Investimentos de longo prazo exemplo: 7 para começar agora

Você quer garantir o seu futuro sem complicações? Leia o texto até o final e veja 7 tipos de investimentos de longo prazo exemplo para começar agora!

Anúncios



Cuidar da saúde financeira é essencial para ter mais tranquilidade em momentos de emergência e garantir conforto na aposentadoria.

Cartões mais recomendados

Para controlar as suas finanças, é necessário gastar menos do que ganha, cortar gastos desnecessários e claro, investir.

Dessa forma, você potencializa os seus ganhos e faz com que o seu dinheiro comece a trabalhar por você.

Mas para fazer boas escolhas, é preciso considerar seus objetivos financeiros, perfil de investidor e o tempo em que você pretende investir.

Para te ajudar com essa questão, vamos te mostrar 7 opções de investimentos de longo prazo! Veja só ⤵️ ⤵️ ⤵️

investimentos a longo prazo exemplo 7 para começar agora

1. Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a B3 para realizar a venda de títulos públicos federais.

Anúncios


O objetivo do programa, desde o seu lançamento, em 2002, foi democratizar o acesso de pessoas físicas aos títulos públicos.

Você pode começar a realizar investimentos a partir de R$ 30,00 por mês.

No momento, há três tipos de títulos:

• Tesouro Selic: título pré-fixado que como o nome já diz, acompanha a taxa Selic.

• Tesouro prefixado: título prefixado. Ao fazer a aplicação, você saberá exatamente quanto vai ganhar após o vencimento do título.

• Tesouro IPCA+: título híbrido. Ou seja, uma parcela é prefixada e a outra atrelada ao IPCA.


2. LCIs e LCAs

Anúncios


As LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio) são títulos de renda fixa emitidos por instituições financeiras.

Nas LCIs, o dinheiro captado é destinado para financiar o mercado imobiliário. Já nas LCAs, vai para o agronegócio.

Uma das vantagens dessa modalidade de investimento de longo prazo, é que as LCIs e LCAs são isentas de imposto de renda.

Ou seja, na prática, isso significa ganhos mais elevados.

Os LCIs e LCAs são investimentos protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).


3. CDBs

Os CDBs, ou Certificado de Depósito Bancário, também são títulos de renda fixa, que podem ser pré, pós-fixados ou híbridos (uma parte é prefixada e outra atrelada a algum índice financeiro, como a Selic ou CDI).

Normalmente, os CDBs são atrelados ao CDI.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os CDBs que oferecem retorno maior, são aqueles emitidos por bancos digitais, não tão grandes e conhecidos como os tradicionais.

Os bancos menores oferecem rendimentos mais atrativos para atrair clientes.

Além disso, os CDBs de maior rentabilidade costumam ter prazos de aplicação maiores.

A desvantagem é que, ao contrário dos LCIs e LCAs, os CDBs estão sujeitos à tributação.

Os CDBs também são protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito.


4. Bolsa de Valores

É na Bolsa de Valores que você pode comprar e vender ações.

Em alguns países há várias bolsas de valores. Contudo, aqui no Brasil, nós temos apenas a B3.

Aliás, como a B3 é uma empresa de capital aberto, você pode comprar ações dela através do código B3SA3.

Se você quer começar a investir na bolsa, deve primeiramente abrir uma conta em uma corretora de valores. Afinal, são essas instituições que funcionam como intermediárias entre pessoas físicas e os investimentos (ações, títulos e fundos).

E ao contrário do que provavelmente você já ouviu falar, a bolsa de valores não é apenas para ricos, já que existem ações de boas empresas que custam menos de R$ 15,00.

A Bolsa de Valores é uma boa opção para pessoas que gostam de investimentos de longo prazo.

Para você se dar bem com a compra e venda de ações, é importante ter paciência, diversificar a sua carteira, estudar sobre o mercado financeiro e nunca agir por impulso!


5. Fundos Imobiliários

 Os fundos imobiliários (FII) são fundos de investimento destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários.

Ou seja, é uma forma de você investir nesse mercado, mas com menos riscos do que ao comprar um imóvel.

Basicamente, eles são classificados em três tipos:

Fundos de tijolo: esses são os imóveis que possuem imóveis físicos, como galpões, shopping centers e hotéis.

Fundos de papel: patrimônio composto por aplicações financeiras do setor imobiliário, como o LCI, por exemplo.

Fundos de desenvolvimento: os fundos de desenvolvimento visam construir imóveis. São considerados mais arriscados do que os outros.

Uma das principais vantagens dos Fiis é a diversificação. Você pode comprar cotas de diversos fundos sem gastar muito.


6. Fundos multimercado

O fundo multimercado é aquele que aloca o capital dos cotistas em diferentes opções do mercado financeiro, tanto em renda variável quanto fixa, buscando sempre a rentabilidade mais vantajosa.

É uma categoria de fundo de investimento, ou seja, um tipo de aplicação financeira, como o CDB.

Essa modalidade de investimento de longo prazo recebe esse nome porque interage com diversos mercados, não apenas com um.

A vantagem é que os fundos multimercado dão liberdade para o gestor procurar as melhores oportunidades de ganho, considerando as condições do mercado.


7. Previdência Privada

A Previdência Privada é uma aposentadoria que não está ligada ao sistema do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Ou seja, é como se ela fosse um complemento à aposentadoria tradicional.

Você pode continuar contribuindo para o INSS. Mas se quiser ter mais segurança e tranquilidade financeira na terceira idade, a previdência privada é uma ótima opção.

Na verdade, se você desejar, pode até mesmo resgatar o dinheiro antes de se aposentar.

Por exemplo, você pode guardar dinheiro para a faculdade do seu filho, mudar de país, comprar uma casa própria e, quando necessário, pedir o resgate da sua aplicação na previdência privada.

A vantagem dessa modalidade é que ela oferece rentabilidade significativa no longo prazo e condições diferenciadas para você construir um bom patrimônio financeiro.


Conclusão

Como você pode ver, há diversas opções de investimentos de longo prazo. Cada uma delas tem suas vantagens e desvantagens, e por isso, é importante conhecer as principais.

Caso prefira, você pode investir em mais de uma ou então, na que mais se aproxima do seu perfil de investimento, renda, tempo em que pretende investir, etc.

Ou seja, existe a possibilidade de construir um portfólio de investimento com estratégias diferentes, tanto a curto quanto a longo prazo!

Em conclusão, investimentos de longo prazo são excelentes opções para o seu futuro!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu