8 dicas básicas de finanças para empreendedores

As melhores dicas de finanças básicas para empreendedores!

Anúncios



As dicas básicas de finanças para empreendedores podem ajudar e muito quem está começando ou até mesmo, quem já tem mais experiência na área.

Cartões mais recomendados

Quem pretende abrir o próprio negócio, deve dar atenção a múltiplos fatores na hora de administrar uma empresa, como criar estratégias para aumentar o lucro, diminuir os custos, controlar o fluxo de caixa, entre outros.

Claro que você terá a ajuda do seu contador e de um gestor financeiro para te ajudar.

Mesmo assim, existem alguns conceitos de finanças que todo empreendedor deve saber, pois assim, será mais fácil cuidar do próprio negócio.

E se você quer saber do que estamos falando, continue a leitura e descubra as melhores dicas de finanças básicas para empreendedores.

Confira!

8 dicas básicas de finanças para empreendedores

1. Planeje e controle os gastos

Anúncios


Quem tem dificuldades de controlar os gastos pessoais, também têm dificuldades em gerenciar os custos e despesas empresariais.

Ou seja, o hábito de não controlar a própria vida financeira, pode influenciar negativamente no desenvolvimento do próprio negócio.

Antes de qualquer coisa, lembre-se que é impossível ter uma vida financeira equilibrada se não há organização.

Por esse motivo, é necessário que você se organize para controlar tanto os gastos pessoais quanto os do seu negócio.


2. Separe as finanças pessoais das empresariais

Esse é um dos maiores erros dos pequenos empresários.

É que quando o empreendedor mistura as contas pessoais com as empresariais, ele perde o controle do próprio negócio.

Anúncios


Por esse motivo, fazer a separação das contas é um dos primeiros passos para quem deseja ter um negócio organizado.

Isso significa que você não deve pagar as contas pessoais com o dinheiro da empresa.

Além disso, é necessário otimizar o controle financeiro (através de planilhas e ferramentas específicas) e sempre se organizar.

Você precisa enxergar como está sendo gasto o dinheiro do seu negócio. Desse modo, vai ter uma visão mais profunda da situação financeira.


3. Prepare-se para os gastos

Um novo projeto sempre envolve gastos. Logo, abrir um negócio não é diferente.

Por esse motivo, é essencial que antes mesmo de você abrir a sua empresa, já comece a se planejar em relação aos principais custos e despesas.

Esses custos variam de negócio para negócio. Mas em geral, os mais comuns são:

• Energia elétrica

• Compra e manutenção de materiais

• Aluguel e condomínio

• Contabilidade e gestão financeira

• Marketing

• Impostos

• Serviços

E é nesse momento que o planejamento financeiro volta a ganhar destaque.

Se tiver que adquirir produtos ou contratar serviços, junte o quanto der antecipadamente, para que assim, você tenha mais tranquilidade e possa negociar descontos.


4. Corte gastos

Como falamos, abrir um novo negócio envolve vários custos.

Entretanto, há vários gastos que podem ser eliminados ou pelo menos, reduzidos.

Aliás, isso vai fazer com que o seu negócio ganhe vantagem competitiva. Afinal, você pode reduzir custos para que assim, consiga fazer investimentos em áreas estratégicas da sua empresa.

Veja algumas formas de reduzir custos:

 • Saiba negociar com os fornecedores: sempre tente negociar os preços, principalmente se você fizer o pagamento à vista.

• Mapeie processos internos: ao fazer isso, você vai se deparar com despesas desnecessárias e várias oportunidades de melhoria. Desse modo, será mais fácil reduzir custos.

• Tenha um planejamento estratégico: criar um planejamento estratégico é essencial para você encontrar oportunidades de investimento e identificar ameaças para o seu negócio.

• Faça pesquisa de preço: pode parecer óbvio, mas muitas empresas não conseguem controlar gastos excessivos pelo fato de não contarem com uma política objetiva de aquisição de bens e serviços.

• Evite desperdícios: conscientize e incentive o seu time a reduzir gastos, como por exemplo, energia, material de escritório, fotocópias, entre outros.

citação

5. Cuidado com os empréstimos

Quando se trata de negócios, realizar empréstimos pode ser uma boa opção.

Afinal, expandir o tamanho da empresa é algo que envolve altos custos.

E é por esse motivo que muitos empreendedores têm o costume de realizar empréstimos.

Porém, isso só deve ser feito quando há um bom planejamento financeiro e o empreendedor tem de fato, controle das próprias finanças.

É necessário ter cuidado para não prejudicar o orçamento empresarial. Sendo assim, sempre faça uma análise das condições de pagamento, juros e taxas envolvidas.


6. Tenha um fundo de reserva  

O fundo de reserva ou reserva de emergência, vai te ajudar a superar imprevistos financeiros.

Além disso, esse dinheiro também pode ser utilizado quando surgir alguma oportunidade.

Desse modo, você não vai precisar recorrer a empréstimos quando uma emergência surgir, pois vai ter um dinheiro guardado para lidar com o imprevisto.


7. Não ignore os riscos

Nos últimos anos, muitos brasileiros começaram a empreender.

A liberdade de tempo e as possibilidades de maiores ganhos, são algumas das vantagens de abrir o próprio negócio.

Entretanto, apesar de todos os benefícios, há riscos envolvidos. E se você os ignorar, pode comprometer as finanças do seu negócio.

Os riscos devem ser analisados e colocados no planejamento estratégico do seu negócio.

Dentre as principais ameaças, podemos citar:

• Crises financeiras

• Falta de visão empresariais

• Concorrência

Faça uma análise de todos os riscos e identifique formas de fazer com que a sua empresa possa lidar melhor com eles.


8. Tenha um bom contador

Para melhor controle do próprio negócio, o ideal é que você conheça pelo menos o mínimo de contabilidade e gestão financeira.

Mas isso não significa que você deve cuidar de tudo sozinho, pelo contrário.

Aliás, você não deve contratar um contador apenas porque é algo obrigatório, mas sim, porque esse profissional é essencial para o crescimento do seu negócio.

Um bom contador vai te ajudar a ter maior controle financeiro do seu negócio e manter a documentação sempre organizada.

Além disso, ele irá fazer com que você possa economizar tempo e, assim, focar em outras questões estratégicas da sua empresa.

benefícios da gestão financeira empresarial

Conclusão

Pequenas ações podem definir o futuro do seu negócio.

Não perca mais tempo – organize as finanças da sua empresa e comece a se planejar para montar uma reserva financeira e, assim, realizar investimentos que possam aumentar o lucro e tornar o seu negócio mais conhecido em 2022!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu