Investimentos a longo prazo: melhores opções

O mundo financeiro tem diversas vertentes diferentes, e dentre elas podemos encontrar investimentos a longo prazo, curto prazo, renda variável e muito mais.

Anúncios

E hoje vamos falar do investimento a longo prazo, que é uma estratégia interessante para quem tem paciência e pretende esperar para obter seus frutos no futuro.

Vale ressaltar que todas as decisões de investimento devem ser tomadas com base em uma compreensão sólida do perfil do investidor e das condições do mercado.

Investimentos a longo prazo

O que são investimentos a longo prazo?

Investimentos a longo prazo referem-se a estratégias financeiras em que os investidores alocam recursos com a intenção de manter seus ativos por um período estendido, geralmente de vários anos a décadas.

Nesse tipo de investimento, as pessoas irão aplicar uma certa quantia de dinheiro para ficar retida por um tempo pré determinado, com objetivo de ficar rendendo, para que depois que o período acabe possa ser resgatado.

O objetivo principal desses investimentos é buscar ganhos ao longo do tempo, aproveitando o poder do crescimento composto e tolerando as flutuações de curto prazo nos mercados financeiros.

E também é importante entender quem é o público alvo desse tipo de manobra financeira. As pessoas que mais optam por ir por esse caminho são investidores que buscam por certos objetivos financeiros maiores e que podem fazer grande diferença no futuro.

Anúncios

Por exemplo, quem quer ter uma boa aposentadoria, ou dar uma boa educação aos seus filhos, ou então se você tem como objetivo uma grande compra, seja uma casa ou um carro, esses são os tipos de pessoas que procuram opções de investimentos a longo prazo.

5 opções de investimentos a longo prazo

Como podemos ver, optar por investimentos a longo prazo pode ser muito interessante dependendo dos seus objetivos futuros e quais são seus desejos.

E antes de entrar nesse meio, você terá que entender quais são as melhores opções e como funcionam. Vamos ver agora algumas dessas opções:

1 – Ações

As ações são uma das formas de investimentos a longo prazo mais comuns e conhecidas no mercado. Provavelmente são um dos principais e primeiros contatos que temos ao falar de investimento.

As ações representam uma parcela de propriedade em uma empresa e conferem aos acionistas direitos proporcionais aos lucros e decisões da empresa.

Nesse tipo de investimento você poderá ser um dos acionistas, e dependendo da empresa a qual se tornar sócio, pode acabar gerando uma alta rentabilidade, mas também são uma das mais arriscadas nesse tipo de investimento.

2 – Fundos de investimento

O fundo de investimento é um tipo de forma de investimento coletivo, que envolve mais de uma ou duas pessoas.

Um gestor irá administrar os recursos dos diversos investidores para poder aplicar em carteiras diversificadas.

Os fundos de investimento proporcionam diversificação instantânea, pois investem em uma variedade de ativos financeiros, como ações, títulos, câmbio e muito mais.

Tudo isso com objetivo de reduzir os riscos que acompanham investimentos.

3 – Fundos imobiliários

Os fundos imobiliários ou FIIs são uma forma de investimento coletivo que reúne recursos de diversos investidores para aplicação em ativos relacionados ao mercado imobiliário.

Esses fundos são geridos por instituições financeiras e administradoras especializadas.

Quem opta por esse tipo de investimento a longo prazo em que se investem em diversos tipos diferentes de ativos imobiliários, edifícios comerciais, shoppings e muito mais.

Assim como em outros fundos de investimento, os FIIs são geridos por profissionais especializados, que tomam decisões em relação à aquisição, gestão e venda dos ativos imobiliários da carteira.

Para quem tem alguma renda passiva, ou quer investir sem ter que comprar um imóvel em seu nome diretamente, essa é uma ótima opção.

4 – Tesouro Direto

O Tesouro Direto é uma opção popular para investidores com objetivos de longo prazo, como a aposentadoria, devido à sua segurança e previsibilidade.

O Tesouro Direto é uma forma de investimento em títulos públicos federais oferecida pelo governo brasileiro.

Esses títulos são emitidos pelo Tesouro Nacional e podem ser adquiridos por investidores individuais, proporcionando uma maneira acessível e segura de investir em renda fixa.

E dentro do tesouro direto, existem diferentes tipos de títulos como o Tesouro Selic, IPCA e o prefixado, cada um com diferentes características específicas relacionadas à rentabilidade e seus perfis de risco.

O tesouro selic é geralmente indexado à taxa básica de juros da economia, a Selic, o que é interessante para quem se preocupa com liquidez diária.

Já o Tesouro IPCA é relacionado ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo que tem um bom retorno e proteção contra a inflação.

Por fim, o tesouro prefixado traz uma taxa de juros pré determinada desde o momento da sua compra até o momento em que for receber o retorno, trazendo mais previsibilidade.

5 – CDBs

CDBs são certificados de depósito bancário, ou seja, são títulos de renda fixa emitidos por bancos como forma de captação de recursos.

Esse tipo de investimento oferece uma taxa de juros conhecida no momento da aplicação ou podem ser vinculadas a diferentes tipos de indicadores financeiros como CDI ou Selic.

Alguns CDBs têm rentabilidade pré-fixada, ou seja, o investidor sabe exatamente quanto receberá no vencimento. Outros são pós-fixados, atrelados a indicadores como o CDI, e a rentabilidade pode variar ao longo do tempo.

Os CDBs podem ter prazos variados, desde curto, médio e longo prazo. Os investidores podem escolher CDBs que atendam às suas necessidades de liquidez e horizonte temporal.

Os CDBs contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para aplicações de até R$ 250.000,00 por instituição financeira e por CPF.

Isso significa que, em caso de insolvência do banco emissor, o investidor tem a garantia de receber até esse valor por CPF.

Além disso, você pode ter outros tipos de investimentos a longo prazo como LCIs e LCAs, CRIs e CRAs, ouro, previdência privada, investimento em empresas e muitas outras opções que podem ser interessantes para ter um bom retorno no futuro.

Lembre-se de que a diversificação é fundamental ao construir uma carteira de investimentos a longo prazo, e a orientação de um profissional financeiro pode ser valiosa para tomar decisões informadas.