Golpe do Sheik das criptomoedas: entenda o que aconteceu!

Saiba como aconteceu o golpe do sheik das criptomoedas e como você pode se proteger de possíveis fraudes

Anúncios



É bem provável que nos últimos dias, você tenha ouvido falar do golpe do sheik das criptomoedas, não é mesmo?

Cartões mais recomendados

Francisley Valdevino da Silva, o Francis da Silva, ex-empresário do ramo de marketing multinível, começou a se interessar pelo mercado de criptomoedas no ano de 2016, ao conversar com um estranho sobre o assunto.

Alguns meses depois, ele decidiu criar a startup cripto Intergalaxy, em Curitiba, Paraná.

Com promessas de lucros extremamente altos, ele conseguiu atrair até mesmo clientes famosos.

Porém, no final de 2021, Francis e seu grupo viraram alvo de centenas de ações civis no estado de São Paulo e no Paraná.

E se você quer saber mais sobre o que realmente aconteceu e como você pode se proteger de golpistas no mercado de criptomoedas, continue a leitura!

golpe do sheik das criptomoedas

Como o negócio funcionava?

Anúncios


Francis da Silva chegou a construir um verdadeiro grupo empresarial, composto por cerca de 100 empresas tanto no Brasil quanto no exterior.

As principais companhias são essas: Rental Coins Tecnologia da Informação LTDA, Intergalaxy Holding SA, ITX Administradora de Bens LTDA e Interag Administração de Fundos LTDA.

Aliás, em algumas dessas empresas, a mãe de Francis aparece como sócia.

O conglomerado de negócios era identificado como “Grupo Interag”.

Pois bem, esses “profissionais” ofereciam vários serviços relacionados ao mercado de criptomoedas: aluguel de ativos digitais, gestão de carteira, armazenamento das moedas e muito mais.

Os clientes interessados compraram essas stablecoins (moedas digitais consideradas menos voláteis) e as enviavam para a Rental Coins. A empresa ficava com os ativos por cerca de um ano e pagava juros mensais.

Anúncios


Um dos clientes da empresa chegou a fazer isso. No começo, fez um aporte de R$ 1000. A promessa é que ele receberia cerca de 6% de lucro todos os meses.

Em 12 meses, o aporte inicial de R$ 1000, chegou a virar R$ 1700. Desse modo, ele chegou a conclusão que o negócio funcionava e chegou a fazer um novo aporte, dessa vez, com o valor de R$ 30 mil, fracionado em stablecoins lastreadas em moedas fiduciárias e outras criptomoedas.

Nos dois primeiros meses, eles realmente pagaram. Contudo, depois disso, segundo o cliente, a empresa começou a impedir os saques.

No site Reclame Aqui, há mais de 1000 reclamações sobre o negócio.

Fonte: InfoMoney


Golpe do sheik das criptomoedas: sheik tenta vender a sua mansão por R$ 64,5 milhões

O sheik das criptomoedas, colocou a sua mansão à venda pelo valor de R$ 64,5 milhões.

A casa fica localizada em Governador Celso Ramos, um balneário catarinense, a 50 quilômetros de Florianópolis, capital do estado.

Com sete andares, a mansão é símbolo da opulência do Sheik, que, infelizmente, enganou muitas pessoas, incluindo Sasha Meneghel, filha de Xuxa e Luciano Szafir.

Segundo Antonio Goto, presidente da Associação de Franqueados da InterAG, o empresário está tentando vender a casa para investir na recuperação da sua empresa e quitar as dívidas com todos os investidores.

Contudo, ele deixou bem claro que para isso acontecer, o empresário Francis da Silva (o sheik) deve antes de tudo, suspender os bloqueios judiciais.

Há várias fotos que mostram como é a mansão do sheik. A casa, que fica no Condomínio Recanto dos Mares, tem aproximadamente 2 mil metros de área construída, além de uma bela vista para o mar.

citação

Sasha Meneghel e seu marido caem em golpe do sheik das criptomoedas

Sasha Meneghel e seu marido João Figueiredo, foram vítimas desse golpe que trouxe prejuízos para um grande número de clientes.

O casal chegou a ter R$ 1,2 milhão de prejuízo com essa fraude. Eles conheceram Francis em uma igreja evangélica.

No começo, investiram R$ 50 mil. Porém, depois, decidiram assinar um contrato com investimentos que ultrapassam R$ 1 milhão.

A Rental Coins, nesse caso, prometeu rendimentos que poderiam chegar até 8,5% do valor investido, com uma operação conhecida como “aluguel de criptomoedas”.

O casal não teve o retorno prometido e, por esse motivo, decidiu denunciar a Rental Coins, com um processo por dano material e alegando fraude.

Além de famosos, o sheik também enganou pastores e outros fiéis.

Ao O Globo, ele disse que o seu grupo empresarial está passando por uma reestruturação e, por isso, não pagou os rendimentos mensais prometidos. Em nota, disse que os pagamentos serão retomados no mês de outubro.

Além disso, de acordo com a publicação, o sheik está sendo investigado pela suspeita de crime contra o sistema financeiro nacional.

Fonte: Uol


Como evitar fraudes e golpes com criptomoedas?

O golpe do sheik das criptomoedas não é o único golpe envolvendo ativos digitais que apareceu recentemente na mídia.

Com a ascensão do mercado de ativos digitais e as altas valorizações, surgiram várias pessoas mal-intencionadas, que se aproveitam do momento para aplicar golpes financeiros.

Pensando nisso, vamos dar algumas dicas para você proteger os seus ativos digitais:

• Desconfie de promessas de ganhos rápidos e altos demais. Aliás, fique ainda mais desconfiado de promessas de “retorno garantido”.

• Jamais forneça seus dados pessoais para terceiros ou para plataformas digitais que você nunca usou antes

• Sempre busque informações sobre a empresa, fundadores e sócios

• Tome cuidado com as pirâmides financeiras. Se alguém falar que para você ter lucro, é preciso “trazer novos investidores ou amigos e familiares”, desconfie imediatamente.

• Saiba exatamente como a empresa faz dinheiro

• Atenção com o phishing (crime virtual que induz as pessoas a compartilharem dados pessoais)

• Cuidado com as promoções de “tempo limitado” no mercado de criptomoedas. Para atrair investidores o mais rápido possível, alguns golpistas dizem que o investimento é algo exclusivo e valioso.

Como você pode ver, é preciso ter cuidado nesse mercado. Se tiver qualquer suspeita, não invista o seu dinheiro.

Faça pesquisas na internet para entender se a empresa realmente é confiável e, também, entre no site Reclame Aqui para ver o que os clientes estão falando da empresa em questão.

golpes com criptomoedas

Conclusão

O golpe do sheik das criptomoedas trouxe graves prejuízos financeiros para as suas vítimas.

Ainda não se sabe o que vai acontecer. Porém, advogados que representam alguns dos clientes de Francis, já encontraram outros bens que pertencem a Francis, como uma mansão no Rio de Janeiro e um jatinho de R$ 79 milhões.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu