CDB a longo prazo: vale a pena?

Será que o CDB a longo prazo vale a pena? Leia o texto até o final e descubra todos os detalhes sobre esse tipo de investimento financeiro!

Anúncios



CDB significa Certificado de Depósito Bancário. É um título de investimento emitido por instituições financeiras, como bancos, para captar recursos e assim, financiar suas operações.

Cartões mais recomendados

Assim como o Tesouro Direto e a caderneta de poupança, o CDB é um investimento de renda fixa, ou seja, é mais estável e seguro que os de renda variável.

Um investimento em CDB, tem basicamente o mesmo risco da poupança, pois ambos são protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para valores de até R$ 250.000.

E se você quer saber se o CDB a longo prazo é uma boa modalidade de investimento, continue a leitura!

Quais são os tipos de CDB que existem no mercado?

Há três tipos de CDB no mercado. Cada um deles é classificado de acordo com o tipo de rentabilidade que oferece. Veja agora quais são as três opções:

• CDB pós-fixado: no CDB pós-fixado, o CDB é atrelado ao CDI. O CDI acompanha de perto a taxa Selic. Por isso, é necessário estar atento à taxa atual e às previsões da taxa básica de juro para o futuro.

Anúncios


• CDB prefixado: a rentabilidade do CDB prefixado é determinada no momento da aplicação, não havendo qualquer alteração até o vencimento. Ele não depende do CDI e nem da taxa Selic. Dessa forma, o investimento renderá exatamente o que foi acordado no momento da contratação do investimento.

• CDB híbrido: como o nome já diz, há uma parte prefixada e outra atrelada a algum índice financeiro, como o CDI ou a Selic. O CDB híbrido é volátil e sujeito a alterações em sua rentabilidade.

cdb a longo prazo vale a pena

CDB a longo prazo: qual vale mais a pena?

Para quem pensa no futuro, os CDBs prefixados são opções mais recomendadas, já que o investimento irá render o que foi acordado no momento da contratação da aplicação.

Porém, há o caso de a economia entrar em uma tendência negativa, fazendo com que a inflação suba e você perca a rentabilidade.

Consequentemente, seu poder de compra poderá ser afetado.

Sendo assim, para quem pensa no longo prazo, existe a possibilidade de aplicar em CDBs híbridos, que como você já sabe, misturam os prefixados com os pós-fixados.

Anúncios


Eles rendem a inflação (IPCA) e mais uma taxa fixa, já predeterminada.

Desse modo, você garante que o seu poder de compra aumente cada vez mais e fique sempre acima da inflação.

Sendo assim, podemos dizer que é uma ótima alternativa para quem pretende ter ganhos no longo prazo.


Como investir no CDB?

Para você investir em um CDB, é preciso ter uma conta em um banco ou corretora de valores.

Normalmente, as instituições financeiras oferecem CDBs emitidos por elas mesmas (caso essa instituição seja emissora) e por outros bancos.

Se você quer visualizar os CDB disponíveis, é só navegar pelo home broker da instituição em que você criou uma conta.

Depois, escolha um dos títulos e selecione o valor que você pretende aplicar.


Há um valor mínimo de aplicação para o CDB?

O valor mínimo para aplicação depende do prazo de vencimento e da taxa de retorno ofertada.

Mas se você pretende começar investindo pouco, não se preocupe. Você sabia que há alguns títulos de renda fixa a partir de R$ 10,00? Contudo, há títulos em que o valor mínimo de investimento, passa de R$ 1000,00.

Sendo assim, o capital mínimo para começar a investir, depende diretamente do banco emissor do título.

Por isso, é importante avaliar quais instituições financeiras oferecem os melhores investimentos de acordo com a sua realidade e objetivos.

É importante lembrar que quanto maior a rentabilidade (taxa de retorno), menor serão os montantes mínimos para aplicação.


Qual a rentabilidade do investimento em CDB?

As taxas variam conforme as outras características do título, como por exemplo, a instituição financeira emissora, o prazo de investimento e a rentabilidade.

Isso significa que não há um valor exato para o rendimento, pois esses fatores podem aumentar ou diminuir a rentabilidade.

A liquidez também afeta o retorno dos investimentos. Normalmente, títulos de liquidez diária oferecem rendimentos menores.


Quanto rende o CDI? Qual a relação dele com o CDB?

Como você já sabe, a rentabilidade do CDB pós-fixado se dá em porcentagem do CDI. Mas afinal, o que isso significa na prática?

O Certificado de Depósito Interbancário (CDI) é um título emitido pelos bancos para a realização de operações de empréstimo entre si.

E o CDI, basicamente, é um indicador utilizado para calcular a rentabilidade de aplicações em renda fixa, como o CDB, por exemplo.

Os bancos mais conhecidos, geralmente, disponibilizam CDBs que rendem em torno de 80% do CDI. Já os bancos menores oferecem rendimentos que podem ultrapassar 100% do CDI.

Os bancos menores oferecem rentabilidade maior para atrair mais clientes!


Qual o melhor CDB em 2021?

O melhor CDB, obviamente, é aquele que oferece uma boa rentabilidade, mas também, possui características que satisfazem o seu perfil de investidor.

Vamos ver alguns exemplos:

CDB com liquidez diária

Quanto mais rápido um investimento pode ser resgatado (maior liquidez), menor será a rentabilidade.

Mesmo assim, até os CDBs com liquidez diária, em bancos digitais (não tão conhecidos quanto os mais tradicionais), oferecem rendimento de pelo menos 100% do CDI.

Qual o melhor CDB para resgatar no curto prazo?

Quanto mais tempo você deixar o dinheiro rendendo, melhor serão os rendimentos.

E a maioria dos CDBS não oferecem retornos tão vantajosos para investimentos abaixo de um ano.

Mas como você já sabe, é possível encontrar alternativas que rendam pelo menos 100% do CDI, mesmo no curto prazo.

Qual o melhor CDB para resgatar no médio e longo prazo?

Agora, fica um pouco mais fácil encontrar rentabilidades mais vantajosas. Ou seja, o CDB a longo prazo tem sim seus benefícios.

O prazo médio de resgate dos CDBs fica entre dois e três anos. A rentabilidade oferecida, por sua vez, vai de 110% a 120% do CDI. Mas também existem títulos pós-fixados de 4 e 5 anos.

Conclusão

O tempo joga a favor de quem investe em renda fixa. Ou seja, quanto mais tempo você investir, maior serão os seus ganhos.

Sendo assim, podemos dizer que há vantagens do CDB a longo prazo – a curto e médio prazo também!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais