Investimento em renda fixa: a virada do ano. Saiba como aproveitar!

Muitos desejam investir, mas não quer saber de correr riscos. E para isso existe a renda fixa! Mas você sabe o que é o investimento em renda fixa? Confira!

Anúncios



Você já ouviu falar sobre investimento em renda fixa mas não sabe bem o que é ou como funciona?

Cartões mais recomendados

Quem não gosta de se arriscar a perder dinheiro, com certeza gosta do nome “investimento em renda fixa”, mas mesmo esse tipo de investimento tem os seus riscos.

Esse tipo de investimento é bem tradicional no Brasil.

Até mesmo quem não se interessa muito pelo assunto conhece algum ou já sabe o nome de um tipo de investimento em renda fixa.

Para quem já conhece mais sobre o ambiente de investimentos, saiba que o perfil conservador é o que mais gosta dessa aplicação financeira.

Mas mesmo para os outros perfis de investidor, ter investimentos em renda fixa é uma maneira de fazer uma reserva de emergência e diversificar o leque de investimentos.

Anúncios


É sempre uma opção investir em renda fixa para diminuir os riscos em qualquer portfólio. Saber como investir em renda fixa é muito importante para todos os investidores.

Nesse texto iremos nos aprofundar sobre o tema dos investimentos em renda fixa. O que são, como funcionam, como é o rendimento e como investir. Falaremos também sobre três dos mais populares tipos de renda fixa no mercado de hoje!

investimento em renda fixa a virada do ano

Entendendo sobre o universo de investimento em renda fixa

A primeira coisa que devemos falar sobre o investimento em renda fixa é que as rendas são fixas por que são definidas antes do investimento. Geralmente com um dia para começar e um para acabar.

E essa é a grande diferença entre renda fixa e renda variável. Com a renda fixa, não existe surpresa: podemos escolher até quanto risco queremos correr.

Vale notar que muitos títulos de investimento em renda fixa são protegidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), em até R$ 250 mil, por investidor e por instituição financeira.

Então esse tipo de investimento é sim muito seguro, e pra quem não quer risco nenhum são a melhor escolha.

Anúncios


Mas não são totalmente sem risco. Existe a possibilidade de que a agência ou a empresa emissora dos títulos não consigam pagar por eles.

O risco do calote por parte do governo é praticamente zero, mas mesmo nas empresas privadas que emitem títulos de renda fixa esse risco é considerado muito baixo.

Outro risco é que o mercado possa afetar o valor de alguns ativos, e assim o investidor tenha que resgatar o valor investido antes do fim do investimento para ter o melhor rendimento.

Por exemplo, a taxa de juros pode oscilar, e com isso fazer com que títulos antigos percam ou adquiram mais valor no mercado.


O que é investimento em renda fixa?

Mas afinal, o que é investimento em renda fixa?

Como dissemos, investimento em renda fixa é todo aquele que já tem as regras e o rendimento pré-definidos.

Na hora de investir, você está sabendo do prazo, as taxas, o rendimento e qual o índice usado para calcular os juros do investimento.

Normalmente os investimentos em renda fixa funcionam da seguinte forma: você empresta seu dinheiro para o governo ou para empresas particulares, e eles te devolvem com juros (este já sendo indexado em algum indicador, como a taxa Selic ou o CDI), e depois de um tempo já definido.

Todas as informações já são claras desde o início do investimento. Para qual finalidade será usado o dinheiro aplicado: seja para pagar dívidas, financiar projetos e atividades empresariais ou até o desenvolvimento social e urbano em alguns títulos do governo.

A grande vantagem da renda fixa é a previsibilidade dos ativos.

Podemos saber como irão se comportar e quanto iremos ganhar ao longo de um período de tempo com certa precisão.

E esse tipo de investimento em renda fixa possui muita diversidade de opções de ativos e de emissores diferentes. Diversificar a sua carteira de renda fixa não é difícil.

E quanto à desvantagem de se investir em renda fixa, é em relação aos retornos.

Esses podem ter um retorno bem mais lento e menor do que os de renda variável, e com a queda dos juros nos últimos anos, a rentabilidade dos investimentos em renda fixa tem deixado a desejar para alguns.

Outro ponto é que alguns ativos em renda fixa exigem uma aplicação inicial com valor muito elevado, dificultando a entrada dos pequenos investidores.

Não são todos, e as opções para os pequenos são muitas, mas vale notar.

Quem quer investir a longo prazo e sem correr muitos riscos, o investimento em renda fixa talvez seja o ideal.


Como funciona o fundo de investimento em renda fixa?

Iremos ver mais adiante os diversos tipos de renda fixa, um a um, desde a poupança até as debêntures. Agora vamos falar sobre como funciona o fundo de investimento em renda fixa.

Fundos de investimento em renda fixa funcionam praticamente como qualquer outro tipo de fundo de investimentos.

Ou seja, é uma aplicação onde diversos ativos diferentes são comprados ao mesmo tempo, e diversas pessoas investem nesses ativos conjuntamente, reunindo os recursos de vários investidores.

Os fundos de investimento em renda fixa têm que ser administrados por gestores profissionais, e o patrimônio do fundo é aplicado em diversos ativos de acordo com a proposta de cada fundo.

Se as aplicações do fundo tiverem rendimento, o fundo também, mas também leva prejuízo se as aplicações não derem certo.

Para se investir em um fundo, você precisa comprar cotas, e não investe nos ativos diretamente.

No caso dos fundos de renda fixa, os ativos em que o gestor irá aplicar o dinheiro serão de renda fixa, os vinculados a índices de preços e à taxas de juros, em pelo menos 80% do montante.

Esses fundos podem sim incluir ativos de maior risco, para diversificar o fundo, mas não pode fugir dos 80% para ser considerado fundo em renda fixa.

A grande vantagem de se investir em um fundo de investimento em renda fixa é que você apenas compra as cotas do fundo para participar, e deixa a gestão dos ativos na mão de um profissional e de uma empresa financeira que você confia.

Quanto rende a renda fixa por mês?

Saber quanto rende a renda fixa por mês depende muito de que tipo de investimento em renda fixa e de como a Taxa Selic está se comportando em um determinado período de tempo.

Afinal, a taxa Selic é o juro mais importante para a economia brasileira, e assim quanto mais alta estiver a Selic, maior serão os rendimentos do investidor.

Estar a par da taxa Selic é muito importante para saber como investir em renda fixa.

Os rendimentos de investimento em renda fixa são geralmente mais baixos que aqueles da renda variável, mas para compensar, mas geralmente é muito mais fácil descobrir quanto rende um ativo em renda fixa por mês.

Antes de falarmos em como descobrir quanto rende a renda fixa por mês, vamos falar sobre os três tipos principais de remuneração dos títulos de renda fixa que existem, que influenciam na hora de se descobrir o rendimento mensal. Os três tipos são:

  • Prefixados: os juros são fixos e estabelecidos no momento em que os títulos são lançados, e assim fica fácil saber qual o valor final no período do investimento;
  • Pós-fixados: a remuneração dos títulos pós-fixados é atrelada a um indicador de referência, como a taxa do CDI ou a Selic, e o valor do título é atualizado conforme esse indicador. O investidor já sabe no início qual é o indicador, mas é difícil ser específico no montante recebido ao final, já que a taxa deste indicador pode variar ao longo do tempo;
  • Híbridos: e por último, temos uma combinação dos dois tipos anteriores. Ou seja, o rendimento é medido por juros fixos e ainda é atrelado a um indicador que pode variar com o tempo. O maior exemplo é o dos títulos atrelados à inflação, pagando uma taxa pré-definida, mais uma variação no IPCA (ou algum outro índice de preços).

Não é fácil dizer exatamente quanto rende a renda fixa por m6es, pois cada caso é um caso, mas vamos dar um exemplo de investimento em renda fixa para que tenhamos uma ideia de como calcular esse rendimento mensal.

Vamos imaginar que exista um título de renda fixa atrelado a taxa CDI (certificado de depósito bancário), que é um indicador que determina o rendimento anual de diversos tipos de investimentos.

O rendimento do CDI pode ser demonstrado mês a mês, e pode ser encontrado facilmente na internet.

Para o nosso cálculo, imagine que você investiu R$1.000,00 em um título que rende de acordo com a CDI em 2019: no mês de janeiro, o CDI mensal foi de 0,54%, ao final você teria R$ 1.005,40; no mês de janeiro, foi de 0,49%, e em março foi de 0,47%, e por aí vai. Cada mês renderia um valor distinto. Ao final do ano, foi calculado o rendimento do CDI 2019, que foi de 5,96%.


Investimento em renda fixa a oportunidade do ano

Como investir em renda fixa?

Se você chegou até essa parte da leitura, certamente está curioso em saber como investir em renda fixa! Não é mesmo?

A primeira coisa que você deve fazer antes de colocar o seu dinheiro em um investimento de renda fixa é estabelecer quais são os seus objetivos e suas metas como investidor.

Pondere sobre os seus planos, quanto dinheiro tem disponível para investir, quanto pode dispor mensalmente e quanto você quer ganhar ao final.

Agora que você já sabe o que quer fazer, o próximo passo é abrir uma conta em uma corretora autorizada de sua confiança, e então estude todas as opções que a corretora oferece de investimento em renda fixa e pesquise bem sobre os títulos escolhidos.

Lembre-se de sempre respeitar o limite do FGC, que garante os títulos de renda fixa, para que você tenha mais segurança na hora de investir.

Caso o banco venha a falir durante o período do investimento, O FGC garante R$ 250 mil de ressarcimento por instituição financeira.


Quais são os mais populares tipos de renda fixa?

Separamos uma lista sobre quais são os mais populares tipos de renda fixa logo a seguir!

Existem muitos tipos de investimento em renda fixa no Brasil, mas 5 títulos são os mais populares e mais conhecidos no mundo dos investimentos.

Saiba mais para ter mais segurança de como investir em renda fixa:

Tesouro Direto

Os títulos do Tesouro Direto são títulos públicos federais do Tesouro nacional, e é um dos primeiros que novos investidores compram quando decidem começar a investir. Isso porque as vantagens são muitas.

O valor inicial de investimento é muito baixo, e a partir de R$30,00, é possível se investir em Tesouro Direto.

É muito seguro, por ser um título do governo, e o resgate pode ser feito a qualquer momento.

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

É um dos investimentos em renda fixa mais populares.

O título é basicamente um empréstimo do investidor para instituições financeiras, que precisam de liquidez para custear suas operações bancárias.

LC (Letra de Câmbio)

É muito parecido com o título anterior, e a diferença é a finalidade do recurso obtido pelas instituições financeiras, que usam o dinheiro investido para financiar as suas atividades.

O rendimento do investidor é o que foi emprestado mais a porcentagem preestabelecida.

LCA e LCI

Letras de Crédito, que funcionam como os dois últimos.

O LCA é a letra de crédito do Agronegócio, e a finalidade do dinheiro arrecadado é para financiar o setor do agronegócio.

Já as LCI, que são as letras de câmbio do setor imobiliário, funcionam de forma idêntica, mas são usadas para financiar o setor imobiliário.

Renda fixa Rico

A corretora conta com uma variedade em investimento em renda fixa Rico, e é uma corretora considerada fácil de usar, apropriada para iniciantes.

Foi fundada em 2011, e seus fundadores contam com muita experiência no mercado financeiro.

A corretora Rico não cobra taxa na abertura da conta, e oferece diversos conteúdo para o estudo aprofundado dos produtos disponíveis.

A Rico não tem taxa zero apenas na abertura da conta, mas para produtos de renda fixa como LCI e LCA, CDB e Tesouro Direto.

Renda fixa Nubank

A Nubak é a fintech com o maior número de clientes no Brasil, com mais de 35 milhões de clientes.

A instituição por si só oferece produtos de investimento em renda fixa Nubank, mas com auxílio de profissionais, como se fossem investimentos em um banco comum.

Contudo, a Nubank conta com a sua própria corretora de valores, a Nu invest, e é a plataforma ideal para comprar livremente os produtos de renda fixa que eles oferecem.

Renda fixa XP Investimentos

A XP investimentos é a maior corretora de Valores do país, com quase 20 anos de mercado, e pode ser considerada também a mais conhecida do Brasil.

A plataforma oferece diversos produtos, inclusive a renda fixa XP Investimentos, mas também fundos de investimentos em renda fixa e produtos de diversas instituições financeiras.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu