HTC aposta no ex-executivo da Orange para aumentar vendas

0
50

A HTC, empresa de Taiwan que construiu os primeiros telefones celulares para Android e Windows, contratou um novo chefe.


Yves Maitre, da Orange, substitui Cher Wang, para se tornar o primeiro executivo-chefe da HTC que não é co-fundador.

Isso sinalizou o desejo da HTC de “recuperar uma posição” no mercado de smartphones, disse à BBC News Ben Wood, do CCS Insight.

Ele atingiu seu pico de participação no mercado em 2011, após uma parceria com o Google em seus aparelhos Nexus – mas agora, menos de 1% dos smartphones enviados são da HTC.

Aumento da concorrência
“Não é segredo que a HTC já foi uma das maiores empresas de smartphones”, disse Wood, chefe de pesquisa da CCS Insight, à BBC News.


“Mas perdeu o rumo há vários anos e viu sua participação no mercado cair”.

A qualidade da câmera abaixo da média, além de aumentar a concorrência da China continental e do Vale do Silício, nos EUA, significa que a empresa vem reivindicando fatias cada vez menores do mercado de smartphones, disse ele.

Enquanto isso, o headset de realidade virtual da HTC, o Vive, detinha cerca de 7% da participação no mercado de fones de ouvido VR no trimestre passado, de acordo com a empresa de inteligência de mercado IDC. Está competindo com dispositivos como Oculus do Facebook, PlayStation VR da Sony e Microsoft HoloLens.


Mas Wood disse que os desafios que Maitre enfrenta “não devem ser subestimados”.

“Ele não apenas liderará um negócio que precisa reencontrar-se no mercado de smartphones intensamente competitivo, mas também uma empresa que aposta muito na realidade virtual (VR), que ainda é uma tecnologia emergente”, disse ele. BBC Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here