O que é renda fixa? Saiba tudo sobre este investimento financeiro

Descubra de uma vez por todas o que é renda fixa!

Anúncios



Se você quer fazer aplicações de forma segura e acessível, precisa saber o que é renda fixa!

Cartões mais recomendados

Essa modalidade de investimento é recomendada para investidores mais conservadores, ou seja, que priorizam a segurança.

Contudo, mesmo que você tenha maior tolerância a riscos, vale a pena diversificar a sua carteira com produtos de renda fixa.

Diante disso, preparamos um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Abaixo, descubra o que é renda fixa e quais as principais opções dessa categoria de investimento!

o que é renda fixa

O que é renda fixa?

A renda fixa é uma modalidade de investimento em que a rentabilidade é previsível.

Anúncios


Ou seja, nessas aplicações, no momento da contratação, é possível prever o retorno do investimento no final do prazo daquele título.

O retorno pode ser fixado em um percentual mensal ou seguir indicadores financeiros, como a Selic e o CDI, por exemplo.

São dois os tipos de investimentos de renda fixa:

• Prefixado: nesse caso, o investidor saberá exatamente qual será o rendimento da aplicação, pois a rentabilidade é fixada desde o início.

• Pós-fixado: nos investimentos pós-fixados, a variação depende do índice que o título acompanha. Se ele oscilar, a rentabilidade do investimento será alterada de acordo com a variação.


Quais são os principais tipos de investimento em renda fixa?

Dentre as principais opções de investimento em renda fixa, podemos citar:


1. Tesouro Direto

Anúncios


O Tesouro Direto é uma das melhores opções para os investidores conservadores.

Quando você compra um título do Tesouro Direto, basicamente, está emprestando o seu dinheiro para o governo em troca de uma remuneração, que você receberá no vencimento do título.

Esse programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a B3 ganhou popularidade pelo fato de ser uma modalidade de investimento bem acessível.

Atualmente, com pouco mais de R$ 30, você já pode adquirir títulos públicos.

Os tipos de títulos públicos disponíveis são:

• Tesouro Prefixado: a rentabilidade é definida no momento do investimento.

• Tesouro Selic: é um título público do governo cuja rentabilidade está atrelada à Selic, a taxa básica de juros da economia.

• Tesouro IPCA: é um título híbrido. Parte de sua remuneração é pós-fixada, já que acompanha o IPCA, e a outra é prefixada.


2. CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O CDB é um título de renda fixa emitido por bancos para captar recursos e financiar suas atividades.

O seu funcionamento é muito parecido com o do Tesouro Direto. A diferença, é que nesse caso, você está emprestando seu dinheiro para as instituições financeiras.

Em troca, você será remunerado com juros na data definida.

É um investimento considerado seguro, já que conta com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

O rendimento no CDB é maior do que o da poupança. Sendo assim, é uma boa opção para quem procura por investimentos de baixo risco e com boa rentabilidade.

Mas antes de fazer aplicações em um CDB, é importante ficar atento ao prazo, já que eles variam de emissor para emissor e de título para título.

É possível encontrar CDBs com liquidez diária (para você retirar quando quiser) ou até mesmo com anos de carência, para quem pretende investir pensando no longo prazo.

citação

3. LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são  investimentos isentos de Imposto de Renda.

A única diferença da LCI para a LCA, basicamente, é o foco do investimento.

Contudo, na prática, o funcionamento delas é bem semelhante, já que tanto a LCI quanto a LCA são isentas de IR, têm garantia do FGC e possuem rendimento que pode ser prefixado ou pós-fixado.

Além do FGC, é importante ter certeza de que a instituição que está emitindo a letra de crédito tem uma boa classificação de risco – chamada de rating.

O rating é uma nota que as agências de classificação de risco de crédito atribuem ao emissor. Quanto maior a nota de rating, menor será o risco de título.


4. Letras de câmbio

Apesar do nome, as Letras de Câmbio (LC) não tem nada a ver com moedas estrangeiras, como o dólar, por exemplo.

As LCs são títulos que as financeiras emitem com o intuito de captar recursos de investidores para emprestar aos clientes.

Ou seja, ao adquirir um título, você está emprestando seu dinheiro para a empresa emissora. Em troca, você receberá o valor acrescido de juros.

A remuneração das LCs pode ter taxa pós-fixada, prefixada ou híbrida.

É um investimento com boa rentabilidade e considerado seguro, pois é possível encontrar títulos protegidos pelo FGC.

A tributação que incide sobre as LCs é a mesma do CDB: o Imposto de Renda.

Trata-se de uma tributação regressiva. Isso significa que quanto maior o tempo de investimento, menor será o percentual pago de imposto.


5. CRI e CRA

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) e os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRAs) são dois investimentos de renda fixa isentos de Imposto de Renda.

São semelhantes às LCIs e LCAs. A principal diferença é que os certificados de recebíveis são emitidos por securitizadoras.

Além disso, os CRIs e CRAs não contam com a proteção do FGC.

Uma das principais vantagens desse tipo de investimento é a rentabilidade. Embora esses títulos ofereçam a previsibilidade da renda fixa, há chances de ganhar mais do que com outras aplicações mais seguras.

Já em relação aos riscos, o principal é o calote pelo tomador de crédito, pois o CRI e CRA não contam com a proteção do FGC.

Esses investimentos são mais indicados para o longo prazo. Aliás, é bem comum encontrar ativos com vencimento para cinco anos ou mais.

os maiores erros na hora de investir em renda fixa

Conclusão

Agora você já sabe o que é renda fixa e quais as principais aplicações disponíveis no mercado.

A vantagem dessa categoria de investimentos é que ela oferece retornos estáveis e recorrentes.

Por esse motivo, os produtos de renda fixa são muito procurados por investidores conservadores e por iniciantes!

Se você gostou desse artigo, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu