Minha casa minha vida inscrição: veja como fazer!

Você sabe como fazer inscrição no Minha Casa Minha Vida? Um programa social que ajuda milhares de brasileiros a terem condições de moradia mais dignas, auxiliando principalmente as famílias de baixa renda.

Anúncios

Hoje vamos ensinar mais sobre esse programa e como você pode fazer a sua inscrição nele!

O que é a minha casa minha vida?

O programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) é um benefício social oferecido pelo Governo Federal do Brasil. Nele são oferecidas habitações sociais, ele foi criado em março de 2009 pelo atual presidente da época Lula.

Desde então, o programa ajudou milhares de pessoas ao redor do Brasil a adquirirem seu imóvel próprio.

A ideia principal do PMCMV é proporcionar aos cidadãos que tenham acesso à moradia própria, seja em áreas rurais ou urbanas.

Ele é voltado para pessoas de baixa renda, que tenham renda mensal bruta de no máximo R$8 mil reais.

O programa é promovido pela Caixa Econômica Federal e no próprio site é possível conferir todas as informações necessárias.

Anúncios

Ele funciona por meio de parcerias entre o governos, construtoras, beneficiários, estados e outros órgãos.

Ele oferece condições facilitadas de financiamento e subsídios para a aquisição ou construção de imóveis, possibilitando que famílias com renda mensal limitada tenham acesso à casa própria.

Faixas de renda Minha Casa Minha Vida

Para que seja possível oferecer os benefícios do PMCMV, é necessário atender certos requisitos para que se possa receber a faixa de renda do programa.

Existem duas modalidades de moradia, sendo a urbana e rural, cada uma delas apresenta três faixas de renda, certo subsídio para que as famílias consigam dar entrada em suas moradias.

Independente se é no meio urbano ou rural, a faixa de renda é dividida de acordo com a renda. Famílias com renda mensal de até R$2.640 se enquadram na faixa de renda 1.

Já quem tem renda mensal que vai de R$2.640 até R$4.400 estão aptos a faixa de renda 2, e por fim a faixa de renda 3 é destinada a famílias que possuem renda mensal de R$4.401 até R$8 mil reais.

Requisitos para Minha Casa Minha Vida Inscrição

Para poder participar do Minha Casa Minha Vida existe uma divisão entre áreas urbanas e rurais. É necessário que quem more em áreas urbanas tenha uma renda mensal de até R$8 mil reais.

Enquanto para quem reside em áreas urbanas, a renda anual bruta precisa ser de R$96 mil.

É importante mencionar que os benefícios sociais oferecidos pelo governo como Bolsa Família, auxílio doença ou seguro desemprego não se enquadram como parte da renda de alguém.

Muitas pessoas requerem esse benefício, mas segundo informações do próprio governo a prioridade é destinada para mães que provêm para o lar, famílias com idosos, PCD’s e outras famílias em situação de risco ou vulnerabilidade.

Como fazer: minha casa minha vida inscrição

Para participar do programa Minha Casa Minha Vida, inscrição é imprescindível. É necessário fazer um requerimento para poder estar participando e recebendo os benefícios.

E para que você possa participar é necessário atender o requisito principal: estar dentro da faixa de renda aceita pelo PMCMV.

Em seguida vem a etapa de reunir os documentos, que consistem nos seus documentos pessoais como RG ou CNH, comprovante de renda, de residência, comprovante de estado civil e declaração de imposto de renda.

Outros dos documentos que precisam ser recolhidos são referentes ao imóvel já construído, como a escritura ou contrato de compra e venda, matrícula do imóvel atualizada e algumas certidões, sendo elas:

  • certidão de débitos municipais,;
  • estaduais;
  • e federais.

Se o imóvel ainda estiver na planta é necessário apresentar comprovante de aprovação do projeto, matrícula atualizada, memorial descritivo, ART e comprovante de pagamento de taxas e impostos.

Inscrição em faixa 1

Se você está na faixa 1 para receber o subsídio o caminho é diferente de outras pessoas, por isso preste atenção.

Você precisará ter um cadastro na prefeitura de onde mora, e assim que a inscrição for feita deve esperar a validação dos dados pela Caixa.

Se a sua família for sorteada para conseguir um imóvel será notificada a data da contemplação, e receberá informações referentes a assinatura de contrato de compra e venda.

Caso tenha passado o sorteio e você não tenha sido contemplado, espere o próximo sorteio.

Inscrição em faixa 2 e 3

Agora, se você se enquadra na faixa 2 ou 3 do programa Minha Casa Minha Vida, precisará escolher uma das unidades para morar e dar início à simulação, que pode ser feita diretamente no site da Caixa Econômica.

Eles pedem certos dados seus para poder entregar um resultado a sua simulação, como informações pessoais e referentes ao tipo de imóvel.

Ainda na etapa de simulação, a família já recebe algumas opções de financiamento, e caso aceite alguma das opções deve começar a reunir os documentos.

Com os documentos em mãos dirija-se até uma agência Caixa para análise da documentação. Assim que tudo for validado, o contrato de financiamento é preparado para a assinatura da família.

Lembre-se que para poder fazer o financiamento você precisa atender o requisito de ter renda mensal bruta de até R$8 mil, e o financiamento apenas é aprovado se não comprometer mais que 30% dessa renda.

O financiamento do imóvel no Minha Casa Minha Vida funciona como qualquer outro, então a família que está na faixa 2 ou 3 procurando o programa deve pagar as parcelas mensalmente para ter seu imóvel próprio.

Outro ponto bastante importante é a atualização do seu cadastro Minha Casa Minha Vida. Ele pode ser consultado no site da Secretaria da Habitação, mas para atualização você precisa se dirigir até a prefeitura da sua cidade.

Agora que você entende mais sobre o programa e como pode participar dele, faça as análises de renda, reúna os documentos e descubra se você se encontra na faixa 1, 2 ou 3 para receber o subsídio da Caixa Econômica Federal do Brasil.