5 dicas para fazer o dinheiro render com a alta da inflação

Você quer fazer o seu dinheiro render? Então está na hora de conhecer novas modalidades de investimento.

Anúncios



Para fazer o dinheiro render, não basta apenas poupar, é necessário investir para obter rendimentos. Ou seja, a poupança não é uma boa opção.

Cartões mais recomendados

A inflação oficial, em setembro de 2021, ficou em 1,16% e atingiu 10,25% em 12 meses.

Isso significa que o brasileiro está perdendo o poder de compra.

Aliás, com o aumento da inflação, se tornou ainda mais importante procurar por outras formas de investimento que ofereçam retornos mais significativos.

E para te ajudar, nós vamos te mostrar algumas formas de fazer o seu dinheiro render e assim, aumentar o seu patrimônio, mesmo em um cenário econômico tão incerto.

5 dicas para fazer o dinheiro render com a alta da inflação
5 dicas para fazer o dinheiro render com a alta da inflação|Foto: Valorizei

No que pensar antes de fazer o dinheiro render mais?

Todo investidor procura formas de aumentar o seu patrimônio financeiro através dos investimentos.

Anúncios


Contudo, antes de pensar exclusivamente em rendimentos, é importante traçar alguns pilares.

Sem conhecer esses fundamentos, você eleva os riscos dos seus investimentos. Além disso, pode tomar decisões equivocadas, já que não vai escolher as melhores opções de acordo com a sua realidade.

Dentre esses pilares, podemos citar:


Perfil de investidor

O perfil de investidor é um tipo de análise que identifica suas características e tolerância aos riscos em relação aos investimentos.

Basicamente, existem três perfis diferentes: arrojado, moderado e conservador.

O arrojado é aquele que está em busca de alta rentabilidade e, por isso, está disposto a correr mais riscos.

Anúncios


Já o conservador, prefere obter uma rentabilidade menor, desde que o investimento seja seguro e ofereça riscos baixos.

Já o moderado, como o próprio nome diz, tem bastante interesse em segurança, mas está disposto a abrir mão de parte dela em troca de bons rendimentos.


Reserva de emergência

A reserva de emergência deve cobrir pelo menos, seis meses dos seus gastos pessoais, caso você sofra com alguma dificuldade financeira, como por exemplo, gastos com saúde ou desemprego.

O ideal é que a sua reserva seja colocada em um investimento que ofereça rentabilidade, para que assim, você possa poupar e investir ao mesmo tempo.

Porém, nesse caso, a prioridade deve ser a liquidez, pois em caso de emergência, você vai precisar do dinheiro o mais rápido possível.

Dicas para fazer o seu dinheiro render acima da inflação

Agora que você já sabe a importância de conhecer o seu perfil de investidor e construir a sua reserva de emergência, está na hora de saber como fazer o seu dinheiro render mais.

Para te ajudar, nós vamos falar mais sobre alguns tipos de investimentos que oferecem rentabilidade considerável. Veja só:


1. Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um dos investimentos de renda fixa mais conservadores do Brasil.

Basicamente, ao investir no Tesouro Direto, você empresta o seu dinheiro para o Governo Federal.

Por serem vinculados ao estado, o risco de inadimplência é extremamente baixo.

O programa foi criado em 2002 pelo Tesouro Nacional. O objetivo era facilitar a entrada de pessoas físicas no mundo dos investimentos. Você pode fazer aplicações a partir de R$ 30,00.

O Tesouro Direto oferece liquidez diária para todos os papéis.

Em relação aos tipos de títulos públicos, podemos citar três opções:

• Prefixados: você sabe exatamente o quanto vai receber de retorno. Porém, para obter rendimentos, é preciso esperar o vencimento do título para fazer o resgate.

• Pós-fixados: os papéis são atrelados a um indexador que pode variar. Portanto, você só saberá o retorno total do investimento na hora em que for fazer o resgate.

• Híbridos: como o nome do título já diz, nesse caso, parte da remuneração é definida no momento da aquisição. Já a outra parte, fica atrelada à variação da inflação.


2. Fundos Imobiliários (Fiis)

Ao contrário do Tesouro Direto, os Fundos Imobiliários são um tipo de investimento em renda variável.

Os fiis funcionam como um grupo de pessoas, chamados cotistas, que se interessam em negócios imobiliários.

Como esse tipo de produto financeiro é rapidamente corrigido pela inflação, seu poder de rentabilidade aumenta.

Porém, devido aos riscos da renda variável, os fundos imobiliários são recomendados para investidores mais arrojados e que possuem foco no longo prazo.


3. LCI e LCA

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são investimentos em renda fixa isentos de Imposto de Renda.

Por esse motivo, são muitos procurados por investidores que priorizam opções seguras, mas que ao mesmo tempo oferecem rentabilidade superior à da poupança.

Do ponto de vista do investidor, não faz tanta diferença investir em uma LCI ou LCA. O que muda é o lastro do papel.

De forma geral, o funcionamento das LCIs e LCAs se parecem com outros produtos de renda fixa.

Porém, a liquidez é uma das desvantagens desse tipo de investimento. Em outras palavras, não dá para sacar o dinheiro a qualquer momento.


4. Letra de câmbio

A letra de câmbio (LC) é um investimento muito parecido com as LCIs e LCAs. Ambos são assegurados pelo FGC.

Porém, a letra de câmbio não é isenta de imposto de renda.

A LC é um título de crédito emitido por instituições financeiras que representa uma ordem de pagamento.

O prazo de investimento varia bastante. Contudo, ele costuma ser superior a dois anos.

É uma opção interessante para quem tem um perfil de investimento um pouco mais conservador e procura por alta rentabilidade.


5. Fundos de ações

Os fundos de ações são opções interessantes para quem quer investir em renda variável, mas sem correr tantos riscos.

Eles têm como objetivo o investimento em fundos acionários. Por definição, devem aplicar no mínimo 67% do patrimônio em ações negociadas em mercados organizados, como a bolsa de valores, por exemplo.

Os fundos de ações são um investimento coletivo, no qual os recursos financeiros de vários cotistas são aplicados no mercado acionário.

os principais erros de investidores iniciantes

Conclusão

Há vários tipos de investimentos para fazer o seu dinheiro render mais que a inflação.

Para potencializar o seu patrimônio financeiro e assim, aumentar os rendimentos, é importante que você foque sempre no longo prazo!

Desse modo, vai ter muito mais segurança e tranquilidade financeira, seja no presente ou futuro.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Leia Mais

Cartão VISA com limite INACREDITÁVEL

Você já descobriu a novidade que a VISA está proporcionando aos clientes? Um novo cartão com limite inacreditável está na área! Anúncios Nossa equipe decidiu