Investidor arrojado: os investimentos mais adequados para esse perfil

Saiba quais são os melhores produtos financeiros para o investidor arrojado!

Anúncios



O investidor arrojado costuma dar preferência para os investimentos de alto risco.

Cartões mais recomendados

Aliás, se esse é o seu caso, provavelmente já ouviu falar das boas possibilidades de rendimentos na bolsa de valores. Entretanto, existem vários outros rendimentos recomendados para quem tem perfil arrojado.

E quem evita investimentos de alto risco, deve estar pensando: afinal, por que alguém faria aplicações nesses investimentos? O objetivo não é justamente evitar os riscos?

De fato, um bom investidor deve sempre calcular os riscos antes de colocar o seu dinheiro em um produto financeiro. Porém, o ideal é que o investidor também diversifique a sua carteira, para maximizar os ganhos e minimizar as perdas.

Se você quer entender mais sobre o assunto, continue a leitura.

4 investimentos para o perfil arrojado

O que é o perfil de investidor?

O perfil de investidor é uma análise das suas características em relação aos investimentos.

Anúncios


Você pode ser considerado conservador, moderado ou arrojado (agressivo).

A categoria, geralmente, é definida de acordo com a sua tolerância aos riscos envolvidos.

Existem três perfis de investidor. São eles:

• Conservador: é o investidor que prioriza a segurança em suas ações. Por isso, evita investimentos arriscados. O conservador tende a manter a maior parte dos seus investimentos em produtos de renda fixa.

• Moderado: o investidor moderado gosta de segurança, mas possui uma certa tolerância a riscos.

• Arrojado: é o investidor que está disposto a abrir mão da segurança. Ou seja, ele está disposto a correr riscos para ter maior rentabilidade, principalmente no médio e longo prazo.


Quais são os melhores investimentos para o perfil arrojado?

Anúncios


Se você se identifica com o perfil arrojado, ou seja, procura por investimentos de alto risco, que oferecem chances de bons retornos financeiros no futuro, esse artigo é para você.

Abaixo, conheça as melhores opções de investimentos para o seu perfil:

1. Ações

Quando se fala em renda variável, não tem como não citar as ações.

Como já falamos, as ações não são os únicos investimentos de alto risco. Porém, de fato, é quase impossível encontrar alguém com um perfil arrojado que não investe em ações.

Investir em ações, basicamente, significa comprar pedacinhos de empresas.

Na prática, o investidor se transforma em um sócio da empresa. Contudo, manter-se sócio, está longe de ser o único objetivo de quem investe no mercado de ações.

Em resumo, é possível ganhar dinheiro com as ações através dessas três formas:

• Valorização das ações: a valorização ocorre quando aumenta a procura por um determinado ativo e, assim, o preço tende a aumentar. Quem tem essas ações na carteira, pode vendê-las durante a alta e lucrar.

• Dividendos: dividendos são uma parte dos lucros da empresa que são distribuídos entre os acionistas.

• Juros sobre capital próprio: os juros de capital próprio também são uma forma de remunerar os acionistas de companhias de capital aberto. Ao se tornar sócio, o investidor passa a ser dono de uma fração da empresa e, consequentemente, tem direito aos rendimentos.

Antes de ocorrer a distribuição de dividendos, a empresa já paga os impostos que incidem sobre o lucro, como o IR.

Já em relação aos juros sobre capital próprio (JCP), é responsabilidade do investidor pagar o valor do Imposto de Renda referente ao valor que recebeu.


2. Fundos imobiliários

Os fundos imobiliários (Fiis) são fundos de investimento destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários.

Um Fii é uma espécie de “condomínio” de investidores, que reúnem seus recursos financeiros para fazer aplicações em conjunto no mercado imobiliário.

Ou seja, os fundos são uma modalidade coletiva, na qual os investidores contam com o trabalho de um gestor do fundo, que irá decidir em quais ativos investir para a composição desse fundo.

Os ganhos obtidos com as operações são divididos entre os participantes, de forma proporcional ao que cada um aplicou.

Os fundos imobiliários são investimentos regulados e acompanhados tanto pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) quanto pela própria B3.

citação

3. Fundos de ações

Os fundos de ações são indicados para quem quer fazer aplicações de forma indireta na Bolsa de Valores.

Ou seja, em ações de companhias disponíveis no pregão.

Eles funcionam como um investimento coletivo. Os acionistas disponibilizam capital para um gestor administrar.

De acordo com a regulamentação do CVM, só é possível classificar um fundo de ações, quando 67% do valor das cotas pertence a ações.

Uma das grandes vantagens dos fundos de ações, é a possibilidade de contar com o trabalho de um profissional da área, que tem experiência no mercado acionário.

Também é uma excelente opção para diversificar a carteira de ativos.

Porém, obviamente existem riscos envolvidos, como por exemplo, a volatilidade dos papéis na bolsa de valores ou então, a possibilidade de obter pouca rentabilidade.

Além disso, o investidor pode não concordar totalmente com as decisões do gestor do fundo, o que pode ser um problema, dependendo da situação.


4. BDR (Brazilian Depositary Receipt)

BDR é a sigla para Brazilian Depositary Receipt, um certificado de depósito emitido e negociado no Brasil.

Ele representa as ações emitidas por empresas em outros países, mas que são negociadas no pregão da B3, a bolsa de valores do Brasil.

Ou seja, estamos falando de uma forma simples de investir em companhias negociadas em bolsas do exterior, mas sem precisar abrir conta em uma corretora estrangeira.

Isso significa que quem adquire um BDR, não compra diretamente ações da companhia no exterior, mas sim, investe em títulos representativos desses papéis.

Esse ativo não é exatamente algo novo. Mas no passado, ele estava disponível somente para investidores qualificados, que tinham mais de R$ 1 milhão em aplicações financeiras.

Felizmente, isso mudou!

Com as novas regras da CVM, os investidores do tipo pessoa física podem investir em algumas categorias dos BDRs.

como diminuir o risco de uma carteira de investimentos

Conclusão

O investidor com perfil arrojado tem mais tolerância aos riscos.

Por isso, ele usa seu conhecimento e experiência para buscar ativos com maior volatilidade, que podem apresentar bons retornos no futuro.

Para definir estratégias, além do perfil do investidor, é importante levar em conta os objetivos financeiros e o capital disponível!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu