FIP Infraestrutura: como funciona esse ativo financeiro

Conheça mais sobre o FIP Infraestrutura e suas características

Anúncios



O FIP Infraestrutura não é um investimento tão conhecido, já que ele é restrito aos investidores qualificados.

Cartões mais recomendados

Afinal, esse ativo financeiro, embora traga boas possibilidades de lucro, também oferece mais riscos aos investidores.

E se você quiser conhecer mais sobre o FIP Infraestrutura, continue a leitura. Vamos explicar tudo sobre o assunto.

fip infraestrutura

O que é Fundo de Investimento em Participações (FIP)?

Para entender o que é FIP Infraestrutura, você precisa, primeiramente, entender o que é Fundo de Investimento em Participações (FIP).

Esse investimento, também chamado de Private Equity, é destinado aos investidores qualificados e deve ser constituído sob a forma de condomínio fechado.

O objetivo do FIP é participar, de maneira ativa, do crescimento de negócios. E é por isso que o foco é nas companhias de capital fechado.

Anúncios


O lucro é obtido com o desenvolvimento e crescimento da companhia ao longo dos anos.

Como os investimentos são direcionados às empresas em crescimento, os riscos são um pouco maiores.

Por esse motivo, ele está restrito aos investidores qualificados, que são pessoas físicas e jurídicas que possuem mais de R$ 1 milhão investidos ou tenham uma certificação aprovada pela CVM.


Quais são os tipos de Fundo de Investimento em Participações (FIP)?

Dentro dos FIPs, há uma subdivisão de tipos diferentes.

Isso significa que cada um possui suas próprias características e estratégias de alocação. Saiba quais são eles:

• Capital semente: esses FIPs investem em empresas com uma receita anual menor do que R$ 16 milhões. Devem ser analisados os três últimos anos de exercício social para essa definição.

Anúncios


• Empresas emergentes: o objetivo é investir em companhias ou sociedades limitadas com receita bruta de até R$ 300 milhões. O critério é o mesmo para o FIP Capital Semente, isto é, os últimos três exercícios sociais serão considerados.

• Infraestrutura: o patrimônio é investido em companhias de capital aberto ou fechado que atuam com projetos de infraestrutura, realizando pesquisa e trazendo desenvolvimento e inovação.

• Multiestratégia: como o nome já diz, esse FIP pode adotar vários tipos de estratégia. Ou seja, há possibilidades de alocação de recursos em todas as estratégias que mencionamos.

citação

FIP Infraestrutura: como funcionam os fundos de investimentos em participações de infraestrutura

O FIP Infraestrutura investe em projetos de infraestrutura no país.

Nesse caso, o patrimônio é investido em títulos de emissão de sociedades anônimas, de capital aberto ou fechado, que possuem foco nos projetos de infraestrutura e inovação.

As áreas são saneamento básico, energia, transporte, irritação, água, entre outros.

Um FIP Infraestrutura (FIP-IE) precisa ter, pelo menos, 5 cotistas. Aliás, nenhum cotista pode possuir mais que 40% das cotas emitidas pelo FIP-IE ou obter rentabilidade maior que 40% do rendimento do fundo.

Há uma grande vantagem para esse tipo específico de FIP:  isenção de imposto para pessoa física.


Quem pode investir em um FIP Infraestrutura?

No mercado primário (lançamento de novas ações no mercado), esse investimento está restrito aos investidores qualificados e profissionais.

Sendo assim, é necessário mais de R$ 1 milhão comprovadamente investidos, ter sido aprovado em exames de qualificação técnica ou possuir certificações aprovadas pela CVM.

Já no mercado secundário (ambiente em que os investidores compram e vendem ativos entre si), é possível adquirir cotas sem ser um investidor qualificado ou profissional.


Mercado de infraestrutura no Brasil

Embora tenha boas possibilidades de crescimento, esse setor ainda sofre com problemas como rodovias de qualidade e aeroportos.

As oportunidades de investimentos, principalmente com os marcos regulatórios, podem trazer mais segurança e maiores fontes de funding com o desenvolvimento de financiamento via mercado de capitais.

Fonte: Expert XP


Quais as principais vantagens do Fundos de Investimento em Participações (FIP)?

Os Fundos de Investimentos em Participações apresentam várias vantagens para os investidores.

Dentre elas, podemos citar:


Gestão profissional

A gestão profissional é muito importante para quem busca por segurança e eficiência.

Esses especialistas possuem condições técnicas para analisar as perspectivas de retornos e os riscos envolvidos. Assim, conseguem criar uma boa estratégia de alocação.


Bom potencial de retorno

Há boas possibilidades de ganho no médio e longo prazo.

Por esse motivo, os FIPs são muito procurados pelos investidores arrojados, isto é, aqueles que estão dispostos a correr mais riscos, desde que haja boas chances de obter grandes retornos no futuro.


Governança Corporativa

Uma das principais características dos FIPs é a proximidade com a gestão do negócio.

Governança corporativa, basicamente, é um conjunto de práticas para gerir uma empresa.

Desse modo, torna-se possível pensar em estratégias para fortalecer o negócio e controlar as operações.

Sendo assim, podemos dizer que um dos objetivos dos investidores não é apenas agregar valor para a empresa em crescimento, mas também, influenciar positivamente na gestão com boas práticas de governança corporativa.

Sem dúvida, essa é uma das principais vantagens dos FIPs. Afinal, isso é algo que não acontece, pelo menos não de forma direta, com outras formas de investimento relacionadas, como os fundos imobiliários, por exemplo.


Diversificação da carteira

Diversificar a carteira é essencial para quem deseja aumentar as oportunidades e reduzir os riscos.

Aliás, como o FIP é um investimento mais arriscado que outros, o ideal é que os investidores interessados nesses fundos, criem uma boa estratégia de diversificação de ativos.


Quais são os riscos de investir em FIPs?

Investir em FIPs pode ser muito vantajoso para alguns investidores em empresas.

Entretanto, os riscos sempre devem ser considerados.

Como nesse caso, o investimento é focado em empresas que ainda não estão listadas na bolsa e são menos consolidadas, há o risco de sofrer com questões macroeconômicas e setoriais.

Também há o risco de liquidez. Geralmente, tratam-se de fundos fechados. Por isso, o capital investido pode ser resgatado somente após um período previamente estipulado, que normalmente é de médio ou longo prazo.

Portanto, é fundamental que você conheça todos os detalhes do fundo antes de investir.

tipos de riscos conheça os principais

Conclusão

Agora você sabe o que são Fundos de Investimentos em Participações e FIP Infraestrutura.

Para saber se esse investimento é vantajoso para você, o primeiro passo é analisar o seu perfil de investidor.

Além disso, a gestão é outro ponto essencial que deve ser verificado na hora de escolher um FIP. Por fim, os investidores também precisam conhecer todos os detalhes do fundo antes de fazer qualquer aplicação!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu