Investimentos a curto prazo: melhores recomendações

Nos dias de hoje, o mercado financeiro e de aplicações está muito em alta, com uma grande variedade de opções permitindo a escolha entre investimentos a curto prazo e a longo prazo também.

Anúncios

Os investimentos a curto prazo são geralmente associados a prazos mais curtos de resgate, geralmente de um a três anos.

Investimentos a curto prazo: melhores recomendações

O que são investimentos a curto prazo?

Diferentemente dos investimentos a longo prazo que podem ter um período de dois anos ou mais, os investimentos a curto prazo são aqueles que possuem até um ano, alguns possuem até uma semana de duração.

É um tipo de investimento indicado para quem quer ter um retorno rápido ou quer o seu dinheiro em um período mais curto.

Logo, é ideal para compras planejadas e que não tenham um valor tão alto, ou para formar fundos de emergência.

Por conta disso ele é muito utilizado por indivíduos ou empresas que querem preservar o capital com ganhos mais modestos.

Diferentemente de outros tipos de investimento, quando ele é a curto prazo o rendimento geralmente é menor, e consequentemente os riscos são menores.

Anúncios

Isso acontece principalmente porque o dinheiro passa pouco tempo rendendo, então tem menos chance de sofrer variações significativas que possam trazer prejuízos ao seu investimento.

Embora os retornos em investimentos a curto prazo possam ser mais modestos em comparação com opções de longo prazo, eles oferecem uma maneira de preservar o capital e mitigar riscos.

Um aspecto fundamental é a liquidez, ou seja, a facilidade com que um investimento pode ser convertido em dinheiro.

Muitos investimentos a curto prazo são altamente líquidos, permitindo aos investidores resgatar seus fundos com facilidade.

Opções de investimentos a curto prazo

As opções de investimentos a curto prazo acabam sendo mais acessíveis para os investidores, principalmente aos que possuem menos capital para investir.

E no mercado financeiro existem diferentes opções de investimentos a curto prazo, veja quais são:

Poupança

A poupança é frequentemente considerada um investimento a curto prazo devido à sua liquidez imediata e acessibilidade.

É uma opção popular para quem está buscando uma maneira mais simples e segura de guardar seu dinheiro no curto prazo.

Pode ser usado para situações emergenciais ou algum objetivos a curto prazo, por exemplo, para poder comprar um computador mais caro ou algo que esteja um pouco acima do seu orçamento, mas não seja extremamente caro.

Os fundos depositados na poupança podem ser retirados a qualquer momento, proporcionando uma fonte imediata de liquidez.

Além disso, os rendimentos da poupança são isentos de Imposto de Renda, o que pode ser uma vantagem para investidores em busca de simplicidade e economia fiscal.

E não podemos deixar de falar da segurança, já que é um dos tipos de investimento com menos riscos e volatilidade.

Porém, a rentabilidade da poupança não é das melhores, por isso muitas pessoas evitam esse tipo de investimento, ou aplicam pouco capital.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic, ou Tesouro Direto Selic, é um dos títulos públicos oferecidos pelo Tesouro Nacional no Brasil. Ele faz parte do programa Tesouro Direto, que permite que investidores pessoa física comprem títulos diretamente do governo federal.

O rendimento do Tesouro Selic está relacionado à taxa básica de juros da economia brasileira, conhecida como Taxa Selic. Isso significa que a rentabilidade do título acompanha as variações na taxa Selic.

Mas dentre os investimentos de curto prazo o tesouro selic é um dos que possui menos riscos também, já que é garantido pelo governo brasileiro.

O Tesouro Selic possui liquidez diária, o que significa que o investidor pode resgatar seus recursos a qualquer momento, sendo uma opção bastante flexível em termos de acesso ao dinheiro investido.

Por conta desses motivos ele é constantemente apontado para objetivos de curto prazo, como reserva de emergência ou metas a serem alcançadas em um horizonte temporal próximo.

Fundos DI

Os Fundos DI (Fundos Referenciados DI) são uma categoria de fundos de investimento que têm como objetivo seguir a variação da taxa DI (Depósito Interbancário), que está próxima à taxa Selic.

Esses fundos são conhecidos por serem opções de investimento conservadoras, indicadas para quem busca uma rentabilidade próxima à taxa básica de juros da economia brasileira.

Também são de baixo risco já que a maioria dos seus títulos são públicos, e os privados também apresentam baixos riscos.

LCIs e LCAs

LCI significa Letra de crédito Imobiliário enquanto LCA significa Letra de Crédito do Agronegócio, e esses são dois tipos de investimentos a curto prazo.

É um investimento de renda fixa que as instituições financeiras oferecem para garantir financiamentos para outras pessoas.

São formas de investimento consideradas de baixo risco já que possuem garantia de ativos, sejam eles imobiliários ou de agronegócio.

Ambos são conhecidos por oferecerem isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas e são considerados investimentos conservadores.

As LCI e LCA são emitidas por instituições financeiras para captar recursos destinados aos respectivos setores. Os recursos arrecadados são geralmente direcionados para financiamentos de empreendimentos imobiliários e de agronegócio.

Os dois tipos podem ter prazos diversificados, indo de meses, a um ano ou até mais do que um ano.

Antes de investir em LCIs ou LCAs, é importante analisar as condições específicas de cada título, incluindo prazos, taxas de remuneração, e condições de resgate.

Esses dois tipos de investimento a curto prazo vão permitir que você diversifique a sua carteira, uma das coisas mais importantes para todos os investidores, sejam eles experientes ou iniciantes.

CDBs 

Os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) podem ser tanto de curto prazo quanto de longo prazo, dependendo do prazo de vencimento do título escolhido pelo investidor.

As instituições financeiras emitem os certificados com uma variedade de prazos, permitindo aos investidores escolherem opções que se alinhem aos seus objetivos financeiros.

Muitos deles possuem prazos realmente muito curtos, como 30, 60 ou 90 dias, podendo chegar até alguns meses. Nesse caso eles possuem uma liquidez muito mais rápida.

Enquanto outros podem durar anos ou décadas, com uma taxa de juros mais atrativa geralmente.

Identifique os investimentos a curto prazo que mais te atraem e você poderá ter melhores rendimentos de acordo com suas necessidades.