do título escolhido é de 11,91%.

Descontando o Imposto de Renda e a taxa da B3, o rendimento líquido no final desse período, será de R$ 25.567,27.


Tesouro Selic (pós-fixado)

Para entender a rentabilidade do Tesouro Selic, é necessário saber primeiro, qual a taxa Selic no período.

Atualmente, a taxa Selic está em 7,75% (novembro de 2021)

A rentabilidade anual, no título que estamos utilizando como exemplo (Tesouro Selic 2024) é de SELIC + 0,1109%.

A data de vencimento é 01/09/2024.

Considerando esses fatores e descontando o Imposto de Renda e taxa B3, o rendimento líquido ao final do período será de R$ 24.397,51.


Tesouro IPCA (híbrido)

O rendimento para um título híbrido é definido por uma taxa fixa mais o valor do IPCA (inflação) do período.

Aqui, vamos utilizar como exemplo, o título Tesouro IPCA + 2026, com rentabilidade de IPCA + 5,13%.

A data de vencimento é 15/08/2026.

No final do período, descontando os custos envolvidos, você vai poder resgatar o valor de R$ 28.190,83.

as melhores corretoras para investir no tesouro direto

Conclusão

Saber o que é Tesouro Direto e quais são os seus títulos é fundamental para quem deseja investir nesse programa do Tesouro Nacional.

Se você tem um perfil conservador, o Tesouro Direto é um dos investimentos mais indicados para o seu perfil.

Entretanto, se você se considera mais arrojado ou moderado, esse investimento também pode ser uma boa opção para diversificar a sua carteira de ativos.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu