Contexto histórico do romantismo e dicas para a prova do Enem

Se você vai participar do Enem esse ano, é importante saber qual o contexto histórico do romantismo e suas principais características, visto que é um assunto muito importante e muito recorrente nas provas também.

Anúncios

Vamos entender muito mais sobre o romantismo no artigo de hoje e te preparar para quando esse assunto cair na prova!

    Contexto histórico do romantismo e dicas para a prova do Enem

    Qual o contexto histórico do romantismo?

    Para entendermos o contexto histórico do romantismo, é necessário saber o que é primeiramente. Trata-se de um movimento cultural, artístico e literário que surgiu por volta do final do século XVIII na Europa, e teve seu auge no século XIX.

    E o período em que o romantismo estava no auge foi marcado por diversas mudanças sociais, políticas e comportamentais das pessoas.

    Observando que o movimento surgiu no final do século 18 e esteve presente também no século 19, podemos relacioná-lo com dois outros acontecimentos históricos que aconteceram no mundo, mas principalmente na Europa, seu local de origem.

    Esses dois momentos são a Revolução Industrial e a Revolução Francesa, mas se formos falar do Brasil, ele também teve fortes influências do romantismo, em especial durante o século 19, que aflorou o nacionalismo em solo brasileiro.

    Revolução francesa

    A Revolução Francesa teve um impacto profundo no desenvolvimento do romantismo. Ela representou a busca por liberdade, igualdade e fraternidade, além de desafiar a autoridade monárquica e aristocrática.

    Anúncios

    Muitos escritores e artistas românticos viram a Revolução Francesa como uma fonte de inspiração para a luta contra a opressão e a injustiça.

    Revolução industrial

    A revolução industrial trouxe mudanças na sociedade, economia e na vida cotidiana, com uma urbanização mais rápida e as condições de trabalho geram nas pessoas um sentimento de desconexão com a natureza, o que refletiu na arte e literatura da época, que era o romantismo.

    No Brasil

    No Brasil o romantismo começou a surgir logo depois da independência do Brasil de Portugal de 1822, essa emancipação gerou um senso de nacionalismo e identidade própria nos brasileiros.

    Com isso a cultura e identidade nacional passaram a se desenvolver, os escritores do romantismo tinham como objetivo explorar elementos que lembrassem a nossa cultura, fauna, flora, história colonial e muito mais.

    Características do romantismo

    O romantismo é um movimento muito importante para todos, além de ser uma das escolas de literatura que mais caem no Enem, por isso é tão importante estudar esse contexto histórico.

    Os que praticavam esse movimento eram chamados de românticos, e a principal característica do romantismo são as emoções humanas, como amor, melancolia, paixão e até a tristeza.

    São emoções que conseguimos ver em todas as obras dessa época de forma muito intensa, além disso temos também o individualismo como característica importante, assim como a subjetividade.

    Os românticos acreditavam que cada pessoa tinha uma experiência única e que essa experiência deveria ser expressa de maneira pessoal e original.

    O nacionalismo também está intrinsecamente ligado ao romantismo, ele gera um senso de valorização da cultura e de toda a história de uma nação

    Ainda citando suas características, o romantismo é marcado por forte idealização da natureza, que é vista com bons olhos e demonstra beleza, perfeição e uma forma de escapar da realidade.

    A imaginação desempenha um papel central no romantismo. Os românticos acreditavam que a imaginação podia criar mundos e realidades alternativas.

    Principais obras do romantismo

    No romantismo existem algumas obras muito famosas que fazem sucesso e apresentam as principais características do movimento, veja alguns exemplos na literatura:

    • Os miseráveis” - de Victor Hugo, 1862 - esse romance é muito usado em escolas como livro didático, sendo referência no romantismo francês. A obra traz questões sociais, políticas e morais da revolução francesa;
    • Os Três Mosqueteiros”  - de Alexandre Dumas, 1844 - é um romance histórico muito aclamado ainda hoje em dia;
    • “Frankenstein” - de Mary Shelley, 1818 - é um romance gótico e um dos mais icônicos desse movimento, traz temas como criação e alienação;
    • “Canção do Exílio” - de Gonçalves Dias, 1846 - se trata de um poema lírico português que retrata muito bem o nacionalismo;
    • O guarani” - de José de Alencar, 1857 - romance da primeira fase do romantismo no Brasil que traz elementos da idealização da natureza, e um romance entre uma índia e um homem branco.

    Mas também temos muitos outros exemplos brasileiros que são usados em escolas como “Memórias de um Sargento de Milícias”, “Iracema” e outros.

    Por conta disso, grandes nomes desse movimento são José de Alencar, Joaquim Manuel, Gonçalves Dias, Gonçalves Magalhães e muitos outros.

    Como estudar o romantismo para o Enem?

    E nós falamos tudo isso sobre o romantismo porque é um assunto muito importante e que constantemente cai nas questões do Exame Nacional do Ensino Médio.

    Para que você possa conseguir estudar comece pelo contexto histórico do romantismo, já que todos acontecimentos históricos da época, como a Revolução Francesa e Industrial, possuem impacto direto no movimento.

    Aos estudantes que irão prestar o Enem este ano é importante conhecer as principais características do romantismo, incluindo ênfase na emoção, individualismo, natureza, nacionalismo e revolta contra as convenções.

    Entenda os principais subgêneros literários do romantismo, como o romance gótico, a poesia lírica e a prosa de ficção.

    Ler as principais obras, em especial as brasileiras, e ler resumos antes da prova pode auxiliar a identificar pontos importantes sobre o romantismo, como características de um livro, de uma frase ou figuras de linguagem.

    O Enem muitas vezes inclui questões que pedem a interpretação de trechos de obras literárias ou a análise de pinturas em relação ao contexto romântico.

    Análise as obras para identificar elementos românticos, como a exploração de emoções, a relação com a natureza e a ênfase na individualidade.

    Conheça também os autores mais importantes do romantismo em diferentes países, como Goethe, Victor Hugo, Mary Shelley, Machado de Assis, Edgar Allan Poe, entre outros.

    Parecem muitas informações para lembrar, porém, você poderá buscar questões de Enem e vestibulares, isso vai auxiliar a se familiarizar com os tipos de perguntas e alternativas que poderão ser encontradas durante todo o período da prova.

    Cronograma de estudo Enem: uma técnica infalível para preparação