FIES Dívida: saiba como renegociar e conseguir anistia

Você tem dívida no FIES e está tendo dificuldades para fazer o pagamento das contas que adquiriu?

Anúncios

Isso acontece com vários estudantes em nosso país, que buscam diferentes opções de lidar com as dívidas e quitar seu débito.

É isso que vamos descobrir hoje, algumas dicas para quitar o código, renegociar a dívida e conseguir anistia.

O que é o FIES?

O FIES, ou Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, é um programa oferecido pelo Ministério da Educação do Brasil.

Foi criado em 1999, durante o Governo Fernando Henrique Cardoso e suas taxas eram 6,5%. Mas em 2010, durante o Governo Lula a taxa de juros caiu para 3,4%

Esse programa permite que estudantes concorram a um financiamento integral ou parcial das parcelas das mensalidades do curso que escolheu.

Como funciona?

E ele funciona da seguinte forma: a cada semestre o FIES abre e os candidatos podem se inscrever para concorrer ao financiamento estudantil.

Anúncios

Quem for selecionado terá auxílio total ou parcial do Governo Federal no pagamento de suas mensalidades, do começo ao fim do curso.

E ao final do curso, quando o estudante acabar, ele terá que pagar de volta o valor financiado em parcelas mensais.

Isso é feito principalmente para que o estudante possa se dedicar aos estudos e quando ele sai da faculdade, ele pode arranjar um emprego e ter mais tempo.

O que significa anistia?

De forma muito simples e geral, a anistia é um termo muito utilizado no meio jurídico e significa perdão. Simples assim.

Mas colocando no contexto do FIES, temos um processo em que o governo faz a remissão total ou parcial das dívidas relacionadas ao programa de benefícios estudantil.

A anistia pode ser concedida em situações específicas, como casos de dificuldades financeiras extremas, problemas de saúde graves, calamidades naturais ou outras circunstâncias excepcionais.

Tem como renegociar a dívida FIES?

Os alunos que tinham dívidas poderiam pedir a renegociação e anistia até dia 31 de dezembro de 2022, foi uma medida tomada durante a pandemia para auxiliar os muitos estudantes com pagamentos em atraso.

Nesse caso seria feita a anistia para multas, juros e outros encargos decorrentes da inadimplência, não necessariamente o valor todo, mas algo que pudesse ajudar os estudantes.

Porém, ainda em 2023 é possível fazer a renegociação para obter um perdão parcial ou suspensão da dívida que possui.

Regras para renegociar

Para que você possa renegociar uma dívida é necessário que tenha assinado o contrato do FIES até o segundo semestre de 2017.

E para obter o perdão e renegociação, é necessário que se tenha uma dívida, então o atraso deve ser de no mínimo 90 dias e deve ter sido pago pelo menos uma parte do que é devido.

Para poder negociar, é feita uma divisão dos devedores para poder fazer uma melhor administração.

Quem possuir um atraso nas dívidas de 90 a 360 dias, vai ter que pagar uma prestação de valor mínimo de R$200 reais.

Além de poder parcelar sua renegociação em até 150 meses, que vai levar aproximadamente 12 anos e seis meses.

Mas quem tem um atraso acima de 360 dias terá o desconto aplicado antes do parcelamento, este que só pode ser feito em até 10 meses.

Além disso, se for concedido o perdão ou a renegociação, o estudante terá que arcar com juros de 1% ao mês, bem menos do que quando começou. 

Como fazer a renegociação de dívida do FIES?

Ao fechar o contrato do FIES no começo do seu curso, terá que escolher entre Banco do Brasil e Caixa Econômica para realizar os pagamentos.

E é através destes bancos que os estudantes podem fazer a solicitação de renegociação do FIES.

Pela Caixa Econômica

Para conseguir fazer a solicitação pela Caixa Econômica Federal, precisará entrar na Caixa e acessar a sua conta.

Depois de fazer o login, você encontrará a opção de renegociação do FIES. Segundo informações de outros usuários, a Caixa tem as informações necessárias para saber se o seu perfil é apto ou não para a renegociação.

Além disso, você pode fazer a simulação para saber qual vai ser o valor da parcela da renegociação.

Pelo Banco do Brasil

Agora, se o seu contrato foi feito pelo Banco do Brasil, você precisará entrar com a sua conta neste banco específico.

Na página inicial você encontra a opção “Soluções de dívidas”, selecionando esse tópico você pode fazer a solicitação.

Posso participar do FIES?

E depois de todas essas informações relacionadas às dívidas FIES, você pode querer participar do programa para ter a oportunidade de uma graduação.

Mas quais são os requisitos? Bom, o primeiro deles é ter finalizado o ensino médio e ter feito qualquer Enem a partir de 2010, com uma média de pelo menos 450 pontos e não ter tirado zero na redação.

Além disso, o estudante precisa ter uma renda familiar bruta de até 3 salários mínimos por pessoa no mês.

E o ponto mais importante, o aluno precisa estar matriculado em um curso superior em uma instituição de ensino cadastrada no FIES, ela também precisa ter uma avaliação positiva no MEC.

E quem não pode?

E é claro que também existe a categoria de pessoas que não podem participar do programa de Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, e existem motivos para isso.

O mais básico deles é para as pessoas que não atendem os requisitos mínimos do programa, como a renda familiar e o desempenho mínimo do Enem.

Mas quem está matriculado em alguma faculdade e se inscreveu no programa com o curso trancado, também não poderá estar participando do processo.

Quem já foi beneficiário do FIES, ou tenha uma bolsa integral no ProUni também não estará apto a participar da seleção.

Assim como aqueles que estão em situação de inadimplência com Programas de Crédito Educativo.

Quem se enquadra em qualquer uma dessas situações não poderá participar do FIES e concorrer ao financiamento estudantil. E se você já participou, corra para não ficar inadimplente com a sua dívida.